postado por Funs Hunter em 18 fevereiro 2013

Resenha | O Trono de Fogo



Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 398
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o melhor preço.
Avaliação: 

Sinopse: Os deuses do Egito Antigo foram libertados, e desde então Carter Kane e sua irmã, Sadie, vivem mergulhados em problemas. Descendentes da Casa da Vida, ordem secreta que remonta à época dos faraós, os dois têm poderes especiais, mas ainda não os dominam por completo – refugiados na Casa do Brooklin, local de aprendizado para novos magos, eles correm contra o tempo. Seu inimigo mais ameaçador, Apófis, está se erguendo, e em poucos dias o mundo terá um final trágico. Para terem alguma chance de derrotar as forças do caos, precisarão da ajuda de Rá, o deus sol. Despertá-lo não será fácil: nenhum mago jamais conseguiu. Carter e Sadie terão de rodar o mundo em busca das três partes do Livro de Rá, para só então começarem a decifrar seus encantamentos. E, é claro, ninguém faz ideia de onde está o deus.


Alguns meses se passaram após os acontecimentos do primeiro livro. Em "O Trono de Fogo", Carter e Sadie Kane precisarão tomar grandes decisões.
Os jovens agora treinam alguns aprendizes no caminho dos deuses e, para tentar impedir a libertação de Apófis, entrarão em grandes confusões.
Carter e Sadie terão que juntar as três partes do livro de Rá e tentar encontrá-lo, o problema é que ninguém sabe onde Rá está. Desde que parou de governar os outros deuses - por artimanha de Ísis -, ninguém o viu. Será mesmo que Rá está vivo? Já fazem milênios que o deus se retirou.



Esse é o segundo livro da trilogia "as Crônicas dos Kane" e segue o mesmo padrão do primeiro livro. A narrativa de Riordan é fantástica. Novamente o livro é apresentado em forma de transcrição de um arquivo de áudio narrado por Carter e Sadie. O autor soube dividir as partes de cada um muito bem e as "discussões" entre a narrativa deixam o livro mais divertido.

Durante a busca por Rá, os jovens terão que navegar pelo Duat e passar pelas doze casas da noite, cada casa representa uma hora e, dependendo da casa, você só consegue entrar se chegar na hora correta. Considerei essa viagem o grande ponto do livro, algumas partes foram rápidas demais, mas outras foram bem descritas e aproveitadas.

Durante a aventura conheceremos novos personagens, Walt é um jovem aprendiz da casa do Brooklyn e mantém um sentimento a mais por Sadie. Mas se Sadie também sente algo por Anúbis, quer dizer que teremos um triangulo amoroso na história? Será? rsrs
Walt esconde um terrível segredo, no início não consegui imaginar que tipo de segredo seria esse, mas com alguns acontecimentos e explicações, é possível deduzir.
Bes é outro personagem que conhecemos, ele é um deus anão e feio - pelas descrições do livro é feio mesmo hein pessoal -, mas que está sempre pronto para ajudar os jovens magos.

Mesmo com o amadurecimento dos personagens, alguns atos são totalmente irresponsáveis da parte deles, principalmente quando cada irmão decide se separar e ir em uma missão diferente. Entendo que o tempo é curto, mas "tá na cara" que algo de ruim vai acontecer. Sempre!

A diagramação é simples e possui algumas imagens quando os personagens usam algum tipo de magia, hieróglifos que representam o que foi pronunciado. Eu achava a capa e o título esquisitos, mas durante a leitura entendi o seu significado e compreendi os elementos que a compõe.

O final desse livro é totalmente inesperado, mas totalmente surpreendente! Rick Riordan soube perfeitamente nos deixar curiosos e apreensivos para saber o que vai acontecer.










3 comentários:

  1. Sempre vejo resenhas bem positivas quanto aos livros do autor, tenho muita curiosidade em ler! Gostei de sua resenha, espero um dia poder não apenas essa série, mas também outros livros do autor =D


    Bjs


    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha professor.

    ResponderExcluir
  3. Tenho o volume 1 desta série, mas como o coloquei no Desafio Literário 2013. tenho que esperar para começar a ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir