postado por Funs Hunter em 02 setembro 2014

Resenha | Fênix: A Ilha

Autor: John Dixon
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Skoob
Compre

Sinopse: Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?





Confesso que tive que esperar alguns dias antes de fazer essa resenha, pois fiquei meio... como posso dizer?... encantado demais com a história. Talvez por se passar num cenário que me lembrava alguns games que já joguei, ou pelos personagens interessantes, ou... sei lá!! Só digo que gostei bastante.
Vamos ao que interessa.
A Ilha Fênix é o local para onde mandam os jovens infratores, aos quais a justiça não mais consegue imaginar uma forma de melhorá-los. Ao menos é o que inicialmente deixa transparecer. Porém, ela esconde grandes segredos e mantém alguns objetivos ocultos muito sinistros.

Aqui estavam eles, na Ilha Fênix, em algum lugar fora dos Estados Unidos e de suas leis.
Pág 28


O foco da história está em Carl, um jovem talentoso e que teria um futuro brilhante no boxe, não fosse sua personalidade forte e seu alto senso de justiça. Por alguns atos de violência ele foi sendo transferido de um lugar para outro, até chegar a Ilha Fênix. Mas não se engane, caro leitor, ele não é mau, apenas não aceita certas injustiças. Sinceramente, simpatizei muito com ele.

Uma vez na ilha, as coisas começam e ficar empolgantes. Mistérios vão surgindo junto com momentos de apreensão e adrenalina. Os verdadeiros objetivos da ilha vão sendo revelados, assim como surgem personagens sinistros. Acredito que vocês irão gostar do “Ancião”, a mente por trás da Ilha Fênix.

O garoto sentiu confiança e poder, mas não maldade. Havia algo de sombrio nele – algo letal, pensou Carl.
Pág 146

Algo que me alegrou no livro e não posso deixar de falar, foi a presença de outros personagem interessantes e principalmente o que acontece com cada um. Odeio histórias previsíveis e, essa não é nem um pouco.
Bom! Vou acabar falando demais, então deixem-me terminar. O livro é muito bom. Confesso que só não daria nota 10 para capa, pois apesar de estar dentro do contexto do livro, a meu ver poderia ser mais atraente. No mais, tudo esta ótimo! Agora estou aqui na espera da sequência para descobrir alguns outros segredos da Ilha que o autor deixou no ar. Ansioso demais.

HIC SUNT DRACONES

Boa leitura e, descubram por vocês mesmos o motivo da citação acima.

Abraço a todos.




Sobre o Autor:
Evandro
Evandro é Colaborador do blog, fascinado por Animes, tecnologia e games. Apaixonado por leitura e professor nas horas vagas. Nada criativo para terminar essa biografia e apressado para assistir e ler logo após.


8 comentários:

  1. Não vou dizer que acho esta capa linda, mas até que gosto dela... Eu tenho o livro, mas ainda não tive tempo de ler, o que é uma pena, pois desde o seu lançamento eu sabia que seria uma leitura interessante.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Este livro tem uma história bem interessante. Fico imaginando se isso ocorresse comigo como seria e como isso me afetaria. Não sei se aguentaria esta pressão ou até sobreviveria. Esta ai um livro que gostaria de ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Evandro!
    Muito bom quando nos identificamos com um livro e ele nos alegra na leitura.
    Quando gosto muito de um livro tenho certa difivulfadade em fazer a resenha com medo de contar tudo e fazer spoilers.
    O livro é bem interessante mesmo e com um protagonista que não é mal, porém tem um senso de justiça aiçado e acaba 'pagando' por isso, torna a premissa ainda mais interessante.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Primeiro de tudo: Que Resenha Sr. Evandro. Adorei as palavras e características que utilizou na sua resenha, o que me deixou mais curiosa, porque preciso saber os tipos de coisas que acontece nessa ilha.
    E depois: Adorei a capa, não sei porque não gostaram.Sei lá, eu gosto de capas simples e ao mesmo tempo enigmáticas.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se tem a ver, mas achei esse livro uma mistura de "Jogos Vorazes" com "Maze Runner", então, adorei se realmente for. kkkkkk
    Acho massa essas tramas em que somos surpreendidos a cada página virada. Pelo que vi, surpresas e tensões são o que não faltam nesse livro. Enfim, quero ler o mais rápido possível.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  6. Legal, deveria acontecer isso mesmo, aonde quer que você vá só tem gente navegando no celular, parece um pouco JV, e com certeza irá conceder surpresas neste livro.

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Achei super legal a premissa do livro e concordo que isso deveria acontecer, pois como a Thayná disse, hoje em dia só vemos todo mundo conectado ao celular! E isso as vezes dá muita raiva!!
    Adorei a capa!

    ResponderExcluir
  8. Desbravadores de Livros30 de setembro de 2014 22:49

    Eu ainda não li, Evandro, mas confesso que fiquei intrigada com sua resenha e achei interessantíssima a premissa.

    ResponderExcluir