postado por Funs Hunter em 17 outubro 2012

Resenha | Private

Autores: James Patterson & Maxine Paetro
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o melhor preço.
Avaliação:

Sinopse: Só há um lugar seguro para os segredos dos poderosos.
Jack Morgan é dono da Private, a melhor agência de investigações que existe, com escritórios em vários cantos do planeta. É a ele que os homens e as mulheres mais influentes do mundo recorrem quando precisam de total eficiência e máxima discrição. A agência é o único recurso quando a polícia não pode fazer mais nada.
Os criminosos estão à solta.
Enquanto Jack e sua equipe investigam o assassinato de 13 garotas, surgem dois outros casos, bem mais pessoais. Fred, tio de Jack, procura-o pedindo ajuda com um escândalo financeiro que pode destruir a liga profissional de futebol americano. E a esposa do melhor amigo de Jack, Andy Cushman, é encontrada morta.
Com a Private, nenhum caso fica sem solução.
Os três mistérios parecem insolúveis, mas Jack conta com os melhores investigadores e com o que há de mais avançado em tecnologia – recursos que, muitas vezes, não estão à disposição da polícia. Além disso, a agência não responde a instituições oficiais, portanto, nem sempre precisa jogar de acordo com as regras.

Dificilmente leio uma resenha de um livro que pretendo ler, com Private isso não aconteceu. Quando conheci a capa e a sinopse tive que descobrir um pouco mais sobre o livro. Claro que o interesse surgiu, mas como a fila de leitura estava extensa, tive que esperar.
Tenho expectativas muito grandes em relação aos livros da Editora Arqueiro. Gosto de literatura fantástica? Sim, com absoluta certeza! Mas os livros policiais começaram a despertar o meu interesse quando realizei a leitura de "Toda a Verdade", da mesma editora.
O bom desses livros é o leitor tentar juntar os fatos antes do final, tentar descobrir quem é o "vilão" da história.
Em "Private", Jack Morgan herda uma fortuna de seu pai e a missão de reabrir a Private, empresa de investigações. Não era o que Morgan queria pra sua vida, mas ele acaba realizando o desejo de seu pai.
A empresa tenta solucionar, a dois anos, o misterioso assassinato de adolescentes. Ao mesmo tempo, surgem duas novas investigações: Jack precisa descobrir o responsável pelo assassinato da esposa de um de seus amigos e também ajudar seu tio, Fred, a descobrir o que está acontecendo nas partidas de futebol americano. Jack também tem que cuidar de seu irmão gêmeo  um viciado em jogo que acaba se envolvendo com a máfia.

O livro, por focar em 3 casos distintos, acaba se tornando imprevisível. Não é possível supor o que nos espera no próximo capítulo, os casos acabam se misturando um pouco. O autor, como demais autores, acaba revelando o assassino no decorrer da leitura. Mesmo sabendo que aquela pessoa é a culpada, a curiosidade em saber como os investigadores descobrirão tudo continua. A Private tem seus próprios meios e ferramentas para investigar e sempre acabam descobrindo ou até mesmo supondo algo totalmente correto. Está certo que a empresa possui os melhores profissionais, mas nem sempre conseguimos acertar tudo. As investigações sempre levam ao destino correto, os investigadores parecem possuir um radar que os faz acertar o passo. Isso acabou me desanimando um pouco, sempre torcia para eles errarem em alguma coisa, seguir uma pista que não os levasse a verdade. Ou o autor achou melhor a história assim ou não quis se aprofundar um pouco mais em seus casos.
Esse desanimo acabou logo quando os casos estavam chegando ao seu final. Os acontecimentos acabaram não me deixando parar de ler. Tive que terminar a leitura para descobrir o que iria acontecer. O motivo para os assassinatos das estudantes é tão... Ops! Melhor nem comentar muito, essa foi a revelação que mais me chocou, pois as outras duas pude deduzir qual seria o resultado.
Mesmo assim, ainda esperava bem mais dessa leitura, não me animou tanto quanto os outros livros, alguns pontos passaram mais rápido que os outros. A leitura deve ser realizada com tranquilidade, sem ninguém para atrapalhar, assim fica mais fácil de compreender o que o autor está passando em determinado capítulo.




Primeiros Capítulos


9 comentários:

  1. Só pelos primeiros capítulos :O

    OMG, preciso desse livro!

    Adorei sua resenha :]

    ResponderExcluir
  2. Um autor que eu adoro, mesmo não tendo lido tantos livros dele como eu gostaria.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Passo! Esse foi o livro que li dele e odiei. O primeiro. Depois ainda fui ler mais um pra ver se esse autor salvava comigo, o Diário de Suzana, odiei! Gente do céu, esse cara não é pra mim mesmo ¬¬

    ResponderExcluir
  4. Pena que o livro tenha lá seus problemas e seja de difícil compreensão em alguns pontos, não gosto dessa série, prefiro o Alex Cross. Gosto do James, escrevendo livros do Alex, só. Mesmo assim gostei da sua resenha e de saber melhor sobre Private.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não cheguei a ler nada do James Patterson, mas já li várias resenhas positivas sobre seus livros. Sou muito fã desse gênero literário, e mesmo esse tendo alguns probleminhas, me arriscaria em lê-lo. acho que o que deve ter atrapalhado um pouco, foi esse excesso de casos, o que às vezes acaba atrapalhando o desenrolar da trama.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Parece ser um livro bom ainda não li nada do gênero, mas quem sabe eu não leia futuramente. Adorei a sua resenha e se nao me encano tenho um livro desse autor.

    ResponderExcluir
  7. Fernanda Mendonça29 de outubro de 2012 21:20

    Depois de O Dia da Caça eu virei fã desse autor! Mesmo com os pequenos disparates encontrados em meio à narrativa, eu achei q ele prendeu bastante minha atenção.

    Tenho bastante vontade de ler mais livros dele, mas por enquanto nao tive oportunidade.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nenhum livro do James. Me apaixonei pelo genero policial, quando li a série Millennium, aliáis, minha série favorita de todos os tempos! É sempre assim com livros policiais, quando vamos chegando no final, e ficando cada vez mais instigante, não conseguimos largar! Tá na lista! E a Arqueiro tá arrasando com os livros do genero!

    ResponderExcluir
  9. Tenho que ler mais livros dele ! Sempre gostei de livros policiais, leio os contos do Sherlock Holmes e já li livros da Aghata Cristhie. E quando li O Dia Da Caça do James, me apaixonei por sua escrita...

    ResponderExcluir