postado por Funs Hunter em 23 setembro 2013

Resenha | Na Companhia das Estrelas

Autor: Peter Heller
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Compre: Encontre o melhor preço
Skoob: Adicione

Sinopse: Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela.
Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem...
Voe com Hig e Jasper e se encante ao descobrir que um mundo melhor pode estar em cada um de nós.




Sabe aquele livro que você começa a ler e não consegue parar? Quando a leitura flui de forma tão gostosa, que você não vê nem a hora passar? Pois é! Esse é um livro que se enquadra perfeitamente nessas características.
A forma como o autor escreve é apaixonante. Toda tristeza, alegria, dor, angústia, medo e solidão do personagem,  é sentida claramente por quem está lendo.

A história toda se passa num mundo devastado, onde as pessoas foram quase totalmente eliminadas por uma doença misteriosa.
Hig, Grande Hig, como ele se nomeia, é o protagonista, e também, um sobrevivente que nos conta como é viver nessa realidade onde tudo e todos que amava se foram.
Nove anos após a grande epidemia,  Hig e seu amigo de quatro patas, Jasper, vivem num hangar isolado, tendo como única companhia o teimoso, mas eficiente quanto a segurança, Bangley. Cada um com suas dores e sentimentos conflitantes.
Hig passa por situações incríveis, onde além de sobreviver, ele tem que conviver com decisões extremas. Será que num mundo tão diferente, os conceitos morais infundidos naquela sociedade destruída, ainda devem ser levados em conta? Será que sobreviver, mesmo tendo que matar para isso, é algo aceito por Deus? Será que ainda pode ser considerado um ser humano, ou mero animal com instintos de sobrevivência?

Amanhã farei tudo de novo, mas o menino não. Eu o enterrei sem qualquer sensibilidade nem arrependimento, mas inteiro, com sua pena de falcão.
Pág. 66

Por alguns momentos, a história lembra o filme “Eu sou a lenda”, porém, e felizmente, sem zumbis ou vampiros assassinos. No lugar deles, pessoas com uma doença sanguínea, quase inofensivas e condenadas a uma vida curta e sofrida.

Hig, sempre faz algumas viagens com seu avião, um Cesna 1956. Porém, só um sofrimento insuportável, foi capaz de fazê-lo se arriscar em uma viagem para longe de seu perímetro de segurança. Fora do hangar e sem a proteção de Bangley, ele busca esperança e motivação para prosseguir vivendo, mas como dizem: “Nada como o seu lar!” Como se isso fosse possível!

...durmo do lado de fora e posso fingir que existe uma casa em outro lugar, com alguém nela, alguém para quem voltar.
Pág. 45
  
Realmente, o livro mereceu todo o reconhecimento que recebeu. Pesquisando sobre o autor, encontrei inúmeras notícias dizendo o quanto esse livro é fantástico e quão premiado se tornou.
É um livro extremamente  fascinante, comecei a lê-lo e não conseguia parar. A cada capítulo terminado, era impossível conter o desejo de prosseguir a leitura. Difícil não se emocionar em diversas partes da história, principalmente uma envolvendo Jasper, o cão.

Não posso deixar de comentar duas observações, uma positiva e outra negativa. De positiva, eu achei a capa muito bem elaborada, o homem observando as estrelas ao lado de seu cão, passa a sensação de solidão vivida pelos personagens. De negativa, e única, não gostei do fato dos diálogos do livro não possuírem travessões ou aspas. Porém, deixo claro que isso não prejudicou de forma alguma o livro em si.


Esse entra para a lista dos livros que não posso deixar de ler novamente um dia. Adorei lê-lo e, com toda certeza, recomendo à todos, independente do estilos de leitura a qual se interessam, acredito que irão se apaixonar também.











Top Comentarista
Se ainda não está participando, faça sua inscrição AQUI através do aplicativo e leia as regras para não ser desclassificado!








6 comentários:

  1. Tenho o livro e será um dos próximos que vou ler. Tenho a boa impressão de que é uma história bem intimista, voltada para para sentimentos e emoções. E isso é encantador. Como você disse, não é à toa que o livro é super recomendado e bem criticado.
    Espero adorar tanto quanto você.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. No começo da sua resenha lembrei bastante do filme Eu sou a lenda e de Walking dead, mas sem os zumbis; parece ser mais envolvente e humano. Já anotei aqui para ser uma das minhas próximas leituras. Também gostei da capa, representando a solidão, o companheirismo, a insignificância de sermos pequenos diante da imensidão do céu.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. ganhei esse livro em uma promo, estou ansiosa para ler! toda resenha que
    leio sobre ele, diz basicamente isso, é uma mistura de poesia com a
    narrativa do livro e que funciona bem para alguns, como a leitura flui fácil. eu acredio que vou
    gostar do livro, essa solidão impregnada no personagem, tem um ar
    melancólico… a capa é linda, eu amo a capa desse livro! espero conhecer
    logo a saga de Hig =)

    ResponderExcluir
  4. Lendo essa resenha, consegui imaginar tudo que se passa com o personagem principal desse livro. Deve ser uma sensação horrível, olhar para os lados, e não ver nada, nem ninguém. E essa sensação deve ser muito bem passada pelo autor. Fiquei bastante curioso pra ler essa história, pois ela deve nos passar questionamentos bem interessantes.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser bem interessante e diferente eu ainda não li nada que tivesse algo parecido, mas eu adoraria ler o livro é bem fininho e creio que a leitura bem gostosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Dica interessante de livro,ainda mais depois de sua resenha e na sua opinião ser um daqueles livros que quando começamos a ler não queremos largar!Num cenário devastado por todos esses problemas e Hig não perde as esperanças!

    ResponderExcluir