postado por Funs Hunter em 01 junho 2015

Resenha | A Transformação de Raven

Noites em Florença #1
Autor: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Páginas: 446
Skoob
Compre

Sinopse: Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas.
Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita vulneratus.
Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia.
Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam.



Quando um autor conclui sua trilogia de forma a agradar os fãs que conquistou, ele merece muito a nossa gratidão. Mas quando chega a notícia de que os personagens que já tiveram "um fim" irão fazer uma pequena participação na nova trilogia, que incluirá seres sobrenaturais, é de deixar qualquer leitor assustado e ao mesmo tempo ansioso para ver no que isso vai dar! Sylvain Reynard pode até ser considerado louco, por alguns, ao fazer isso, mas saibam que ele, ou ela rsrsrs, acertou completamente em seu novo livro.
O homem abriu mais a porta, e Raven viu, atrás dele, Vitali sentado diante de sua mesa, conversando com uma mulher que segurava um bebê no colo.
– Como assim não tem nenhuma impressão digital, porra? – Um homem, que Raven supôs ser o professor Emerson, passou pela moça e foi se postar em frente à mesa.
Página 58


Raven Wood está recomeçando sua vida em um novo país. Com um emprego que a faz se sentir bem, ela tenta esquecer o seu passado sofrido em Florença. 
O que ela não imagina é que o mundo não é tão seguro como se pensa, e ela vai descobrir isso da pior maneira possível! Tentando ajudar um senhor que vive nas ruas, ela é atacada por 3 homens que tentam se aproveitar dela. Tenta escapar, mas sua perna não a ajuda, já que manca desde o terrível acontecimento de seu passado. Raven pode não sobreviver para ver um novo dia!
Mas, misteriosamente, acorda em sua cama, totalmente diferente do que era alguns dias atrás. Sem entender como não se lembra dos últimos dias, ela não se reconhece ao se ver no espelho. Mais magra e sem o problema na perna, ela é outra pessoa!
Ela estava aflita demais para reparar no homem e na scooter, ou no fato de que, quando passou pelo Duomo, ele a estava seguindo.
E, claro, não percebeu que havia atraído também a atenção do ser decididamente não humano em pé no alto do prédio do outro lado da rua.
Página 81


A Transformação de Raven chega pra mostrar que Sylvain Reynard pode sim escrever livros de outros gêneros, e não deixa nada a desejar na história. Mesmo o livro contendo inúmeras cenas mais quentes, como a Trilogia O Inferno de Gabriel, a participação dos seres sobrenaturais é o que anima nesse livro.
Raven, que adotou esse nome a pouco tempo, acabou me surpreendendo. Ela sofreu muito quando ainda vivia nos Estados Unidos, mas encontrou em Florença um refúgio. Já Willian, o Príncipe de Florença, se mostra um ser vingativo a todo momento, completamente diferente da garota que chamou sua atenção quando estava sendo atacada.
Os dois são opostos que se atraem, mesmo ele escondendo um grande segredo dela. Um segredo que pode mudar completamente a vida dos dois.

A história não gira somente na tentativa de conquista de Willian, Raven trabalha na Galieria degli Uffizi como restauradora e, uma obra em particular desperta o seu interesse devido a pequenos detalhes que "não foram percebidos" anteriormente. Isso a leva a investigar melhor o que esta acontecendo.
As mudanças que aconteceram no corpo de Raven não duram muito e, quando descobre que seu protetor é um vampiro, também descobre como a mudança aconteceu. Será ela capaz de passar por isso novamente?

Enquanto sua primeira trilogia nos banha com informações da obra A Divina Comédia, de Dante Alighieri, Noites em Florença usa como tema as obras de Botticelli. É aí que entra a participação de Gabriel e Julia na história, algo que nos é apresentado quando conhecemos o casal é de grande importância no livro, é isso que faz com que o Príncipe queira se vingar.
– Você vive em um mundo estranho.
– Não mais do que o seu. Só que, no meu, todos são vilões.
Página 258
A capa, tanto do conto que apresenta a nova série, quanto a do primeiro volume instiga o leitor a querer descobrir o que a trama retrata. A mistura de imagens pode parecer confusa, masse relaciona muito bem com a história. A diagramação é simples e a revisão deixa um pouco a desejar. Até o nome de personagem é encontrado escrito de forma errada em determinado momento, espero que em uma possível nova edição a editora se preocupe em fazer uma nova revisão para o livro.

Um romance sobrenatural que conquista o leitor, apresenta um mundo sombrio e seres que vivem a quase mil anos. Uma obra que intimida, assusta pela ousadia e que se torna impossível de largar. Com o final que o autor escolheu, é angustiante esperar pela continuação sem saber quando ela chegará!





Cortesia da editora Arqueiro






Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


5 comentários:

  1. Para falar a verdade, Paulo, não costumo me interessar por livros sobrenaturais, os poucos que li foram por indicações de amigos que achavam que talvez eu poderia gostar, ou de tanto ler resenhas positivas, mas esse me despertou a curiosidade, mas achei a história bem interessante, gostei do mistério que há nele. Fiquei curiosa para lê-lo e ver se começo a gostar desse gênero.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo, acabei de ler a trilogia O Inferno de Gabriel e não vou dizer que foi 5 estrelas, mas de uma forma geral fiquei satisfeita. Esta nova trilogia eu tenho a impressão que será melhor. Achei bem interessante o fato de Julia e Gabriel aparecerem neste enredo, fiquei ainda mais curiosa.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Paulo!
    Um livro com trechos 'calientes' e que ainda traz a cultura como pano de fundo, deve ser bom.
    Gosto dos livros ambientados na Itália, cultura rica e ainda com as obras do Botticelli em evidência, melhor.

    Gostaria de ler a série.

    “A sabedoria começa na
    reflexão.”(Sócrates)

    Cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participe no nosso Top
    Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. ja tinha ouvido falar desse livro, e li algumas resenhas e me interessei muito pelo livro, Raven parece ser um tipo de personagem bem cativante e facil de gostar.

    ResponderExcluir
  5. Estou doida pra ler esse livro, curto muito um romance sobrenatural, já estava bastante interessada em ler pelo autor pois gostei muito da Trilogia O Inferno de Gabriel, essa resenha agora me deixou ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir