postado por Funs Hunter em 10 julho 2014

Resenha | O Teste

Autora: Joelle Charbonneau
Editora: Única
Páginas: 320
Skoob
Compre

Sinopse: No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam.
Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?



Malencia Vale (Cia) mora na Colônia Cinco Lagos e está prestes a se formar. Ansiosa pela possibilidade de ser escolhida para O Teste – sistema que seleciona os melhores alunos para continuarem os estudos na Universidade –, ela é a estudante mais animada por participar da cerimônia. O povo sofreu muito com as consequências da guerra, são os formados na Universidade que estão ajudando a restabelecer a fertilidade do solo e desenvolvendo novos alimentos e utensílios para o governo.
Cia vê seu sonho desabar quando nenhum oficial representante de Tosu City aparece. A garota fica sem saber o que acontecerá  em seu futuro, todos os seus planos envolviam a Universidade.
Como dizem, devemos viver um dia após o outro! Cia é convocada para uma reunião na casa da Magistrada Owens e se depara com outros jovens e um representante de Tosu City. Sim! Ela e seus amigos foram escolhidos para participarem d'O Teste. Nem imaginam eles o azar que tiveram...
Até hoje, eu consigo me lembrar da dor do vazio de ir para a cama com fome.
Página 12


Não vou negar que durante a leitura comparei a história com o livro Jogos Vorazes. É impossível não lembrar da atrocidade cometida pela Capital quando conhecemos o verdadeiro significado do teste que Tosy City faz os adolescentes enfrentarem. Recusar a participação não é uma opção!
Comecei a leitura sem saber o que esperar da história, já que não costumo ler resenhas de livros que pretendo ler, mas posso garantir que fui surpreendido pela história criada por Joelle Charbonneau. De início, o teste dos alunos parece um simples... teste. Mas é na segunda etapa que as coisas começam a fugir do controle.

Como disse antes, Cia não vai sozinha para Tosu City. Depois de 10 anos sem ninguém da Colônia ter sido selecionado, exatamente 4 jovens partirão nessa jornada – Malencia, Tomas, Malachi e Zandri. Com 108 participantes do total, poucos frequentarão a Universidade. Alguns são capazes de tudo para conseguir uma das vagas.

Vocês não tem noção do quanto estou me segurando para não comentar as provas que eles passam. São 4 etapas, e não dá pra saber qual é a pior delas. Os jovens serão levados ao seu limite!
É melhor não se apegar tanto a alguns personagens. Charbonneau, de alguma forma inesperada, acaba matando retirando-os da história.
Tomas é um personagem que guarda surpresas durante a leitura, é notável o quanto ele e Cia se aproximam quando começam a viagem. Algo está acontecendo entre os dois, mas um segredo pode acabar com toda a confiança conquistada entre eles...
Água. Contaminada? Provavelmente, mas tenho meu kit para lidar com isso. Pala primeira vez no dia, sinto um alívio.Então o mundo explode.
Página 167

Algumas partes da história colocam em dúvida tudo o que está acontecendo. Um personagem misterioso, segredos e mentiras... Mal posso esperar pela continuação. O final foi incrível e me deixou mais ansioso ainda para saber o que acontecerá com Cia e Tomas.

Observando o trabalho na editora, é notável o cuidado e carinho que trataram essa edição. A capa faz total sentido logo no início, o símbolo presente nela é explicado antes dos testes iniciarem. Há um efeito que não é possível ver nas imagens da internet – como a utilizada nessa postagem –, vários números estão escondidos ao redor do símbolo do raio, só é possível vê-los quando uma fonte de luz bate no verniz utilizado para escrevê-los.
Para quem gosta de colecionar marcadores, em uma das orelhas do livro é possível destacar uma marcador de O Teste. Foi o primeiro livro que vi esse presente aos leitores, geralmente marcadores são distribuídos em eventos e livrarias. Fiquei feliz em poder ter o meu!

Uma história envolvente, uma narrativa viciante e momentos angustiantes... O Teste é um livro que surpreende do início ao fim!

Na escola, aprendemos que, há noventa anos, Tosu City foi criada como o primeiro sinal tangível de que as pessoas haviam sobrevivido aos Sete Estágios da Guerra – os Quatro Estágios de destruição que os humanos lançaram uns sobre os outros, então os Três Estágios subsequentes – em que a terra lutou de volta.
Página 65






Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


13 comentários:

  1. Ana Carolina Ribeiro10 de julho de 2014 21:04

    Cara deu pra ver que vc gostou mesmo do livro rsrs, sua resenha é super empolgante.Ainda não li nada do gênero,mais com certeza ta na minha lista de leitura quero saber quais são os testes :D

    ResponderExcluir
  2. Adorei ler a resenha deste livro. A história me cativou. Principalmente depois de ler a resenha mais que empolgante que você fez. rsrsrs Ansiosa pra ler também.

    ResponderExcluir
  3. Rafaela Saturnino11 de julho de 2014 17:46

    Estou louca pra ler esse livro desde o lançamento. A história parece ser muito boa, e eu já fiquei curiosa pra saber quais são essas provas, só não gostei de saber que é melhor nem se apegar aos personagens :(
    Que legal que no final do livro tem marcador, na trilogia Encantadas também é assim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Amo distopias, mas - por motivo de: agonia - resolvi dar um tempo e agora só assisto às adaptações feitas para o cinema. É sofrimento demais, tortura psicológica. Com o filme eu sofro somente por pouco mais de 2h e com o livro era por semanas.

    É o primeiro que vejo sobre testes, o que achei uma ideia legal, mas é série e to tentando me livrar de séries... será que consigo? hahahahahaha

    ResponderExcluir
  5. hum. mais uma distopia. e infelizmente lembra mesmo Jogos Vorazes. como já disse algumas vezes, eu não sou uma grande fã de distopias, comecei a aceitar mais depois que li Divergente. Malencia (oi?) é uma personagem interessante, vai atrás do que quer mesmo que não tenha ideia do que fazer pra chegar lá. personagens interessantes e pelo visto a autora não tenha pena de cortá-los fora.

    adorei o que a editora fez na questão do marcador, é um mimo pequeno mas muito legal!! admito que sua animação ao falar do livro me fez vê-lo de outro jeito e vou tentar lê-lo =)

    ResponderExcluir
  6. Adorei o jeito que resenhou desta vez querido. Vi que você gostou bastante da obra, e eu graças a Deus não precisaria comparar a Jogos Vorazes, porque ainda não li, mas como gosto muito de distopias, estou pensando em dar uma chance para esse livro. Eu tinha um pé atrás quanto a ele, sei lá, a capa não tinha me ganhado para eu dar uma chance de ler resenhas, mas já li algumas e estou sendo conquistada.

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da resenha e confesso que estou louca para ler o livro, mas estou me segurando, esperando ser lançados os livros da continuação pq se ler este sem ter o ultimo livro lançado eu vou infartar até ele ser lançado

    ResponderExcluir
  8. Eu ja tinha ouvido flar que é parecido com Jogos Vorazes..mas tenho medo de livros parecidos, mesmo tendo amado Jogos vorazes.
    Mas quero ler, eu gosto da tematica. Livros que os autores não tem do de sair matando seus personagens...medo rsrs.
    A capa é muito linda, ainda não vi pessoalmente, mas quero ler em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu quero muito ler esse livro, eu não sabia que ele seria parecido com Jogos Vorazes, eu ainda não li este, mas pretendo, O teste me parece ser uma boa distopia, gostei muito da sua resenha e em breve estarei lendo o livro.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  10. Excelente resenha. Ainda não descobri ninguém que leu essa livro e não gostou. Tomara q a continuação seja tão boa quanto!

    ResponderExcluir
  11. O teste é a tipica distopia tão famosa atualmente. Comparações são inevitáveis, mas pela sua resenha posso ver que o livro é surpreendente bem como imaginei. Quero muito conhecer as aventuras de Cia e Tomas nessa luta conta as Nações Unificadas em prol de uma sociedade devastada e abandonada.
    Tomara que siga o mesmo caminho em suas continuações e não perca a qualidade.

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de distopia, esse livro parece ser mesmo ótimo, depois de ler essa resenha fiquei ainda mais ansiosa pra conferi essa história.

    ResponderExcluir
  13. Quando esse livro saiu fiquei com muita vontade de comprá-lo e até hoje ainda não o comprei omg :( Necessito muuuito, parece ser muito bom, ainda mais pra mim que sou apaixonada por distopias haha :)
    Não acho que livros precisam ser comparados, com qualquer outro, especialmente com Jogos Vorazes, até porque JV não foi o primeiro e nem o último, só foi o mais famoso para jovens adultos, e agora todos comparam os livros com ele, mas não gosto kkk
    Não conte nada mesmo não rapaz haha queremos ler u.u
    Bjs
    Anny

    ResponderExcluir