postado por Matheus em 11 novembro 2012

O Que Passou Por Meus Fones #14


Mais uma vez eu venho aqui, agora no dia correto, para mostrar a vocês tudo o que eu ouvi pela semana. Nessa semana eu não ouvi nenhum clássico, e também nenhum lançamento. Mas mesmo assim os discos aqui citados podem agradar à muitos de vocês.
Não viu o post da semana passada? Olhe aqui.
Leu, gostou e comentou? Participe do Top Comentarista do mês de novembro clicando aqui, lembrando que o prêmio do mês é o livro distópico "Divergente", que é muito bom por sinal. =D


19 | Adele


Adele conseguiu o sucesso mundial com o seu segundo disco, “21”, mas isso não quer dizer que antes disso suas músicas eram menos melhores do que atualmente. Ouvindo “19” nós podemos ouvir tudo aquilo que as músicas da Adele têm de melhor, sua linda voz e suas letras românticas e por vezes fofas sempre falando do amor, mas nós podemos notar uma coisa que fez muita diferença no álbum: bons ritmos contagiantes.
Mas isso não quer dizer que as melodias de “19” sejam ruins, elas apenas são inferiores às contidas em “21”. Para aqueles acostumados à melodia de “Rolling In The Deep” e “Someone Like You” várias músicas ótimas do disco podem parecer estranhas devido à suas melodias muito simples e melancólicas. A primeira faixa do álbum, a melancólica “Daydreamer”, mostra muito bem isso que eu acabei de falar. Seu ritmo é muito simples e calmo, não podendo agradar à todos os fãs das músicas mais novas da Adele. Mas a voz linda e calmante da Adele está lá, como sempre. Em “Best For Last” o ritmo fica ainda mais diferente com todos aqueles “arranhões” nas cordas do violoncelo (ou algum outro instrumento do tipo). Um pouco mais a frente vem “Crazy For You”, uma faixa extremamente simples mas igualmente bela. A música quase não precisa de melodia, já que Adele brilha, num dos melhores vocais do álbum. “First Love” é um tanto infantil demais; como se não bastasse a letra a melodia é composta quase que somente por xilofones, o que a deixa ainda mais despretensiosa.
O disco segue o mesmo estilo simples, despretensioso e romântico até o fim. A última faixa do álbum fecha-o com chave de ouro. “Hometown Glory” é a faixa mais comercial do álbum; seu ritmo não difere muito do estilo do seu álbum mais recente (sempre com um piano ao fundo) e a voz da Adele é maravilhosa, sem nenhum exagero. Sendo assim, “19” é um disco para poucos. Ele não agrada àqueles que adoram melodias muito bem produzidas que embalam baladas melosas. Pelo contrário, ele agrada àqueles que enxergam a beleza nas pequenas coisas, àqueles que têm ao menos um pouco de romantismo em sua alma e àqueles que adoram uma boa música, por mais melancólica que seja!



O que fazer quando você percebe que seu nome está saindo das notícias, que você já usou todos os singles possíveis de seu disco e que sua turnê já acabou, e ainda não tem músicas suficientes pra lançar um disco novo de inéditas? Para a Katy Perry a resposta é simples: “lance uma versão deluxe do seu disco anterior”!
Depois de perceber que a versão normal de ”Teenage Dream” já deu o que tinha que dar ela decidiu juntar  poucas músicas inéditas, algumas músicas antigas com novas participações especiais e uma versão acústica de outra música. Assim nasceu “Teenage Dream The Complete Confection”! O disco abre muito bem com a musiquinha animada “Teenage Dream”, com um ritmo bem pop e uma voz da Katy que todos conhecem, cheia de auto-tune e por vezes irritante. Depois vem outra música que virou um single de sucesso, “Last Friday Night (T.G.I.F.)”, uma música simples mas muito boa. Mas o destaque dessa música fica com o clip super bem produzido e muito divertido, vale a pena ver! “California Gurls (feat. Snoop Dogg)” é outra música mais do mesmo, com uma batida que é puro pop e sem mais nada de espetacular. Depois disso vem uma das melhores faixas do álbum, “Firework”. Sua letra é inspiradora ao ponto certo, sem nada de dramático, e a voz da Katy também não está desprezível. Pelo contrário, acho quer nessa música ela deu o melhor que podia, deixando a emocionante.
Depois de todas essas faixas de sucesso o disco dá uma forte decaída. Sabemos que músicas pops na maioria das vezes não têm ótimas letras, mas a Katy se superou com “Peacock”. Sua letra é totalmente desprezível, sem nenhuma parte boa; cheia de versos de duplo sentido e um estilo muito “besteirol americano”. Das baladas do álbum a que fez mais sucesso foi “The One That Got Away”, mas mesmo assim ela não me agradou muito. Seu estilo meloso é muito grande pra pouca história. “Pearl” segue o mesmo estilo dessa. Mas nem todas as baladas do álbum são desprezíveis. Um pouco à frente tem a emocionante “Not Like The Movies”, com um ritmo calmo e melancólico, mas que combinou incrivelmente com a voz da Katy Perry, que soa diferente de tudo que já ouvi dela. Na parte das músicas inéditas posso dizer que elas não têm nada demais, “Part Of Me” e “Wide Awake” são músicas pop mais do mesmo, sem nada de espetacular. A única música contida no versão deluxe que precisa ser ouvida é “E.T. (feat. Kanye West)”. Ela já vinha na versão simples do álbum, mas sem a participação do Kanye West. Com ele a música se completa, dando um toque de masculinidade que estava faltando no álbum. A melodia dessa música é a melhor do álbum, não sendo apenas um toquinho pop qualquer, mas indo para um lado mais eletrônico, sem perder sua magia.
Para aqueles que já ouviram a versão simples do álbum não é extremamente necessário ouvir “Teenage Dream The Complete Confection”. Mas àqueles que ouvem apenas os singles da Katy pode até ser uma experiência diferente ouvir esse disco completo, já que em várias músicas o ritmo pop meloso contido na maioria de seus singles sai de cena para dar lugar a ritmos bem melhores.



Doll Domination | The Pussycat Dolls

As Pussycat Dolls nunca foram vistas com bons olhos pelos críticos e por grande parte do público. Alguns as achavam sensuais demais, outros falavam que não tinham talento, e tinha até gente que falava que elas só faziam sucesso por seus belos corpos, e não por suas músicas. Eu não posso julgar se essas opiniões são corretas, mas para aqueles que adoram boas músicas pop dançantes as Pussycat Dolls são um prato cheio!
“Doll Domination” mostra tudo o que elas são para aqueles que não a conhecem. Ritmos contagiantes (e por vezes sensuais), letras provocadoras (e por vezes sensuais) e ótimos vocais da Nicole Scherzinger (nem preciso dizer que muitas vezes eles são sensuais). O disco já abre mostrando tudo o que ele é com “When I Grow Up”, uma música contagiante e com uma letra que mostra o que era o sonho das Pussycat Dolls, serem famosas! Um pouco à frente vem a melhor faixa do álbum: “I Hate This Part”. Essa música difere de tudo que já foi ouvido das PCD, sendo uma música romântica, com uma melodia melosa, mas forte, e uma ótima voz da Nicole. Mas quando eu digo ótima é ótima mesmo! Se ela sempre usasse sua voz do jeito que usou aqui eu tenho certeza que ela seria ainda melhor. Sua voz é emocionante ao extremo, e depois do segundo refrão ela mostra tudo o que podia! Depois de tanta emoção o disco não contém grandes hits, mas ele continua com músicas que podem agradar a muitos. “Out Of This Club” é uma balada mais do mesmo, com uma melodia meio sem sal, mas que mesmo assim pode agradar àqueles que gostam das baladas da Rihanna ou de outras cantoras do tipo. “Who’s Gonna Love You” traz um pouco de nostalgia ao disco, sendo que seu ritmo lembra muito o ritmo das músicas de grupos femininos de R&B da década de 90, como Destiny’s Child e TLC.
O disco segue flutuando entre músicas pop dançantes, baladas românticas e músicas de R&B contagiantes até o fim. Sendo assim ele é um disco para poucos. Poucas daquelas pessoas que gostam de músicas artísticas podem gostar de “Doll Domination”. Mas também são poucos aqueles que adoram músicas pops sensuais e dançantes que não vão gostar de ouvi-lo.     



25 comentários:

  1. Adele e Katty Perry são muito divas! Cada uma no seu estilo, mas ambas transbordam de talento.

    ResponderExcluir
  2. Adoro as músicas da Adele e agora descobri também Lana Del rey e estou amando.

    Beijão
    http://lilicasg.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Uau...só coisa boa. Adoro os três. Tem músicas para todas as horas, muito bom.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  4. Adoro as musicas da Adele algumas são bem lindas e viciantes, por outro lado as musicas da Katy Perry são animadas. Confesso que nunca ouvi a outra banda.

    ResponderExcluir
  5. é impossível alguém ñ gostar d nenhuma música da Adele e da Katy Perry!!!

    ResponderExcluir
  6. ela faz mas sucesso por algumas músicas, mas em qualquer música já dá pra notar sua ótima voz!!!!

    ResponderExcluir
  7. Pra quem gosta de Adele Lana Del Rey tbm pode agradar mt. Das músicas da Lana eu só curto Videogames e Born To Die, mas eu ñ posso negar q ela canta muito!!!!

    ResponderExcluir
  8. Adoro a voz da Adele, alias acho que é impossivel não gostar. As vezes ouço tanto que acabo deixando o pessoal de casa meio maluco. Bjksss

    ResponderExcluir
  9. Adele é muito Diva!! Também gosto da Katty. Não gosto das Pussycat dolls. Não tinha escutado nenhuma música do cd "19", apenas do "21", que foi o que fez o mundo a conhecer, fiquei curiosa e vou baixar algumas músicas :D

    ResponderExcluir
  10. Impossível não gostar, ela tem um vozeirão kkk aqui em casa é a mesma coisa eu e minha irmã adoramos ela

    ResponderExcluir
  11. Já vi muita gente falar bem dessa Lana del rey, agora fiquei curiosa para ouvir, alguém tem alguma indicação de música dela?

    ResponderExcluir
  12. a maioria das pessoas ñ conhecem nenhuma música de "19" da Adele, mas depois q eu ouvi eu ñ me arrependi nem um pouquinho!!!

    ResponderExcluir
  13. Videogames e Born To Die são as melhores!! vale mt apena ouvir!!!

    ResponderExcluir
  14. Você falou tudo: Se estiver saindo da mídia, relance seu disco!!!
    Acho que isso resume o que a Katy Perry fez. Ela só colocou umas musicas péssimas em seu disco não tão bom assim.
    Pois vamos falar a verdade, poucas músicas salvam nesse cd KK

    ResponderExcluir
  15. Meu irmão ficava ouvindo Adele, nunca gostei muito das musicas dela ^^

    ResponderExcluir
  16. concordo com td q vc disse!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  17. ela canta bem mesmo. só que não curto muito o "estilo" das musicas dela. mas as vezes ouço ^^

    ResponderExcluir
  18. Essa seleção que você fez foi de longe a melhor de todos os tempos. Rsrsrsrs
    Adele dispensa comentários. E Katy Perry e The Pussycat Dolls têm seus charmes.



    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Arrasou nas escolhas *.* Adorei todos principalmente Pussycat dolls *.* , amo a KAty também. Seu gosto musical está bem afiado. hahaha

    ResponderExcluir
  20. Gostei desse album da Adele, não conhecia, as músicas parecem ser bacanas, gosto da cantora. Não gosto das PCD, acho a Nicolle chata, só ela canta praticamente. A Katy é legal, mas em algumas músicas no meu gosto.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
  21. Você, diferentemente de mim, escuta coisas bem diferentes e está sempre com algo novo. Já eu, todo dia escuto os mesmo cantores e as mesmas musicas.

    De todas esses que você citou eu só escuto alguns dos hits, tipo Rolling in the Deep e Firework. Nunca gostei muito de California Girls, porque sempre me pareceu meio sem conteúdo. Mas me deu muita vontade de escutar o disco 19 (não sabia que a Adele tinha um antes de 21), porque gosto de musicas um pouco melancólicas e a Adele canta muito bem!

    ResponderExcluir
  22. Argh, muito pop pra mim.

    Srsly, nao curto.

    Assim, sei que a Adele é uma ÓTIMA cantora e tal, mas nao faz muito meu tipo. Muito menos katy xD

    ResponderExcluir
  23. Até baixei 19, mas nem cheguei a ouvir. Verdade, quese todas as músicas do cd da Katy Perry viraram singles! Também nao acho que a voz dela é essas coisas. E as músicas grudam no ouvido, e algumas com letras bem bacana!

    ResponderExcluir