postado por Funs Hunter em 26 outubro 2015

Resenha | Alameda dos Pesadelos



          

Só conseguia observar as imagens de pessoas vestidas de branco resgatando o homem da moto. Aquela mesma cena que eu tinha visto a caminho de casa. E novamente me veio o pensamento de que não adiantava; ele estava morto.


Vivian já sofreu muito em seu passado e atualmente vive apenas para o bem estar de seu filho Lucas. A partir do momento em que ela presencia um acidente de motocicleta, seus dias tomam um rumo diferente. Ela começa a perceber a presença de Gabriel, seu ex-namorado e pai de seu filho.
É tudo tão estranho para ela, já que havia muito tempo que não tinha notícias dele. Mas nada é o que parece e Vivian irá descobrir o que lhe aguarda da pior maneira possível!
Outro barulho. Parecia que alguma coisa rastejava atrás de mim. Eu me virei, procurei, mandei que aparecesse, mas nada aconteceu. Eu tinha que admitir: estava morta de medo.

Iniciei a leitura imaginando que encontraria uma história totalmente diferente da que li. Misturando passado e presente, Karen Alvares foi capaz de criar uma narrativa que envolve e te surpreende em vários aspectos. Desde a perturbação de Vivian até o ponto do "grande acontecimento" eu estava achando uma leitura completamente normal, uma perseguição depois de um relacionamento que não deu mais certo. Estava completamente enganado em minhas suposições!
Testemunhar o acidente não foi algo do acaso e Vivian será vítima de uma terrível vingança. Gabriel é horrível em seus planos e a garota pode não ser capas de suportar, nem mesmo a verdade por trás de tudo aquilo.

Como eu disse, esse acontecimento muda tudo, até mesmo o que esperar das próximas páginas. O rumo que a autora escolheu foi uma novidade que eu achei que não daria muito certo, visto que Lucas e seu avô não estavam preparados para aquilo.

A história mescla acontecimentos do passado para que possamos entender acontecimentos do presente. Esse tipo de narrativa não me agrada muito, já que o real motivo dos acontecimentos vão sendo explicados aos poucos, como se fosse uma história dentro da própria história. Mas Alameda dos Pesadelos foi um dos livros que isso acabou não me "perturbando". A curiosidade foi tanta que eu queria mesmo era saber logo o motivo que mantinha Gabriel naquele estado vingativo.
Gabriel ria enquanto eu me afogava naquela piscina de sangue.

Não é a toa que o livro recebeu o título de Alameda dos Pesadelos, e o real motivo é descoberto durante a leitura, assim como os demais lugares, como o Vale dos Gritos, por exemplo. A capa é bem sinistra e ainda quero vê-la pessoalmente (li o e-book). Alguns erros escaparam da revisão e podem ser percebidos durante a leitura, a repetição de palavras em sequência na mesma frase é um exemplo disso, mas não atrapalham o entendimento do que está acontecendo.
Achei que vários acontecimentos foram muito rápidos e poderiam ter sido mais explorados pela autora; o final foi inesperado, completamente inesperado. Foi algo que estava até fácil de perceber, mas não da forma que tudo aconteceu.

O aprendizado por trás de tudo o que acontece é sem igual, o perdão, a vida que segue, o recomeço. A reflexão durante a leitura é inevitável e me vi pensando em fatos que nunca tinha tido um tempo para tal.

A leitura é rápida e cheia de reviravoltas!


Avaliação









Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


11 comentários:

  1. Eu tenho esse livro!! *-*
    eu ainda nao li, mas vi algumas resenhas que me deixaram bem curioso
    Acho que quase sempre isso acontece, a gente começa a leitura de um livro imaginando um coisa, e acaba sendo muito diferente do que imaginávamos, o bom é quando isso acontece pro lado positivo né...rsrs
    O livro e bem fininho mesmo, acredito que a leitura seja rápida e tranquila, eu vou ver se encaixo nas minha meta de leitura ano que vem.

    ResponderExcluir
  2. Não é a primeira vez que eu vejo elogios sobre Alameda dos Pesadelos, e acredito que não será a última. Já faz bastante tempo que eu quero ler esse livro! O que mais me atraiu, além da história em si, foi o fato de que a escrita da autora é bem envolvente. Além disso, eu adoro essa mescla de passado e presente. Espero ler o livro ainda esse ano! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Paulo, fiquei fascinado pelo livro. Não dava muita coisa à ele, porque ainda tenho a terrível mania de ler pela capa, risos. Enfim. a história foi muito surpreendente para mim, no começo da resenha também pensei que seria mais um livro normal. Mas o desejo de vingança de Gabriel foi o que despertou-me uma curiosidade imensa para o livro. Quero acompanhar!

    ResponderExcluir
  4. Que resenha fantástica, Paulo! Fiquei muito feliz por tê-lo surpreendido e por ter curtido o livro. Muito obrigada pela leitura e por suas considerações! E adorei as imagens da avaliação, cheguei até o lobisomem! \o/
    Espero que continue acompanhando meus trabalhos! Tenho também um conto de terror gratuito na Amazon, se quiser conhecer: "Ninguém", esse pela Editora Draco.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Espero que curta o livro, Luis Carlos! Boa leitura!!! :)

    ResponderExcluir
  6. Encontra aí uma brecha na pilha de livros, Douglas! kkkkk :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nunca fui com a cara da capa desse livro, não sei o porque, então essa é a primeira resenha que leio sobre ele, e me surpreendi, não imaginei que iria ficar tão curiosa para saber o sobre o porque do título e o final que vc me deixou mto curiosa, enfim, é mais um livro que acho que julguei a capa errado!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a autora, mas fiquei curiosa para saber qual é a do Gabriel. Irônico esse nome, nome de anjo, mas parece que de anjo não tem nada. A capa é bem sombria mesmo. Também não gosto de enredos não lineares. Nessa leva de livros de halloween esse é um dos livros da minha longa listinha. Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Paulo!
    Gosto quando um escritor usa o artifício de passado e presente e depois dá um desfecho para ambos.
    E se Vivian teve um sonho, já me atrai ainda mais, porque tudo se desenrola a partir dele.
    Gostaria de ler e conhecer A Alameda dos Pesadelos, O Vale dos mortos e tudo o mais do enredo.

    “Tudo é precioso para aquele que foi, por muito tempo, privado de tudo.”(Friedrich
    Nietzsche)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  10. Para começar, preciso dizer que eu simplesmente amei os bonequinhos da avaliação. Fofos demais! rs
    Faz algum tempo que eu tenho curiosidade em ler a história criada pela Karen, já ouvi diversas críticas positivas à sua escrita, e já pude comprovar por mim mesma, através dos contos da autora, o quanto o talento dela é enorme. A aura de mistério que envolve o enredo de Alameda dos Pesadelos me deixa bem curiosa, e ao contrário de ti, sempre me interesso bastante por histórias que mesclam passado e futuro, acho que a trama fica mais complexa e detalhada com esse elemento.

    ResponderExcluir
  11. Livros com suspense, terror e que nos surpreende são uns dos melhores livros que existe. Criei algumas suposições para o namorado que eu vou ver se estarei certa ou não lendo o livro. A capa me conquistou! Já dá até um arrepio...


    beijo

    ResponderExcluir