postado por Matheus em 28 julho 2015

Resenha | Star Wars: Provação

Autor: Troy Denning
Editora: Aleph
Páginas: 408
Skoob
Compre

Sinopse
Star Wars: Provação se passa 40 anos após o acontecimentos do filme Star Wars – Episódio VI. A trama se inicia quando Lando Calrissian pede ajuda para enfrentar um grupo de piratas em uma de suas minas. Dois grandes vilões, movidos por vingança e ambição e talvez ainda mais perigosos que o próprio Império, farão o ex-contrabandista Han e a esposa Leia, agora cavaleira Jedi, se unirem novamente a Luke nessa aventura que explora dinâmicas da Força de uma forma nunca antes feita. Repleto de ação do começo ao fim, Provação traz de volta os principais personagens da saga Star Wars em uma trama que combina perfeitamente chantagens, sequestros e batalhas tão épicas quanto as da trilogia.


Resenha

[...] - E que a força esteja conosco; com todos nós.
Pág. 168
É impossível encontrar alguém que nunca tenha ao menos ouvido falar de Star Wars. A fama conquistada pela saga cinematográfica é estratosférica, o que fez com que dos filmes a saga intergaláctica fosse direto para os livros, para a TV, para os videogames, para os brinquedos... Enfim, existe uma infinidade de produtos derivados de Star Wars, o que explica sua enorme popularidade. Dentre uma infinidade de livros ambientados no universo de Star Wars, Star Wars: Provação ganha seu espaço com sua história ágil e emocionante, capaz de cativar até mesmo aqueles que não estão tão familiarizados com a Força, com os Jedis e afins.
Luke viu tudo isso e mais; viu que o conflito era tão necessário para o progresso quanto a harmonia, que o sofrimento era tão essencial para a sabedoria quanto a alegria.
Pág. 379


Aproximadamente 40 anos após os acontecimentos do filme Star Wars IV: O Retorno de Jedi, o Império já não é mais um problema tão iminente. Por isso, problemas antes menores agora estão em maior evidência, como a ação de piratas em minas de asteroides. Uma dessas minas pertence à Lando Calrissian, um velho conhecido do casal Han e Leia Solo; por isso, os dois são chamados para tentar ajudar Lando com seu problema. Mas os piratas são os menores dos problemas que encontrarão em sua jornada.
Craitheus e Marvid, também conhecidos como os Irmãos Qreph, são seres da raça Columi, conhecidos por sua enorme inteligência. Ambos possuem um plano ambicioso: dominar a galáxia através da economia. Para isso, se defrontam com Lando, para comprar suas minas; porém, Lando ainda está receoso com a venda, o que não satisfaz os Qreph. Devido a isso, eles tramam um ataque a um local de trabalho das minas de Lando, o que resulta na morte de milhares de trabalhadores. Depois disso, Han, Leia, Lando e outros novos personagens começam a caça pelos Irmãos Qreph. Mas aos poucos ambos vão percebendo que o poder de Craitheus e Marvid vai além do que imaginavam, o que faz com que precisem da ajuda de outros Jedi para detê-los. Percebendo o nível de perigo, Luke Skywalker também se junta a Han, Leia e companhia para então deter os planos vingativos de Craitheus e Marvid.
[...] Mas a vida é mais do que lutar, Han. É preciso que haja tempo para descanso, amor e felicidade.
Pág. 389

Antes de tudo, é de extrema importância dizer que a história de Provação e a saga de filmes são histórias paralelas. Por se tratar de um mesmo universo, é bem provável que muitos pensem que é necessário ter conhecimento sobre um para entender o outro. O que é uma mentira. Os acontecimentos de Provação não mostram nenhuma continuidade referente ao Episódio VI da série cinematográfica. Ou seja, qualquer um pode se aventurar pelas deliciosas páginas deste livro, independente de terem ou não visto os filmes.
Só quem já viu os filmes da série que sabem o quão mirabolantes são as perseguições espaciais e as cenas de ação. Tiros coloridos, naves explodindo, armas extremamente criativas: tudo isso e ainda mais podemos encontrar nas telas. Contudo, ver essas ações e lê-las é algo completamente diferente; enquanto nos filmes essas cenas são os pontos altos, no livro, ao menos em Provação, elas perdem muito de sua mágica. Aqui, todas estas passagens mais mirabolantes são muito bem escritas, mas falta-lhes uma dinâmica melhor capaz de realmente prender o leitor. Porém, este é um dos poucos pontos negativos do livro.
O que falta nestas passagens de ação intergaláctica sobra na construção e desenvolvimento da história. Mesmo repleto de seres completamente imaginativos, Troy Denning nos entrega uma história envolvente e cativante, capaz de prender o leitor mesmo nos momentos sem grandes aventuras. Muito disso se deve à facilidade dele em humanizar seus personagens, dando sentimentos palpáveis à cada um deles, principalmente aos vilões. Tudo isso acaba resultando em um final surpreendente e arrepiante, capaz de emocionar mesmo aqueles que não se deixaram levar pelos filmes. Completamente inesperado, mas ainda assim extremamente palpável.
Outro grande ponto positivo da história de Denning é a forma como ele representa a Força. Qualquer leigo em Star Wars se sente um tanto perdido no que diz respeito ao que realmente é a Força. Porém, Troy Denning vem em nosso auxílio escrevendo diversas passagens onde a Força é descrita com magnificência; a forma como ela age e seu grande poder, tanto para o bem quanto para o mal, é muito bem representado no decorrer da história.
Só para incrementar ainda mais um ponto positivo à Provação, é conciso dizer que a edição da Aleph é simplesmente deslumbrante. Além da ótima ilustração da capa, entre cada capítulo há uma ilustração em preto e branco da Millenium Falcon sobrevoando o que parece ser um planeta. Simples, porém lindo. O tamanho da fonte, o espaçamento e as margens também estão ótimas; tudo contribui pra uma leitura extremamente fluída.
É fácil fazer promessas que não pretendem manter.
Pág. 264

Star Wars: Provação na verdade é um livro para amantes de ficção científica num geral, e não somente para os aficionados por Star Wars. Isso porque sua história transcende a mera continuidade cronológica da série, tornando-se uma aventura épica por si só. Mesmo os erros encontrados no livro são facilmente esquecidos diante de momentos tão incríveis quanto o grandioso final. 
Estava no fim de sua vida e no seu início, afogado em agonia e repleto de felicidade, e começou a ver que esta era a natureza essencial da Força. A Força era vida e vida era crescimento. E nada crescia sem mudar.
Pág. 379


Avaliação: 





Cortesia da editora








Sobre o Autor:
Matheus
Matheus é Colaborador do blog, cinéfilo de carteirinha, leitor compulsivo e aficionado por música. Quando não está lendo, pode-se vê-lo re-assistindo Kill Bill ou então ouvindo música com os seus fones inseparáveis.


11 comentários:

  1. Meu pai é super fã de Star Wars, tem o box dos filmes mais recentes e dos mais antigos. Eu nunca tive vontade de assistir, acredita? Todo mundo diz "Você não sabe o que tá perdendo", mas sei lá, ainda não vi. Gosto de livros assim, que podem ser lidos paralelamente. Nesse caso se resolvesse ler, não ia ter problema em me sentir perdida.

    ResponderExcluir
  2. Matheus!
    Sendo uma das séries favoritas para nós aficionados de ficção, temos mesmo de relevar os erros contidos no livro...
    Ansiosa por ler cada um dos livros da série.
    Já sabe que adoro suas análises, né? E com essa não é diferente.

    “A vida é maravilhosa
    se não se tem medo dela.”(Charles Chaplin)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participe no nosso Top
    Comentarista!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Matheus. Acredita que nunca assisti aos filmes? Conheço um pouquinho da história e sei o nome de um ou outro personagem, mas nada além disso. Um dia desses até pensei: preciso ver Star Wars. Mas fiquei animada em saber que dá pra ler o livro sem ter visto o filme. E que bom que o livro agradou, apesar de ter faltado mais dinâmica nas ações.

    ResponderExcluir
  4. já assistir os filmes de star wars e agora entendo o porque tanta gente ama, agora quero ler os livros e espero gostar tanto quanto gostei dos filmes

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito dos filmes da série Star Wars, curto muito ficção científica, essa resenha me deixou ainda mais interessada em ler esse livro.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li e nem assisti aos filmes de Satr Wars, confesso que não entendo nada sobre isso, mas tenho muita curiosidade para ler os livros, espero poder ler em breve e tmbem gostar como tantas pessoas gostam

    ResponderExcluir
  7. Eu acho bem interessantes os filmes (os clássicos). Admito que não é o tipo de filme que mais me atrai, mas enfim. hahaha

    ResponderExcluir
  8. Mais uma vez, muito obrigado, Rudynalva! Fico extremamente feliz sempre que leio um elogio. Obrigado mesmo.


    Me perdoe por não ter participado do seu top comentarista de julho, acabei deixando pra última hora e não tive tempo. :(
    Mas pretendo participar nesse mês de agosto, pode deixar! haha

    ResponderExcluir
  9. Se você gostou dos filmes, provavelmente gostará do livro, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento dos próprios personagens.

    ResponderExcluir
  10. Sou apaixonada por esta série. Quando fui assistir o primeiro filme no cinema me encantei com os efeitos. E olha que não é nada comparado aos efeitos de hoje, mas assim mesmo foi divino. E agora você me vem com mais este livro da série. Lógico que não vou deixar passar. Preciso saber como vai terminar. Han e leia são os meus preferidos na trama e preciso saber como estão.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Thaís Dória de Góes5 de setembro de 2015 00:05

    Tenho que confessar que fui ver os filme a pouco tempo, e eu ainda não entendo muito desse universo.
    Mas tenho muita vontade e curiosidade de conhecer mais sobre essa historia.
    Sei que a historia é paralela aos dos filmes, mas é muito melhor ler o livro e saber sobre os personagens e sobre essa luta contra o império.
    Espero poder ler todos os livros futuramente. :*

    ResponderExcluir