postado por Funs Hunter em 14 novembro 2012

Resenha | Agridoce


Autora: Simone O. Marques
Editora: MODO (2ª Edição)
Páginas: 282
Skoob: Adicione
Compre: MODO Editora
Avaliação:

Sinopse: Anya é uma garota comum, estudante de gastronomia e que mora em Florianópolis. Certa noite, ao passear pela praia ela sente um aroma que a atrai terrivelmente, um perfume, uma mistura de fragrâncias que mexe com todos os seus sentidos. Na noite seguinte ela e vê perseguida pelo aroma e descobre que ele vem do corpo de um belo banhista que sai do mar. Cedendo ao impulso, ela vai até ele. Surpreendendo-o, ela o lambe e encosta o nariz em sua pele. Atormentada pelo aroma, ela precisa experimentar, então, alcança seu pescoço e o morde numa veia pulsante. Anya então descobre o prazer de degustar o sangue doce, que a fazia pensar em frutas flambadas, temperado com o sal da água... o sabor agridoce que a desperta para uma necessidade vital que fará parte de sua vida à partir de então, a necessidade de sangue...


Anya sofre de uma terrível doença que a impede de sair a luz do sol. Aproveitando a "semana do saco cheio" ela resolveu passear pela praia, mal sabendo ela que o seu destino a esperava. Ela sentiu um aroma irresistível, precisava encontrar a origem do aroma agridoce que a deixa com "água na boca". Infelizmente teve que ir embora sem descobrir a sua origem. O aroma foi tão marcante que Anya resolveu ir até a praia na noite seguinte e procurar novamente de onde vinha o aroma. Para seu espanto, o aroma vinha de um banhista que estava saindo da água. A atração pelo aroma era tanta que ela tinha que experimentar... Mesmo não conhecendo o rapaz, em um impulso, morde seu pescoço.

Estava ali o sabor que tanto procurava, o doce sangue que a fazia pensar em frutas flambadas, temperado com o sal da água do mar, a perfeição...o sabor agridoce...

Página 08

Ao mordê-lo Anya desperta como uma vampira, uma portadora de uma necessidade especial e necessitará de sangue para sobreviver. Mas Anya não estará sozinha, quando ela desperta para sua nova condição, despertam também o seu escravo e seu antagonista.
O escravo é uma pessoa que sempre estará disposto a oferecer o seu sangue ao vampiro. Este sangue é o melhor entre todos, suprindo todos as necessidades que o portador necessita. Já o antagonista é um caçador, que mesmo podendo não saber o que está acontecendo, sente algo diferente e só terá paz quando matar o portador da necessidade de sangue.

**********************************

Os vampiros criados pela autora são totalmente diferentes dos que conhecemos em outros livros. Alguns possuem poderes especiais, morrer com a luz do sol não acontece com todos e, cada vampiro possui um escravo doador de sangue e um caçador. Os dois podem ser quem menos imaginamos, o caçador pode ser alguém bem próximo do portador.
Durante a leitura, podemos deduzir duas pessoas para serem o escravo e o antagonista, mas não fica claro a situação de cada um até que o escravo é encontrado.
Daniel é o escravo de Anya, após um desmaio ele só sabia pensar em encontrá-la, em ajudá-la. A profissão de Daniel é um tanto... inesperada. Mesmo assim ele foi capaz de mudar completamente a sua vida por ela.
O antagonista é alguém que conhecemos logo no início do livro, alguém a quem Anya deve sua vida.

Também conhecemos muitos personagens além dos já citados. Anya descobre que herdou essa necessidade de sua mãe, que era uma portadora. Seu pai e o tio, Ivan, a protegem de todos, com medo que aconteça o mesmo que aconteceu com a mãe da garota. Ivan é um escravo que já não possui uma portadora para desfrutar de seu sangue. Anya descobre que o garoto que a despertou na praia é um mensageiro, pessoa que se torna irresistível a quem possui a "doença" dela. Rafael, um vampiro rico e elegante, é o tutor de Anya, está encarregado de ensinar tudo o que ela precisa saber.

A história é completamente envolvente, ao mesmo tempo que nos é apresentado algo totalmente novo sobre os vampiros, queremos logo saber como tudo irá terminar. A descrição da autora nos permite imaginar tudo o que está acontecendo, até é possível visualizar os locais onde os acontecimentos se desenvolvem.

Considerei o livro uma introdução a esse novo universo devido a grande variedade de explicações e aprendizados vivenciado pelas personagens. O final foi inesperado, algo que me deixou muito curioso e ansioso pela continuação.

A capa reproduz muito bem  a história, as páginas possuem pequenos desenhos nas pontas e no início de cada capítulo. Encontrei erros de digitação, mas nada que atrapalhe muito a leitura.

Se recomendo o livro? Claro! Afinal cada leitor tem um gosto diferente para a leitura e, conhecendo o livro, cada um pode tirar suas próprias conclusões. Eu não me arrependi de ler este livro e espero que vocês também apreciem a obra.


Para ler o primeiro capítulo, CLIQUE AQUI.





15 comentários:

  1. De todos os seres místicos, o único que consigo levar um livro até o final é se ele for de vampiro. Não gosto de lobisomens, fadas, sereias e todos esses outros seres.
    Gostei desse negócio de vampiros terem um escravo de sangue. Bem diferente. O problema é que é tão dificil conseguir encontrar um livro da editora MODO...onde eu consigo comprar esse livro?

    ResponderExcluir
  2. Você pode adquirir o livro diretamente na loja da editora. http://modoeditora.com.br/loja/agridoce

    ResponderExcluir
  3. Gosto de historias de vampiros. Essa historia parece ser bem diferente. Gostaria mesmo de ler, e essa capa me deixou apaixonada. Bjksss

    ResponderExcluir
  4. Quando vi uma resenha desse livro pela primeira vez fiquei de queixo caído, estava louca para ler – não que eu ainda não esteja agora- mas, o tempo foi se passando e até agora nada... Adoro quando os autores dão uma nova cara daquilo que já conhecemos e estamos cansados de ver/ler. Não sabia que o livro ia ter continuação, mas foi ótimo saber, gosto de saber quando um livro vai ter continuação, ou não, sinto que estou lendo umas resenhas que estão deixando a desejar, só sinto. E mais uma vez minha vontade de ler o livro foi despertada haha Não sei quando vou comprá-lo, mas espero que logo.

    http://sobreimportancias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Confesso que quando eu li '' Surpreendendo-o, ela o lambe... '' eu comecei a rir. Achei o tema bem legal, se você diz que a história é envolvente então vale a pena ler. Realmente gostei muito do livro, achei ele super interessante, fiquei mais surpresa ainda quando descobri que era uma autora brasileira, as editoras estão caprichando nas capas, cada vez mais fico com orgulho dos nossos autores!

    ResponderExcluir
  6. Também comei a rir nessa parte do "Surpreendendo-o, ela o lambe..." Apesar de ser um tema que se tornou comum, os vampiros, gostei desses elementos novos que a autora colocou, essa ideia de escravo e antagonista, parece ser bastante interessante. Fiquei ainda mais curiosa ao saber que o antagonista da Anya é alguém a quem ela deve a vida.

    ResponderExcluir
  7. O escravo de Anya conquistou meu coração. As cenas do Daniel com Anya tem um toque de erotismo que me conquistou, sendo isto também um diferencial, não é um Cinquenta Tons de Cinza, mas me conquistou bastante. Eu amei.

    ResponderExcluir
  8. Achei muito interessante os vampiros da autora, principalmente porque eles tem um escravo. Parece mesmo um bom livro, vou ler o 1 capitulo ^^

    ResponderExcluir
  9. Quando vi a capa do livro eu nao dava nada pela leitura, mas agora que li a resenha fiquei muito curiosa pra ler (ja ate coloquei na minha lista) gostei da ideia da autora e a narrativa. Vou ler o primeiro capitulo! ( \o\)

    ResponderExcluir
  10. Eu até que gostei da história, mas o que pesa pra mim no momento é que estou em uma ressaca vampiresca. Mas essa dica está anotada, e quando essa ressaca passar, darei uma oportunidade.


    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Gente eu adorei essa resenha *.* Fiquei presa lendo a resenha,quando for ler o livro então. Adorei muito a história, o enredo de vampiros não ficou cliche, ela conseguiu mudar vários aspectos. Adorei mesmo, quero ler o quanto antes.

    ResponderExcluir
  12. Que capa bonita, curti muito. O livro também é legal, por mais que fale de vampiros, parece ser algo totalmente diferente, mais legal. Gostei da narrativa, bom saber que ela é envolvente e pelo jeito nos apresenta algo novo sobre um assunto tão saturado na literatura.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
  13. Esse livro me atraiu, acho que pela maneira diferente do atual de mostrar os vampiros. A autora criou um universo diferente e bem criativo... Isso de cada vampiro ter um escravo e um antagonista-caçador é meio maluco, porque virar vampira pra depois ter que ser morta?

    Estou bem curiosa e quero saber como o enredo irá se desenrolar, preciso arrumar um jeito de ler logo esse livro.

    ResponderExcluir
  14. Esse livro está na minha lista de desejados, mas nunca tinha lido nenhuma resenha a respeito.

    Bom saber que ele é tçao bom quanto pensei q fosse. =)

    ResponderExcluir
  15. Pelo titulo e capa, pensei que era um romance, rs. A mitologia criada pela autora parace ser diferente, como voce disse, dos vampiros que estamos acostumados. Geralmento em livros mais introdutórios, o segundo é melhor. Mas tô meio que saturado, seja de qualquer tipo de vampiros.

    ResponderExcluir