postado por Funs Hunter em 05 janeiro 2015

Resenha | O Sobrevivente

Autor: Gregg Hurwitz
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Skoob
Compre

Sinopse: No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida: reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas.
De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível: criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho.
Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico.
Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela máfia ucraniana e recebe uma ameaça: precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher – pela qual ainda é apaixonado – e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas.
Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor. 




Nathan John Overbay (Nate) é um ex-soldado de exército americano que perdeu tudo o que mais amava: sua esposa e sua filha. Não, elas não morreram, mas acontecimentos após a sua convocação os levaram a uma terrível separação.
[...] Nate afivelou o cinto de segurança, plantou as mãos no volante à sua frente e refletiu por um instante sobre a vergonhosa ironia: fora preciso dsejar a morte para que aprendesse a viver novamente.
Página 69


Nate e Janie se conheceram quando ela se afogava na praia e ele a salvou. Foi amor a primeira vista! Cielle nasceu um tempo depois que se casaram. Alguns anos mais tarde, a convocação para o serviço militar chegou. Nate não voltou o mesmo de lá, seu melhor amigo morreu de uma forma cruel e ele se culpa por isso. A separação e a perda do carinho de sua filha foi inevitável!
Como se tudo isso não bastasse, aos 36 anos foi diagnosticado com uma doença que só traria mais dor e sofrimento. A solução: pular do 11º andar de um edifício!
Utilizando a janela do First Union Bank of Southern para chegar do lado de fora, ele não suspeitava que o rumo de seu ato seria totalmente modificado naquele dia. Quando estava prestes a pular, um assalto ao banco teve inicio. Os bandidos não tinham receio em matar... E Nate, de alguma forma, teria de assuntar as pessoas inocentes que estavam sendo mantidas como reféns.
Conseguiu eliminar 5 dos 6 bandidos que estavam no banco. Nate se tornou um herói!
– E os ucranianos? – perguntou Nate.
– Os ucranianos? – Ken assobiou e Charles por fim se aquietou, curioso para saber o que aquele som sinistro significava. – Até os russos têm medo dos ucranianos.

Página 125

Gregg Hurwitz nos faz sempre querer saber o que acontecerá nessa sua história! Logo no início já nos deparamos com a eletrizante ação de Nate dentro do banco; de suicida passou a ser o novo herói da cidade. Mas como tudo tem um preço, o autor colocar o protagonista em uma situação quase impossível: ter de roubar o próprio banco que ele salvou.
Os ucranianos são pessoas cruéis, é impossível ficar tranquilo nas passagens em que eles aparecem. Nate vai passar por maus bocados nesses 5 dias de prazo para conseguir o que está no cofre.

Os personagens são cativantes, desde Nate e sua família até a uma alucinação que está sempre presente. Cielle faz o papel de filha rebelde e bastante revoltada. Por qualquer motivo está discutindo com o pai, até mesmo por ele ter escondido sobre a doença e ter se distanciado deles por esse motivo. Janie foi uma personagem que estava torcendo pra mudar de ideia. Nate e ela formam um excelente casal. Abara, agente do FBI, é bastante confuso de início. Não sabia se ele estava tentando ajudar Nate ou se era um agente corrupto.

Uma curiosidade de toda a história é o motivo que leva Pavlo, chefe dos ucranianos, a querer o que está guardado no cofre. Quando você finalmente descobre, não há sentido nenhum, nenhuma possível ligação com algum crime, mas que para ele, vale a pena a perda de tantos homens.
O autor simplesmente nos coloca em uma história única e viciante! Quando você pensa que está tudo se resolvendo, surpresas aparecem na leitura e te fazem mudar completamente as sua hipóteses do que poderá acontecer.

Duas coisas chamaram a minha atenção durante a leitura, simplesmente achei impossível acontecer da forma que o autor descreveu. Nate faz dois roubos no livro, os dois são bem sucedidos, mas logicamente impossíveis ao meu ver. Claro que a história não funcionaria sem o que ele precisava, mas sei lá, a sensação de tudo não foi boa, parecia fácil demais.

O final surpreende... Não imaginei que poderia terminar dessa forma! O autor arriscou muito, mas acertou perfeitamente no desfecho da história. Os capítulos são curtos, o que facilita pequenas pausas, e a diagramação como o de costume da Editora Arqueiro. A capa é simplesmente perfeita! Se encaixa perfeitamente, mesmo parecendo, na capa, que ele não está no 11º andar e sim no final de um prédio de uns 50 andares.

O Sobrevivente é uma leitura prazerosa e que te faz querer sempre mais! É um bom suspense repleto de reviravoltas que te fazem prender a respiração em muitas passagens.










Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


15 comentários:

  1. Nossa! Achei muito interessante.
    Adoro livros intrigantes e você me ganhou ao dizer que o final é surpreendente.
    Por outro lado, também me incomoda essa questão de ser tudo muito fácil.
    De qualquer forma, gostei da resenha e me interessei pelo livro.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Fabio Maurer Nonnemacher5 de janeiro de 2015 20:30

    Interessante, mas, não que conquistou. Como você disse, tudo muito fácil, muito impossível. Não é meu gênero preferido. Mesmo assim, gostei da resenha. Na foto, parece mesmo que ele está em um prédio de uns 50 andares. Tudo exagerado, até a capa. kkkkk

    ResponderExcluir
  3. Nossa desconhecia esse livro, gosto quando vejo resenhas de livros que não são famosos e trazem histórias cheias de ação e surpresas. Muito boa sua resenha!

    Beijinhos,
    http://www.girlbeinggeek.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Uau, parece aqueles filmes de aventura! Gosto de reviravoltas e isso parece não faltar. Além de ser um livro com bastante páginas, adoro!

    ResponderExcluir
  5. Roubos bem sucedidos, porém aparentemente impossíveis de acontecer? Isso me faz perder um pouquinho de interesse pelo livro. Mesmo assim, desejo conferir o suspense do autor. Lembro de ter lido essa sinopse em algum lugar e automaticamente desejei o livro, me pareceu instigante. E se o final é satisfatório, então certamente parece valer a pena conferir.

    ResponderExcluir
  6. Quando comecei a ler a resenha pensei que iria se trata daqueles dramas de superação, onde um personagem luta contra seus demônios interiores e supera seus traumas, mas logo percebi que se tratava de algo muito mais além disso.
    Talvez se fosse apenas o drama de um homem abandonado pela família, doente e suicida eu me interessaria mais pela história.

    ResponderExcluir
  7. Livros cheios de suspense sempre me chamam atenção. A única coisa que eu não curti muito foi o personagem ter uma doença, achei exagerar demais na desgraça dele. Mas, sei lá, deve fazer algum sentido na história. O que me fez ficar mais curiosa foi que você disse que o final foi arriscado e surpreendente.
    Acho que eu gostaria da leitura desse livros, e espero algum dia poder lê-lo.

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho interesse neste livro, mas ainda não deu para ler. Bom saber que a leitura foi boa.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Desbravadores de Livros14 de janeiro de 2015 11:11

    Nate é um homem, sem dúvidas, corajoso e o que ele fez realmente traria consequências. Mas confesso que estou ansiosa para saber todas essas reviravoltas.

    ResponderExcluir
  10. Esse livro! Paulo, eu tava louca atrás de uma resenha sobre esse livro, já gosto muito dos livro do Gregg. Esse parece ser bem diferente dos anteriores. O que mais me cativou nele foi o jeito como escreve e descreve seus personagens. É uma leitura tão fluída, que só senti isso lendo Harlan Coben e Stephen King. O cara é um grande escritor, todos os livros seja ele : Você é o próximo ou Você está sendo vigiado... são ótimos. Além das HQ's que ele publicou... também, sou fanzona. hahaha

    Beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  11. O livro parece ser ótimo, curto muito um suspense repleto de reviravoltas, fiquei bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  12. Vi esse livro no submarino, tava barato, só não comprei porque não tava com dinheiro. Mas é um livro que eu tenho muita vontade de ler. Principalmente quando você disse que o final foi surpreendente. Gosto de livros assim que te surpreenda, não daqueles que tem o final super previsível, quando ja sabemos o que vai acontecer mesmo antes de ler. Enfim, é um livro que me interessa muito, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Paulo!
    O livro realmente parece bem eletrizante, porque de suicida à herói e de herói a ladrão... nossa, são muitas reviravoltas.
    E com tanta surpresa no decorrer do enredo e no final do livro, deve ser bem emocionante.
    Tenho mesmo que ganhar na mega para comprar todos os bons livros.
    Adorei a resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  14. Nunca li o livro ou ouvi falar nele, mas parece ser interessante!

    ResponderExcluir
  15. Uii gostei!! Amooooo histórias que começam triste, com aquele personagem com a vida acaba, na lona, na m***a! rsrs Mas aí, dá uma reviravolta e tudo de bom acontece!!!
    Mas um pra mim wishlist, já tá quase nos 1000! kkkkkkkkkkkkkk
    bjooos
    anairados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir