postado por Funs Hunter em 29 agosto 2012

Cinquenta Tons de Cinza foi sucesso na Bienal



Em comparação com a edição anterior da Bienal do Livro de São Paulo, a editora Intrínseca mais que dobrou seu faturamento este ano: teve um crescimento de 140%. Cinquenta Tons de Cinza, livro de E. L. James que já soma 200.000 exemplares vendidos no Brasil, contribuiu significativamente para o número. Durante os dez dias que durou a última Bienal, a obra vendeu sozinha 2.200 exemplares — mais que Agapinho, a versão infantil de Ágape, de Padre Marcelo Rossi.
Outro fator que contou a favor da Intrínseca nesta edição da feira foi o tamanho de seu estande. Dois anos atrás, a editora tinha um espaço de 50m², área que em 2012 passou para 120m². O sucesso inesperado de A Culpa É das Estrelas, de John Green, também colaborou. O título foi o segundo mais vendido da Intrínseca na Bienal, com 1.270 exemplares.

Veja a matéria completa AQUI.


9 comentários:

  1. Acho que o sucesso desse livro foi graças as redes sociais que o divulgaram como a oitava maravilha do mundo. Não tenho nenhuma vontade de ler esse livro. Gosto de leituras mais sutis.

    Um leve bater de asas para todos!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Serio gente esse livro não vi nada demais e o que eu acho que o tornou famoso foi realmente a divulgação u.u

    ResponderExcluir
  3. Esse livro foi bem divulgado, que bom para a editora. Por isso tal sucesso, assim como A culpa é das estrelas. Para mim ambos são livros com temas interessantes e que tenho vontade de ler, mas no momento estou a procura de outras leituras.

    ResponderExcluir
  4. Para quem gostou (ou até mesmo para quem não curtiu) do "50" existe um livro nacional que atrevo dizer ser bem mais legal: "REDES SENSUAIS". Com certeza voces acharão "Redes" muito mais excitante (e plausível) que o "50". A história reflete isso que acontece todos os dias, isto é, pessoas se encontrando no real e no virtual através da internet. Apesar da falta de marketing, o livro compensa pelo jeitinho mais "nosso" sem entretanto cair no lugar-comum ou abaixar o nível apesar do alto conteúdo erótico. Gostei e recomendo efusivamente! Recomendei para uma amiga que disse "Este livro parece um imã, depois que li os homens passaram a me olhar de uma forma diferente". Não tenho nada a ver com o autor, não ganho comissão, sou apenas uma fã. Se quiserem mais informacões eu achei este livro através da maior rede social: www.facebook.com/redessensuais não sei se existe outra página na internet...

    ResponderExcluir
  5. Legal esses dados, tenho vontade de ler somente a Culpa é das estrelas, não vejo nada demais a não ser a divulgação excessiva de Cinquenta em tons de cinza... Mas acho que isso foi mais uma jogada, já que o livro foi muito divulgado e o povo que está lendo não tem gostado muito, diferente de A Culpa é das estrelas.

    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
  6. EStou louca de curiosidade para ler esse livro, quero ver se é bom mesmo ou se bom foi o marketing. Bjksss

    ResponderExcluir
  7. Confesso a vc que ao ver o furacão que esse livro causou no mundo literário me deixou um tanto curiosa, mas devo dizer que esse tipo de livro não faz parte do meu estilo de leitura, acho que eu ainda estou presa no estilo infanto-juvenil e romances rsrs... ainda não me preparei para esse choque literário-erótico rsrs... pode ser que em um futura não tão distante eu o leia sim, pois pelo que eu andei lendo sobre o livro eu achei bem interessante.

    Parabéns a Editora Intrínseca pelos lançamentos que foram um grande sucesso e que continue assim.

    ResponderExcluir
  8. Ai! Eu não sei porque não fui com a cara desse livro. Achei legal as capas, mas a sinopse eu não curte, acho que é porque não curto o gênero. Vai saber.

    ResponderExcluir
  9. As pessoas só comparam esse livro pq tem sexo. Fim da história. Ela deve ter ganhado muito dinheiro, bem que poderia ter trazido Tio Rick para Bienal. Ai eu dava um jeito de ter ido.

    ResponderExcluir