postado por Funs Hunter em 05 julho 2014

Resenha | O Jogo Perfeito

Autora: J. Sterling
Editora: Faro Editorial
Páginas: 224
Skoob
Compre

Sinopse: Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante. Mas Jack tem outras coisas em mente ... Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass. Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão. E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo, devolvendo inteiro novamente.



Cassie é o tipo de garota que não consegue escapar dos olhares dos meninos ao redor. Jack Carter é o astro do time de beisebol da Universidade. Os dois podem não possuir nada em comum, mas passarão a viver um grande e emocionante amor.

Odiava ser observada daquele jeito. Eu sei, Eu sei. Sou uma maldita hipócrita.
Página 9

Enquanto dançava em uma festa, Cassie nota um garoto a observando. Melissa – amiga que divide o apartamento com Cassie – o conhece e diz para que ela mantenha distância dele, já que ele é acostumado a não repetir as garotas em suas noites. Foi impossível não terem o primeiro contato assim que a amiga deixa a sala, mas Cassie resiste e sai a procura da amiga.
Jack não desistirá tão facilmente da garota e começa uma verdadeira perseguição em busca de um primeiro encontro com ela. Tentando acabar com isso, Cassie aceita o encontro mesmo percebendo que está ficando atraída por ele. As coisas fogem do controle na lanchonete... Os olhares se voltam para Cassie... Jack não desiste tão facilmente...
Enfim eu conhecera uma menina que não tentara me impressionar. Cassie não se interessava por aquilo que eu fazia como atleta, mas sim por aquilo que eu fazia como pessoa. Eu estava mergulhando de cabeça naquela história.
Página 54

Não vou negar que me perguntei, logo no início da leitura, se realmente estava interessado por essa história. Quando a editora divulgou ter adquirido os direitos da trilogia, li muitos comentários de quem já conhecia a versão em inglês, foram tantos elogios que resolvi arriscar. Fugi completamente dos temas que leio e não me arrependo disso!

A autora criou uma história que se tornou impossível dar pausas na leitura! Mesmo cansado e com sono, só parei de ler ao chegar nos agradecimentos finais.
Cassie é uma garota comum que despertou o interesse do garoto mais cobiçado da Universidade. As demais garotas foram jogadas de lado e ele só tinha olhos pra ela. Até aí, tudo foi óbvio e já dava pra imaginar que aconteceria... Mas Sterling foi além e desenvolveu o relacionamento de uma forma que até gostei da união dos dois. Em nenhum momento a narrativa se torna cansativa e  monótona, pelo contrário, as reviravoltas – que são muitas – deixam qualquer leitor curioso para descobrir o que irá acontecer.
Carter se mostra um completo idiota durante a história. Quando imaginei que tudo estava indo bem, vem a autora e muda todo o rumo esperado. Sério! Simplesmente "devorei" os acontecimentos finais para descobrir o que aconteceria.

O que andei percebendo em alguns livros e pelos comentários de outros leitores é que os autores estão adorando colocar segredos envolvendo o passado de seus personagens. Em O Jogo Perfeito as coisas não são diferentes! Os dois possuem acontecimentos passados que os deixam inseguros e com um sentimento de raiva por membros da própria família. Saber o de Carter foi o que mais me fez refletir. Não o culpo pelos sentimentos e por tudo o que o levou a ser como era antes de conhecer a Cassie.

Uma coisa que não gostei foi a autora "correr" com o que acontecia na história para terminar logo. Teve um acontecimento que me fez pensar: "Vai acabar e vou ter que esperar o segundo livro pra saber o que acontece!". Me enganei completamente! Foi um filme onde o diretor cortou as melhores cenas para não deixá-lo muito extenso.

Exceto a revisão, pois foi possível encontrar alguns erros durante a leitura – nada que atrapalhe a história –, a Faro Editorial fez um ótimo trabalho na edição. O texto possui uma boa distância da lombada e o espaçamento entre linhas torna a leitura mais fluida, possibilitando uma leitura sem muitos desvios. O livro parece ser extenso, mas possui apenas 224 páginas, o que li em exatas 7 horas.

Gostei muito da história, mas fiquei sem entender o objetivo da autora ao escrever uma trilogia – aposto que pensarão o mesmo quando ler.
A leitura foi rápida, agradável e completamente viciante. As reviravoltas que a autora proporciona durante a leitura são, em alguns casos, angustiantes. Mas nos mostram que, no final, o amor não está completo sem o perdão.
Leitura mais que recomendada!


Coloquei a cabeça em seu ombro e passei os braços em torno dele. Sorri e fechei os olhos. Então levei minha boca ao ouvido e sussurrei uma palavra:
– Prove.







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


17 comentários:

  1. Que delícia deve ser essa história, hein? Pelo que li e entendi, você nem conseguiu desgrudar do livro. Espero ficar empolgada como você ao ler. rsrsrs Adorei seus comentários na resenha e estou ansiosa pra ganhar o meu. Assim vou poder comprovar se é tão bom como diz. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo.
    Admiro um homem que admita ter se atraído por esse tipo de gênero. Acho que qualquer tipo de leitura é válida! Quando você falou algumas características dos dois, não foi difícil fazer a ligação com Belo Desastre. Adorei cada ponto que você citou do livro, e realmente fiquei curiosa! Odeio quando os autores apressam, mas acredito que muitas vezes eles nem percebem :/
    Enfim, estou louca para lê-lo!
    Beijos,
    Marcela.

    ResponderExcluir
  3. Ana Carolina Ribeiro6 de julho de 2014 01:33

    Olá li esse livro ano passado e tbm não consegui para de ler.Teve certos momentos que tive que parar somente pra respirar pq tem cada reviravolta rsrs.Espero que a editora não demore muito pra lançar os outros livros.

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler o livro, ja tinha ouvido falar desta serie, e muito bem, pelo menos quem gosta do genero rs.
    O casal não parece ser aqueles cheios de mimimi, espero que esteja certa rs, também ja notei que as autoras andam colocando muitos segredos do passado nos livros, mas é uma pena que ela corre no final e deixa coisas sem explicações, mas mesmo assim vou ler e espero gostar,
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Adriane Rodrigues Silva6 de julho de 2014 21:29

    Eu também não gosto de encontrar
    problemas de revisão no livro, acabo me irritando um pouco, mas claro, sem
    confundir com a história. Só acho que as editoras deveriam prestar mais atenção
    com esse trabalho.

    Lendo sua resenha também não vi a
    necessidade de uma continuação, me parece ser uma excelente história de um
    único livro. Tomara que a autora não estrague a história, porque tem muitas
    séries por aí, onde o primeiro livro é perfeito, mas a continuação não é tanto
    assim, o que acaba nos decepcionando e desanimando.

    ResponderExcluir
  6. as vezes sinto que maioria dos autores não sabem mais escrever um livro só. eu sei e até gosto quando nos apegamos a uma história queremos mais, mas né. =/ enfim, O Jogo Perfeito me lembra um pouco Belo Desastre, pela resenha deu pra ver que é tão apaixonante quanto. personagens carismáticos, um enredo bem amarrado, me deixou bem ansiosa pra ler! quem sabe tenha sorte e ganhe o top de novo! rs mas com certeza, é um livro que quero ler sim.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com a Ana, acho que os autores não se contentam mais com um livro só. Sei lá, o que custa escrever só UM livro, e depois ir atrás de outra história pra escrever? Aff. Eu quero ler, porque a história parece ser bem interessante mesmo. Nunca li nada parecido, então acho que vai me conquistar, já que sou conquistada facilmente pelas histórias ;/
    kkk


    beijos

    ResponderExcluir
  8. E essa bendita mania de tudo ser transformado em série? O que aconteceu com os livros avulsos? Jura que não dá pra resolver tudo num único livro? Qto a questão do segredo, se for algo que realmente valha a pena não me importo de usarem esse artifício. O que não pode acontecer é o mesmo que acontece na série Rosemary Beach da Abbi Glines: que porcaria de segredo era aquele que todo mundo sabia? E qdo digo todo mundo, é Rosemay Beach inteira.

    ResponderExcluir
  9. Nossa o livro deve ser muito bom mesmo hein, para que você não quisesse largar ele, eu adorei a resenha, achei meio que parecido com Belo desastre esse negocio de homem mulherengo, ficar obcecado por uma garota e não desistir dela até que consiga sair com ela e tal, mas eu gosto é disso minha gente uhuuuu o livro já esta na minha lista de desejados.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante da resenha. Tb já li outras positivas tb. Fiquei no seu comentário, sobre o pq de ser trilogia, entendo então q a história termina satisfatoriamente nesse primeiro livro. Aguardemos então pra ver. Ouvi dizer que é bem comentada lá fora essa trilogia. Espero q não estraguem com a sequencia. Só não gostei muito dessa capa. Depois de ler Um Caso Perdido, o primeiro NA q li na vida, me apaixonei por esse gênero literário. Preciso de um novo NA para superar o Holder. Com certeza já está add na minhas próximas leituras no skoob.

    ResponderExcluir
  11. Paulo!
    O livro está dando o que falar.
    Na verdade gosto de histórias assim, mesmo que possam parecer clichês ou sejam repetitivas como muitos dizem, acredito que cada autor dá o seu toque e torna o livro diferente mesmo que o enredo seja similar.
    Boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. Sabe que já estou cansando de gêneros do tipo. Realmente as protagonistas estão me irritando. Mas por não ter conseguido parar de ler e nem perder o interesse fiquei um tanto curiosa. E claro, como sempre, os personagens tem seus passados traumáticos. E depois no fim de tanto problema ficam juntos. Uma pena a autora escrever com um pouco de mal vontade ou sei lá o que, para que termine rápido a história.
    Abraços Paulo,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  13. Amei esse livro, história ótima, super empolgante e cheia de reviravoltas, estou doida pra ler o segundo livro.

    ResponderExcluir
  14. Desbravadores de Livros21 de janeiro de 2015 20:11

    Gostei bastante do primeiro livro, Paulo. Confesso que também fiquei me perguntando da trilogia mas vamos esperar pra ver.

    ResponderExcluir
  15. Oiee.
    Gostei muito da sua resenha, tenho certeza que esse seria o livro que eu ia ler e querer mais!
    Não sei porque mas gosto desses romances meio conturbados, apesar de não ter gostado dessa capa esse é um livro que me interessa.
    Espero ler em breve.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  16. Eu estava querendo ler alguma resenha para saber mais sobre o livro, mesmo que a autora tenha corrida pra terminar logo a história, eu ainda tenho vontade de ler. A história parece ser boa e a leitura parece ser agradável mesmo :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Já vi várias resenhas em outros blogs falando muito bem sobre esse livro.
    O enredo parece ser bem legal, embora pareça não conter grandes surpresas em seu desenrolar.
    Gostei bastante e me lembra alguns filmes que já assisti.

    ResponderExcluir