postado por Funs Hunter em 16 dezembro 2013

Resenha | Anjo Caído

Autor: Daniel Silva
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o melhor preço!

Sinopse: Após quase ser morto em sua última missão, o ex-agente israelense Gabriel Allon não quer mais pensar no serviço de inteligência. Dedicando-se a seu trabalho como restaurador de arte, ele se refugia no Vaticano para dar nova vida a uma das maiores obras-primas de Caravaggio. Certa manhã, ele é chamado à Basílica de São Pedro pelo monsenhor Luigi Donati, o poderoso secretário pessoal do papa Paulo VII. Sob o magnífico domo de Michelangelo, jaz o corpo de uma linda mulher. A polícia suspeita de suicídio, mas Donati não acredita nessa hipótese e pede a Gabriel que investigue discretamente o caso. Ele só recomenda que Allon fique atento à regra número um do Vaticano: “Não faça perguntas demais.” Gabriel logo fica sabendo que a mulher descobriu segredos perigosos que ameaçam uma organização global envolvida com o comércio ilegal de antiguidades. Sem saber aonde sua caçada o levará, ele precisa impedir um atentado devastador que mergulharia o mundo em um conflito apocalíptico. Uma inebriante mescla de arte, intriga e história, Anjo caído conduz o leitor por câmaras obscuras do Vaticano, pistas de esqui glamourosas de St. Moritz e avenidas graciosas de Berlim e Viena, até alcançar o inesperado clímax nos subterrâneos do território mais sagrado e disputado do mundo.



Sempre que tenho a chance de ler uma sequência de algum autor, logo vem a dúvida : será que este é tão bom quanto o anterior ? Ou, caso não tenha gostado do outro, será que este conseguirá me agradar?
Pois bem, mais uma vez essa dúvida se fez presente ao ler esse livro de Daniel Silva. Novamente o renomado espião israelense Gabriel Allon, foi obrigado a interromper seu afastamento da “Agência” e, como no último livro, desmantelar uma rede terrorista que poderia causar um dano sem medida à sociedade mundial.


É incrível o conhecimento do autor sobre o tema terrorismo. Ao ler a nota do autor, no final do livro, é possível entender como consegue produzir tão boa narrativa, pois o esforço do mesmo em busca de coerência e realismo à história é fantástico.

Gabriel Allon é acionado para desvendar o mistério por trás de uma morte ocorrida dentro do Vaticano, morte esta que pode levar a segredos inimagináveis que cercam as lideranças da igreja católica no mundo.
Mas, se engana quem imagina que tudo se desenrola apenas nesse contexto, pois, como já demonstrado em seus livros anteriores, muitas reviravoltas acontecem ao longo da história e o leitor vai viajar por vários locais históricos, assim como compreender alguns motivos da incessante batalha entre judeus, mulçumanos e árabes.
Depois de perceber que a paz mundial esta ameaçada, a equipe do king Saul Boulevard é reunida novamente e se inicia a grande corrida contra o tempo para impedir que os terroristas atinjam seus objetivos sangrentos.

O que mais gosto nos livros do espião Gabriel Allon, é que em nenhum deles o autor faz com que o personagem seja como um super-humano, tipo os filme do 007 onde um único personagem faz de tudo e salva o mundo no final. Uma coisa que ele deixa bem claro, é que toda equipe é responsável pelo ato final e todos tem seus créditos merecidos. Diga-se de passagem, que equipe bem montada!
Gostei muito da parte final do livro, as reviravoltas que ocorrem no desfecho da história, mostram o quão brilhante é a mente do autor. Daniel Silva conseguiu me surpreender novamente com esse livro fantástico! Se antes de iniciar a leitura, eu tinha algumas dúvidas, agora finalizado, eu tenho certeza que li um livro muito bom. É empolgante demais ler um livro policial, um dos meus gêneros favoritos, e poder “viver” uma maravilhosa história.

Quanto ao livro, só tenho elogios a fazer, a capa retrata muito bem o sentimento que temos ao ler, o retorno de Allon onde se sente em casa, apesar de ser visto como um intruso, um anjo renegado. Fora mantido o padrão das letras e cores dos livros anteriores, com o nome do autor em destaque, uma imagem que diz muito e o título em amarelo.
As paginas também não mudam em relação ao anterior, continuam com seu tom amarelado (pólen) com os capítulos muito bem distribuídos e letras pequenas, porém bem nítidas.
Resumindo, o leitor pode se lançar sem receio na leitura desse livro, pois se gosta desse gênero, não irá se arrepender de embarcar nessa leitura.


Mais um para minha lista de favoritos!!







Sobre o Autor:
Evandro
Evandro é Colaborador do blog, fascinado por Animes, tecnologia e games. Apaixonado por leitura e professor nas horas vagas. Nada criativo para terminar essa biografia e apressado para assistir e ler logo após.


1 comentários:

  1. Oie!

    Ainda não conheço a escrita do autor, mas gostei da temática.

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir