postado por Matheus em 03 março 2012

Resenha | Comer Rezar Amar

Comer Rezar Amar

Autor: Elizabeth Gilbert
Editora: Objetiva
Páginas: 342
Skoob: Adicione
Compre: Melhor Preço
Avaliação: 

Sinopse
Quando completou 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo que uma mulher americana moderna, bem-educada e ambiciosa deveria querer um marido, uma casa de campo, uma carreira de sucesso. Mas não se sentia feliz: acabou pedindo divórcio e caindo em depressão. "Comer, Rezar, Amar" é o relato da autora sobre o ano que passou viajando ao redor do mundo em busca de sua recuperação pessoal.


     

     O que você faria se a sua vida mais que perfeita acabasse e você tivesse que mudar seu estilo de vida para viver melhor? É uma pergunta que eu não queria fazer à nenhum de meus amigos, mas qualquer um de nós pode passar por isso.
     Eu nem imagina que esse livro existia, mas um detalhe fez eu me aprofundar sobre ele. Assistindo a MTV eu vi a propaganda do filme, nem liguei muito para a história, mas sim para a música. "Dog Days Are Over" é um hit da banda Florence And The Machine (se você não conhece, ouça que você não vai se arrepender), essa música é tão cativante que me levou a conhecer mais sobre o filme. Procurando na internet, descobri que o filme é baseado no livro de mesmo nome, e, alguns dias depois, comprei o livro (mas só comprei porque tava em promoção no folheto da Avon kkkkkkk). Olha o clipe da música:


     Voltando ao assunto principal, o livro, ele é muito cativante e inspirador. Já vi resenhas que criticavam o livro falando que só se tornou um best-seller porque a história inteira é clichê. Descordo totalmente.
     Liza (o apelido de Elizabeth, a escritora), é casada e têm uma vida feliz com seu marido. Até que percebe vários defeitos em seu casamento, começando inúmeras brigas com seu marido e consigo mesma. Depois de entrar com o pedido de divórcio, ela vai a procura de um novo amor, só que este também te faz sofrer.
     Depois de começar a rezar espontâneamente e perceber que sua vida ainda faz sentido, ela sai em volta do mundo procurando o melhor para ela. Então ela percebe que precisa comer, rezar e amar para ser feliz (avá).
     Para comer ela vai até a Itália (quer um lugar melhor para se fazer isso), comendo todas as massas que vê pela frente. Para rezar ela vai até a Índia. Amar nem estava em seus planos, mas quando chegou em Bali (Indonésia), o destino a levou até o amor.
     O livro é dividido em três partes, mostrando sua parada em cada um dos países. A melhor parte para mim é a 2ª, da Índia. Ele me ensinou muita coisa sobre religião e fé. Nele eu li uma frase que nunca mais saiu de minha cabeça: 

Certa vez o filósofo estoico grego Epíteto disse: "Você tem Deus dentro de você, seu pobre idiota, e não sabe disso" 

     Não sei porque, mas essa frase nunca mais saiu de minha cabeça. Também aprendi que, em todas as religiões, por mais diferente que seja, todas estão voltadas para adorar a mesma pessoa, Deus. O único Criador, que criou o mundo e todas as coisas que nele vemos ou sentimos.  Algumas podem dar um outro nome a Ele, mas todas as religiões são criadas para adorar Deus e tentar aprender um pouco mais sobre o funcionamento do universo.
     O livro, em várias partes, é muito engraçado. Já tive até compulsão de riso lendo a parte 3 (Bali), o xamã dela e sua amiga são muito hilários, sem querer fazer piada eles nos fazem rir. "Curadora de Bananas" (só quem leu vai entender rsrsrs)! Eu tenho que ir em Bali um dia, fiquei maravilhado com as belezas que ela descreve.
     O livro é uma história de superação e adoração da vida, nos mostrando que não é um amor mal resolvido ou alguma coisa em nossas vidas que nos vai colocar para baixo. Recomendo a todos, especialmente para Adele, que já sofreu demais com o amor kkkkkkk.



P.S.: Como já mencionei, também há o filme de mesmo nome. Vou assistir essa noite e amanhã já coloco a crítica. Por enquanto, fiquem com o trailer e tchau!




3 comentários:

  1. Ainda não li esse livro Matheus. Foi bom saber que você gostou.
    Não sabia sobre essa divisão no livro, muito menos que cada "acontecimento da capa" acontecia em lugares diferentes.
    Eu imaginava algo completamente diferente para a história, pensei que seria um romance bem parado e não engraçado como você disse.
    Parabéns pela resenha =D

    ResponderExcluir
  2. É parece ser um bom livro. Florence And The Machine tem músicas muito boas mesmo :)

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!!!!
    Gostei muito do livro e também do filme!!!

    ResponderExcluir