postado por Funs Hunter em 31 dezembro 2012

Resenha | Annástria e os Sete Escolhidos


Autora: Selène D'Aquitaine
Editora: Ícone
Páginas: 456
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o melhor preço.

Sinopse: Stellnaja é uma jovem francesa que estuda em um estimado internato exclusivo para garotas. Sua vida era confortavelmente normal até a jovem começar a ter sonhos estranhos. Certa noite a garota descobre que sua vida está prestes a mudar drasticamente ao perceber o surgimento do desenho de uma cobra impregnada em seu pulso. A diretora do internato e tutora de Stellnaja, Anita Collin, revela a sua protegida a verdade sobre o destino que aguardava a jovem menina. O poder de se transformar em cobra é considerado por muitos algum tipo de maldição. Stellnaja aceita sua missão. Ela precisa reunir sete annastrianos que viveram em diferentes épocas e os manter seguros. Cada um dos escolhidos foi escolhido pela deusa de Annástria, Florença. Darin e Ímpar continuam a missão em busca de reunir as penas das asas de Darin, porém a todo momento inimigos tentam fazer com que os jovens fracassem. Satine e seus aliados estão cada vez mais fortes, ela finalmente consegue dominar boa parte da dimensão dos humanos e ameaça perigosamente a missão de Darin e Ímpar. William ainda alimenta esperanças de fazer com que Ímpar se alie a ele. A aventura torna-se cada vez mais tensa. Mistérios sobre o passado de William e Aradios começam a ser revelados. 
O segundo volume da trilogia Annástria é dividido em quatro partes. Em cada parte um personagem diferente toma frente à narrativa e conduz o desenrolar dos acontecimentos.



Como a sinopse já é extensa, vou deixar apenas meus comentários em relação ao livro.
A história iniciada em "Annástria e o Príncipe dos Deuses" iniciou de uma forma inesperada. Claro que tudo tem o seu motivo. Stellnaja recebe a sua missão e logo a aceita, ela deve "recrutar" sete annastrianos  que viveram em diferentes épocas. Em alguns desses recrutamentos, os acontecimentos são rápidos demais, faltou ação entre os personagens. Alguns dos acontecimentos, da parte focada em Stellnaja, foi inexplicável. A curiosidade sobre determinadas pessoas que aparecem, das ajudas sem explicação aumenta a cada página narrada por ela.
Quando temos a história pela visão da Ímpar, esses acontecimentos nos são explicados.

O livro pela visão de 4 personagens diferentes se tornou mais interessante e a autora soube dividir os fatos adequadamente. Sempre que um outro personagem assumia a narrativa, algo era ligado com os acontecimentos anteriores e explicados.

A revisão do livro deixou um pouco a desejar, me deparei com muitos erros durante a leitura e até a grafia de dois nomes (páginas 46/47 e 72/73) sofrem uma mudança durante a leitura. Outro ponto que me desagradou foi a repetição de palavras, em alguns capítulos, uma determinada palavra se repete várias vezes e próximas uma da outra. Isso acabou me desanimando um pouco para continuar a ler, mas resolvi dar uma chance ao livro. 
Gosto muito da história de Annástria, os personagens estão evoluindo (nada de pensar em Pokémon hein gente) cada vez mais durante a história. O "novo mundo" criado por Selène é simplesmente fantástico e encantador.

Preciso comentar sobre o Aradios? Não né! Soltar spoiler sobre ele não dá mesmo... mas foi uma grande surpresa.

A capa retrata bem a primeira parte da história, é impossível  durante a leitura, não dar uma pausa para procurar o escolhido que Stellnaja encontrou. 

A Trilogia Annastria (com 2 volumes publicados) é uma excelente oportunidade de leitura para as férias, leve, inovadora e surpreendente.


Os livros desa trilogia são um pouco difíceis de comentar, são tantas coisas acontecendo que qualquer divulgação vira em um spoiler tremendo.




0 comentários:

Postar um comentário