postado por Funs Hunter em 11 novembro 2014

Resenha | Chamado às Armas

Autora: Elle Casey
Editora: Geração Jovem
Páginas: 368
Skoob
Compre

Sinopse: Chegou a hora da guerra no segundo volume da série "A Guerra dos Fae! Em Chamado às Armas", os Fae da luz são convocados a fazer uma importante mudança e treinar seus dons mágicos para enfrentar os Fae das Trevas. Jayne Sparks e seus amigos Spike, Chase, Finn e Becky estão na iminência de uma guerra sangrenta e devem sofrer uma mudança, como crianças trocadas, para serem membros dos Fae da Luz com identidades mágicas. Poderão se transformar em elfos, ninfas, daemons, íncubos, anões e duendes verdes, querendo ou não aceitar suas novas identidades, desapontando-se com elas ou não. 
Como será resolvida a questão entre os Fae da Luz e os Fae das Trevas? Serão Jayne e seu grupo de amigos capazes de dar conta de uma missão tão espinhosa? 
Muitas respostas a estas perguntas, e outras tantas que foram provocadas pelo primeiro volume da série, serão respondidas aos leitores. E surgirão novos e fascinantes enigmas.


Sabe quando o livro tem aquele final que te deixa louco para saber o que vai acontecer? Foi isso o que ocorreu em As Crianças Trocadas, primeiro volume da Série A Guerra dos Fae. O livro termina de um maneira que te faz pensar "O que é que essa autora tem na cabeça? Vai estragar a história que eu gostei desde as primeiras páginas!".


Contém spoiler do primeiro livro! Siga por sua conta e risco.


Tony não aceitou se tornar uma criança trocada, ele optou por não fazer parte da guerra entre os Fae da Luz e os Fae das Trevas. Sua memória foi apagada e o levaram de volta para casa. As demais crianças, muitas sem família ou ter onde viver, aceitam fazer parte do grupo dos Fae.
– Isso foi há milhões de anos, antes de eu saber realmente o que era usar uma arma. Não posso assumir essa responsabilidade... de possivelmente ter que acabar com a vida de alguém.
Página 08
Jayne, Spike, Chase, Finn e Becky receberam uma espécie de joia/amuleto para liberar o seu sangue Fae. Dardennes e Céline, os anfitriões, já suspeitavam que entre esse primeiro grupo de crianças estava um ser poderoso, que poderia ajudá-los a vencer essa guerra. Jayne é esse ser, uma elemental!
Mas ela não é a única, os Fae das Trevas também conseguiram um elemental. Essa guerra ainda está equilibrada e não é possível descobrir quem irá vencer!
De um lado, os Fae da Luz, que fazem um teste para descobrir se a criança realmente pode despertar o seu sangue Fae antes de convidá-la a se juntar ao grupo; de outro, os Fae das Trevas, que ao descobrir o potencial de uma criança, a obrigam a passar pelo ritual e se tornar uma criança trocada para a guerra que está por vir. Quem realmente tem razão? Qual o verdadeiro motivo para essa guerra?
– Fico feliz por finalmente conhecer o cara que tentou roubar meu (?) de mim.Ênfase no "tentou", babaca!
Página 312

Engana-se quem pensou que a história não iria melhorar! Elle Casey em nenhum momento torna sua narrativa cansativa ou monótona. O livro é repleto de ação e enigmas a serem desvendados...
Jayne continua a mesma de sempre, super divertida e não leva desaforo pra casa. Acho que deu pra perceber na quote da página 312. Spike, Chase, Finn e Becky não perdem espaço na história, de certa forma a autora une ainda mais o grupo em relação a tudo que está acontecendo.
De início imaginei que o livro trataria mais de assuntos relacionados ao acampamento, mas no desenvolver da história, a autora nos brinda com novas informações e situações. Tony não está totalmente fora da história (Eu jurava que ele não voltava mais!) e agora possui um novo melhor amigo. Nossa protagonista não gostou nenhum pouquinho dessa situação!

Pessoas e Faes não são o que parecem, alguns escondem grandes segredos, outros são simplesmente mal compreendidos!
A autora criou um mundo onde criaturas convivem com os humanos sem eles nem perceberem. Bruxas, lobisomens e ogros são alguns desses seres... O pixie é um amor de fae!

Esse segundo livro me surpreendeu em vários aspectos, ele está mais envolvente que o primeiro, os personagens começam a descobrir o que são capazes de fazer, Jayne descobre ser mais especial do que um simples fae... E são muitas coisas que eu não vou contar aqui para não estragar a leitura de vocês.

A capa ficou um pouco estranha, não gostei desses raios saindo da mão da modelo, mas se relaciona com a história, em um momento importante da trama. A diagramação segue o modelo do primeiro livro, com os capítulos iniciando em uma página parcialmente preta com galhos de árvores. 

Chamado às Armas se apresenta como uma continuação a altura do primeiro volume da série. A história não enfraquece e o final te deixa desesperado para saber o que vai acontecer depois...







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


15 comentários:

  1. Paulo!
    É maravilhoso quando o segundo livro de uma série não baixa a qualidade e ao contrário, traz novos elementos que acrescentam e melhora a estória.
    Particularmente adoro enredos que misturam serem fantásticos com humanos e os fazem conviver bem, tornando o livro uma super aventura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Estou imensamente feliz por saber que a história continha emocionante e cheia de ação. Isso me deixa com mais vontade ainda de ler esta série que muitos estão há elogiar. Pelos seus comentários na resenha vi que a autora trouxe mais coisas interessantes e os personagens estão mais elaborados na trama. Com certeza vou ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ler esta série...parece ser incrível ...s2

    ResponderExcluir
  4. Olá bb.


    Ganhei Chamado As Armas essa semana, mas quem disse que li o primeiro livro?! kkkkkkk De qualquer maneira, fico muito feliz que a história não tenha caído na chatisse, e que tenha se mantido a altura do primeiro, que pelo que eu me lembro que você falou é ótimo. Estou super ansiosa pra ler a obra e saber o que tanto me espera.
    Eu gosto das capas dessa série, não sei porque. Enfim, amei. beijos

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que ficou melhor que o primeiro livro, significa que a autora evoluiu e não estragou a história, como já citei, amo histórias com seres diferentes e com tramas no meio, como a guerra entre os dois tipos de divisão.
    Beijos Paulo, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  6. Oie, Paulo.

    Tenho visto resenhas super positivas dessa serie de livros e com isso fiquei a fim de ler.
    Tu já mencionou de cara que tinha spoilers daí eu nem segui a leitura do post. Acho essas capas super lindas e tenho vontade de ler os livros. Esse mês está sendo lançado o terceiro, certo? Serão quantos?

    Visite: https://www.facebook.com/paulinhalaya

    Até mais.

    ResponderExcluir
  7. Paulo!
    Achei que tinha comentado já, mas vamos lá.
    A série me atrai desde o início principalmente porque gosto demais de literatura fantástica e aqui encontramos crianças que fazem parte do enredo e vão descobrindo seus poderes para participarem de uma luta entre a Luz e a Treva, interessantíssimo.
    Bem curiosa por poder acompanhar esse segundo volume.

    Cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Fiquei super apaixonada pela série quando eu vi a capa do seu primeiro volume. (Me encantei)
    Como você não gostei da capa, achei meia estranha rs
    Pensava que o Tony não apareceria mais na história, tive uma grande surpresa quando li.
    É muito bom saber que não fica nenhum pouco arrastada a história.

    ResponderExcluir
  9. Cláudia Santana Schumacher13 de novembro de 2014 10:05

    Olá!!
    Eu amo fantasia e essa série é cheia, não podia ser melhor.
    Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer a escrita da Elle, mas espero muito em breve conseguir.
    A série parece ser muito envolvente, de um jeito que prende o leitor do começo ao fim e só faz você parar de ler quando termina o livro.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li o primeiro livro dessa série parece ser ótima, curto muito literatura fantástica, estou bastante interessada em começar a ler.

    ResponderExcluir
  11. Nem li o primeiro e já saíram o segundo e o terceiro!! E já já o quarto livro deve estar saindo também, espero que eu consegui ler essa serie no ano que vem adoro livros com seres fantásticos e essa serie tem cara de ser maravilhosa!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  12. Ainda bem que esse segundo volume não sofreu da síndrome do segundo volume, e conseguiu manter o mesmo nível do primeiro. Muito bom ver o amadurecimento das personagens no decorrer da série. A autora está de parabéns nesse quesito. Agora é aguardar e torcer pra que o próximo siga evoluindo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. Oi Paulo. Eu não conheço a série, mas adoro este universo fantásticos de seres diferentes dos humanos. Mas acho que não vou iniciar uma nova série agora. Que bom que você gostou tanto do segundo livro quanto do primeiro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Foi bom saber que o livro dois tem um crescimento, pois foi como você disse, no livro 1 parece que não ia ter uma boa continuação. Essa é uma série que vou ler.

    ResponderExcluir
  15. É uma série que pretendo ler. Ainda não li o livro 1, mas amo livros com esse tipo de ser, ainda mais com uma protagonista mais poderosa do que imaginava ser, é bem interessante isso. Ainda mais esse segundo livro ficando no mesmo patamar do outro ou melhor, e ainda tendo um desfecho a fazer desejar o próximo.

    ResponderExcluir