postado por Funs Hunter em 25 fevereiro 2014

Resenha | A Redenção de Gabriel

Autor(a): Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Páginas: 432
Skoob: Adicione
Compre: Encontre o menor preço!

Sinopse: Depois do escândalo em que se viram envolvidos em Toronto, Gabriel e Julia se casaram e se mudaram para Massachusetts, onde ele dá aula na Universidade de Boston e Julia faz doutorado em Harvard. Agora ela precisa provar que não vive à sombra do marido famoso. 
Mas parece que Gabriel não está pronto para ver a esposa caminhar com as próprias pernas. Quando ela é convidada a dar uma palestra em Oxford, surge seu primeiro conflito: a linha de pesquisa dela diverge da teoria dele. 
Durante a conferência, os dois são obrigados a confrontar antigos rivais, entre eles a incansável Christa, que, ainda determinada a humilhar Julia, ameaça revelar um dos segredos mais obscuros de Gabriel. Além disso, as coisas entre eles não vão muito bem. Isso porque Gabriel está ansioso para ter um filho, mas Julia quer concluir o doutorado primeiro. Para ver realizado seu sonho de formar uma família, Gabriel terá que enfrentar fantasmas do passado. Será ele capaz de fazer isso? E será que a generosidade de Julia resistirá à ameaça de ver arruinada a carreira que ela tanto se esforçou para construir?




Seis meses após os acontecimentos de O Julgamento de Gabriel, os recém-casados Gabriel e Julianne estão ainda mais apaixonados um pelo outro.
Julia está cursando o doutorado em Harvard, tudo o que ela mais queria após terminar o mestrado em Toronto, e Gabriel agora é professor na Universidade de Boston.

Com a nova vida, Julia não quer viver a sombra do marido e pretende conquistar o seu lugar no meio acadêmico pelo próprio esforço. Trabalhando em uma nova tese, ela foi convidada a apresentar o seu trabalho em Oxford. A aceitação para essa palestra pode lhe trazer grandes transtornos!
A primeira discussão dos dois foi muito séria, nesse momento eu já achei que a história dos Emerson seria bem conturbada no decorrer do livro. Tem como piorar? Com certeza! Christa Peterson ainda não esqueceu o Professor Emerson e, mesmo ele sendo um homem casado, ela não desistirá de seu objetivo traçado enquanto era sua aluna em Toronto.

Ela precisava do seu incentivo, do seu encorajamento, e não que ele a menosprezasse. Sua autoestima já era frágil o suficiente.
Página 36

O que esperar do desfecho dessa trilogia? Muitas surpresas! Só pra começar...
Como disse, Julia está focada em seus estudos e artigos e tudo muda com a súbita vontade de Gabriel em se tornar pai. Ela fica completamente abalada em pensar que isso a fará ficar sem estudar. Um filho requer cuidados e seus pais presentes. Julia será capaz de proporcionar tamanha alegria ao Professor Emerson?

Sylvain Reynard não poderia ter construído um livro melhor para fechar a trilogia! A narrativa e os acontecimentos continuam prendendo o leitor. Não vou dizer que não teve passagens que quis pular durante a leitura, foram completamente desnecessárias, mas fundamentais para alguns acontecimentos futuros. Ainda bem que não deixei de ler nenhuma linha!
Gabriel continua arrogante e impulsivo, em determinados momentos ele passa a impressão de que o que Julia sente e precisa não importam para ele, apenas os seus desejos são relevantes. Houve uma grande mudança em sua personalidade após o reencontro com Julia e ela ter lhe ensinado o verdadeiro significado do perdão, mas não custa nada melhorar um pouco mais Gabriel.
Devo dizer que a doce, amável e irredutível Julianne poderia colaborar um pouco mais também... Apesar de ser ela a grande responsável por tudo o que aconteceu na vida de Gabriel, poderia pelo menos ser mais compreensível em certos pontos. O que é pra acontecer, sempre acontece!

— Eu fracassei com você - sussurrou ele.
Página 418

O que mais gostei foi do autor(a) não ter se esquecido dos demais personagens da história. Cada um viveu seu drama ou sua felicidade no fim dessa trilogia. A Professora Picton marcou uma grande presença com seus sábios conselhos a Julia. Foi difícil não se comover com Rachel e Aaron. Paulina que tanto sofreu no passado... Terá ela finalmente encontrado a felicidade? Paul, o amigo que se apaixonar por Julia... Finalmente desistiu de sua amada?

A Editora Arqueiro optou por não manter a capa original, que fugiu um pouco do padrão ao não utilizar a fumaça presente nos dois primeiros livros e sim uma espécie de planta na capa. Ponto pra Arqueiro que fez um belíssima escolha! Preciso comentar que gosto de livros que utilizam o tamanho de fonte um pouco maior? Facilita bastante para ler a noite! Bem que a Arqueiro poderia pensar nessa mudança...

Preciso comentar só mais uma coisa sobre a história... É impossível não se emocionar com o final. É tão real, angustiante e impressionante!

– Eu falei a ele que a maior das virtudes não é a caridade; é a esperança. Conheci a caridade com Richard e Grace, mas também com você. E ela me ajudou a atravessar dias muito sombrios. E também descobri a fé, quando estive em Assis. Mas, sem esperança, não estaria aqui. Eu teria dado um fim à minha vida. Sem a intervenção divina na forma de uma adolescente em um pomar na Pensilvânia, eu estaria no Inferno, e não sentado ao seu lado...
Página 424









Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


5 comentários:

  1. Ansiosa pra ler esta continuação. É uma das estórias que mais gostei até agora e não vejo a hora de poder degustar desta leitura. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Estes livros estão comentadíssimos ultimamente, mas nunca li nenhum deles e não consegui despertar uma curiosidade grande pelos livros .
    e tmb não gostei das capas!



    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Paulo me perdoe, não li sua resenha direito pra pegar spoiler, vou começar a ler O Julgamento de Gabriel por esses dias. mas como sou curiosa, dei uma olhadinha, e vi que os personagens mais maduros, e o romance continua a força do livro. capa linda seguindo padrão das outras. mal posso esperar pra ler e ver o fim dessa trilogia =)

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que essa trilogia foi fechada com chave de ouro. Em relação a trama, não sei muito bem, mas acho que esse drama de ter ou não um filho foi fraco demais. A partir do momento em que um dos dois está em dúvida sobre ter o não, é melhor não ter.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Confesso que não possuo nenhum interesse pela série, acho as capa bem feias, e descobri que são meio hot's gêneros que não suporto, por agora!

    ResponderExcluir