postado por Funs Hunter em 23 maio 2013

Resenha | O Eterno Barnes

Autor: Salustiano Luiz de Souza
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 248
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o melhor preço.
Avaliação: 

Sinopse: Doutor Barnes, um famoso neurocirurgião, começa a desenvolver na Universidade onde trabalha uma pesquisa científica tentando transformar os dados do cérebro em arquivos de dados, codificando-os de modo que possam ser copiados. Com o avanço da pesquisa, acaba conseguindo copiar para o computador todos os dados de memória que formam o ser humano, como suas experiências, suas emoções, suas recordações, enfim, sua vida. Deslumbrado com a descoberta, começa a perceber que estes arquivos possuem uma estrutura totalmente diferente e uma sinfonia divina, e começa a ficar obcecado pela ideia de que seja possível copiar cérebros de um paciente para outro. Ao contrário do que deveria ocorrer, Barnes, cada vez mais, esconde suas pesquisas, pois seu objetivo passa a ser implantar seu próprio cérebro em outro paciente, mais jovem e sadio, pois está acometido de uma séria doença. Busca, desta forma, alcançar a tão almejada eternidade. Para isto, não mede as consequências de seus atos, que passam a ser justificados pela ambição que lhe domina. Conseguirá Barnes o seu intento?




Quantas vezes já ouvimos a frase: “A única certeza da vida é que morreremos um dia”? Porém, e se além de tal certeza você soubesse que muito em breve isso se concretizaria?


Eis o grande desafio da vida do Dr Barnes, aceitar a morte eminente ou, acima de tudo, buscar viver, mesmo que para isso tenha que agir de forma conflituosa em relação aos conceitos morais da sociedade.
Em “O eterno Barnes”, o autor Salustiano Luiz de Souza, nos leva a acompanhar a vida, ou o final dela, do Dr Barnes. Este brilhante neurocirurgião descobre que está condenado à morte devido a um problema sério de saúde. É então que se lança numa nova pesquisa, a qual pode mantê-lo vivo, porém por um alto preço. Ele busca incansavelmente uma forma de transferir toda sua memória para o cérebro de outra pessoa transformando tais informações em dados, arquivando em computadores e, em seguida, transferindo-as para outro ser.

O Dr Barnes passa por cima de tudo e todos para atingir seu objetivo. Ele fica obcecado pela sua eternidade e se vê no direito de tomar qualquer atitude para isso, seja ela boa ou má.
Com atitudes extremamente radicais, a busca insana pela eternidade, vai tornar mais uma mente brilhante em um ser detestável.
Mas para quem já imagina mais um daqueles finais típicos onde as coisas vão caminhando e acabam obviamente, aguarde um fim inesperado, pois, com o desenrolar dos fatos, outros personagem tomam destaque na trama e, aquele que se achava o todo poderoso, pode se tornar um mero coadjuvante.
O leitor pode esperar muitas coisas dessa trama. Uma delas é a certeza de momentos de reflexão e conexão com alguns conceitos morais.

Para o leitor que se imagina lendo, digo uma coisa: “A bela melodia da vida continua tocando e tomando conta da mente daqueles que à escutam.”
Somente lendo o livro, vocês saberão o que quero dizer com essa última frase.


Boa leitura a todos.






7 comentários:

  1. Desde que li a sinopse desse livro me interessei. Apesar de não ser nenhuma novidade, gosto de ler esses tipos de histórias. Achei legal quando o autor escreve de maneira que nos façam ficar reflexivos.
    Quero muito ler, pois pelo que entendi, até reviravoltas rolam nesse livro.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  2. Não faz muito meu gênero mas, sua resenha está intrigante e fiquei curiosa pela história. Adorei que você ressalta que o final não é nada do que podemos esperar. Não conhecia esse livro ainda e agora pretendo ler.

    ResponderExcluir
  3. a idéia é interessante,afinal de contas,ninguém quer morrer.mas pelo visto,o protagonista não reconhece seus limites.não é um livro que me faça ler imediatamente,mas sim,gostaria de ler um dia.eu fico toda orgulhosa é de ver a NS com essse espaço para nossos autores =)

    ResponderExcluir
  4. As resenhas que li desse livro são positivas, mas isso não foi suficiente para me deixar interessada. Acho que não leria o livro!!

    ResponderExcluir
  5. Thielen Borba da Costa31 de maio de 2013 18:50

    Sinceramente já não sei o que pensar sobre o livro.
    Ele tem um tema interessante, mas não sei se é o suficiente para me fazer disfrutar da leitura. Talvez, por eu não ter gostado da capa, não tenha me interessado tanto assim. kkk
    Achei bem ousada a atitude do dr., e fiquei bem curiosa pra saber se ele vai conseguir realiza-la.

    ResponderExcluir
  6. Olha, todas as resenhas que li desse livro foram muito positivas. Lembro da primeira vez que o vi na livraria, logo me interessei pela capa e, não deu outra, pela sinopse mais ainda. Só que não levei. =/ Ainda quero lê-lo; o tema que vai para o lado da ficção científica me atrai demais, e tive a impressão de que há um forte lado filosófico/psicológico na história.

    Bj, Livro Lab

    ResponderExcluir
  7. Ketelin Natieli Wochner26 de agosto de 2015 14:41

    Não sinto vontade de ler. O tema em si até é interessante, mas sei lá, não me surgiu aquele sentimento de "Ahh, preciso desse livro!" sabe? haha
    Também acho que poderiam ter feito uma capa mais atrativa :S


    Beijos!

    ResponderExcluir