postado por Matheus em 03 dezembro 2015

O Que Passou Por Meus Fones #50


Boa noite hunters! Como estão?
Alguns longos meses desde a última postagem da coluna, aqui estou eu novamente para lhes atualizar com os discos que andei ouvindo durante esses meses. Tem muito disco lançado esse ano, tem clássicos e tem algumas pérolas desconhecidas que merecem ser ouvidas. Confiram e não esqueçam de comentar o que acharam.
Quer ver um disco que vocês gostam aqui na coluna? Sugiram-o nos comentários! Regrinhas gerais para sugestão aqui.


Honeymoon | Lana Del Rey
É difícil dizer qual era a intenção de Lana Del Rey com esse álbum... Se queria vender ou se realmente sentia a necessidade de fazer um novo álbum é difícil dizer; o fato é que, mais uma vez, ela conseguiu entregar um bom disco repleto das referências ao jazz e ao blues, gêneros tão utilizados por ela. Mesmo que não alcance o nível de excelência de “Ultraviolence”, “Honeymoon” consegue se mostrar conciso do começo ao fim. Ponto positivo pra Lana.
Melhores faixas
  • Music To Watch Boys
  • Terrence Loves You
  • High By The Beach
  • Art Deco
  • The Blackest Day

Confiram a maravilhosa “Terrence Loves You” logo abaixo.




xx | The xx
Há muito tempo uma banda não tinha uma estréia tão impactante quanto The xx. Além de ter sido um considerável sucesso em vendas, “xx” foi uma brisa de inovação ao cenário indie. Com vocais sussurrados, composições apaixonadas e melodias diferenciadas, o The xx mostrou que não se precisa de muito para criar um disco genial. Provavelmente, “xx” não será esquecido tão cedo...
Melhores faixas
  • Intro
  • Islands
  • Shelter
  • Basic Space
Confiram o impressionante trabalho da banda com “Islands”.

Coexist | The xx
Depois de fazerem sua estréia da melhor forma possível com “xx”, o The xx tinha uma tarefa árdua ao fazer o próximo álbum. Mas, mais uma vez, mostraram porque são tão aclamados, entregando um álbum simples e coeso, mas profundo e extremamente bem executado. Desde faixas apaixonantes como “Angel” até faixas mais experimentais como “Try”, o trio demonstra total capacidade de fazer música da forma mais simples e sentimental possível.
Melhores faixas
  • Angels
  • Fiction
  • Try
  • Tides
Confira abaixo “Angel”, umas das músicas mais envolventes de “Coexist”.

Parallel Lines | Blondie
Um dos precursores da new wave, esse álbum do Blondie é simplesmente uma pérola atemporal da década de 70. Os vocais cativantes de Debbie Harry junto com as ótimas melodias compuseram um álbum que consegue manter seu nível de excelência do começo ao fim. Em meio ao puro rock de faixas como “One Way Or Another” encontra-se um dos hinos eternos da disco music, “Heart Of Glass”. Prova viva do talento de Debbie e sua trupe.
Melhores faixas
  • One Way Or Another
  • Fade Away (And Radiate)
  • Sunday Girl
  • Heart Of Glass
Sintam toda a melancolia da banda com a maravilhosa “Heart Of Glass”.

Elastica | Elastica
Dentro do britpop dos anos 90 havia mais para ouvir além da constante “briga” entre Oasis e Blur. Elastica, por exemplo. Quase que inteiramente feminina, a banda mostrava uma sagacidade que era difícil encontrar em Oasis ou Blur; isso graças à forte influência que a banda tinha do punk rock. Influência que rendeu ótimos frutos, como esse álbum incrível. Repleto de músicas rápidas e contagiantes, “Elastica” nos traz uma urgência adorável de se ouvir.
Melhores faixas
  • Line Up
  • Car Song
  • Hold Me Now
  • Waking Up
  • Stutter
Sintam-se contagiados com “Stutter”, primeiro single do álbum.

Crystal Castles (II) | Crystal Castles
Cada vez mais bandas experimentais vêm ganhando espaço no cenário B da música. Crystal Castles prova isso da melhor forma possível. Reconhecida no meio alternativo, a banda mistura os elementos mais inesperados possíveis, criando uma verdadeira viagem alucinógena; viagem essa que alcança seu ápice em “(II)”. Nada é fácil de digerir; nada é feito pra vender; tudo aqui é a mais pura e incrível experimentação musical.
Melhores faixas
  • Celestica
  • Baptism
  • Year Of Silence
  • Pap Smear
  • Not In Love
Se preparem para a experimentação da banda com a melancólica “Celestica”.

Wounded Rhymes | Lykke Li
Em 2011, Lykke Li deixou sua marca no cenário indie com esse disco grandioso. Apostando em melodias mais produzidas que as do álbum anterior, aqui ela nos entrega um trabalho multifacetado da melhor forma possível. Temos hits certeiros (“I Follow River”), melancolias adoráveis (“Love Out Of Lust”) e baladas lacrimejantes (“Sadness Is A Blessing”). Mas, acima de tudo, temos sentimentos humanos expressos da forma mais bela possível.
Melhores faixas
  • I Follow Rivers
  • Love Out Of Lust
  • Sadness Is A Blessing
  • Jerome
Assistam ao poético videoclipe da belíssima “Sadness Is A Blessing”.

Neon Bible | Arcade Fire
A estreia tímida, mas estrondosa, do Arcade Fire com “Funeral” mostrava que a banda tinha que ser levada muito a sério. Quando enfim lançaram esse segundo disco, não restou dúvidas de que Arcade Fire era uma das melhores novas bandas da década. Com um pouco menos de melancolia que “Funeral”, mas com as mesmas medidas de emoção, “Neon Bible” é um trabalho sincero e certeiramente emocional. Uma verdadeira pedra preciosa do indie rock.
Melhores faixas

  • Keep The Car Running
  • The Well And The Lighthouse
  • Antichrist Television Blues
  • No Cars Go
Vejam abaixo o videoclipe não-oficial de “No Cars Go”.

Cry Baby | Melanie Martinez
2015 foi repleto de cantoras pop com uma pegada indie que atingiram um sucesso considerável. Entre todas, Melanie é uma das mais interessantes. O conceito forte de seu álbum e suas músicas alternativas faz dela uma artista interessante. E, por mais que este seu disco de estréia não traga nada de novo, ele é agradabilíssimo de ouvir e traz consigo algumas ótimas músicas. Já é o suficiente para fazer dele um bom disco.
Melhores faixas

  • Cry Baby
  • Alphabet Boy
  • Training Wheels
  • Pity Party
  • Pacify Her
Conheçam o trabalho da jovem com a ótima “Pity Party”.

Miley Cyrus and Her Dead Petz | Miley Cyrus
Após conseguir um grandioso sucesso com “Bangerz”, é inusitado ver a coragem de Miley em lançar um disco tão diferenciado de forma tão diferente. Fugindo do pop convencional de antes, aqui Miley nos mostra um trabalho pop experimental incrível, inclusive com elementos de música psicodélica. Muito disso se deve ao The Flaming Lips, que gravou o álbum juntamente com Miley. De toda forma, não deixa de ser um disco interessantíssimo.
Melhores faixas

  • Karen Don’t Be Sad
  • Space Boots
  • BB Talk
  • Fweaky
  • Bang Me Box
  • I Get So Scared
  • Lighter
  • 1 Sun
Confiram este novo trabalho da Miley com a apaixonada “Lighter”.

Revival | Selena Gomez
A transição de uma cantora-Disney para uma artista reconhecida de forma mais “séria” sempre é difícil. Mas Selena Gomez soube lidar bem com isso. Aos poucos ela foi evoluindo musicalmente, o que a fez chegar até aqui, um disco realmente ótimo. As diversas referências à música dance e ao R&B resultaram num álbum coeso e repleto de ótimas músicas pop. É até difícil se lembrar de que um dia Selena já foi uma cantora da Disney.
Melhores faixas

  • Hands To Myself
  • Same Old Love
  • Sober
  • Good For You (feat. A$AP Rocky)
  • Me & My Girls
Vejam o minimalista videoclipe de “Good For You (feat. A$AP Rocky)” abaixo.

Vulnicura | Björk
Björk nunca foi uma artista “fácil”: suas excentricidades não fazem dela uma artista convencional. Mas tem algo em suas músicas que há tornam acessíveis ao público, e isso nada mais é que seus sentimentos. Mais uma vez isso se repete em “Vulnicura”, um disco difícil, repleto de melodias eletrônicas nada convencionais, mas também repleto de sentimentos conflituosos normais a todos; e é isso que faz dele um disco tão grandioso.
Melhores faixas

  • Stonemilker
  • Black Lake
  • Notget
Confiram o tour de force que é a fantástica “Stonemilker”.

Maravilhas da Vida Moderna | Dingo Bells
Neste vasto cenário de bandas independentes brasileiras, Dingo Bells se destaca por um simples motivo: sua doce leveza. Musicalmente falando, ele não traz nada de novo, mas os vocais, as composições, as melodias... Tudo transmite uma beleza difícil de ser encontrada. O início com a ótima “Eu Vim Passear” prepara terreno pra todo o resto desse simplório e delicioso disco.
Melhores faixas

  • Eu Vim Passear
  • Mistério dos 30
  • Dinossauros
  • Bahia
Sintam toda a leveza da banda com “Eu Vim Passear”.

Sound & Color | Alabama Shakes
2015 foi um bom ano pro Alabama Shakes. A banda americana de blues rock conseguiu um #1 na parada de discos da Billboard com esse disco; um fato e tanto pra uma banda que nunca foi de grande reconhecimento. Mas o disco faz por merecer; a guitarra ácida junto com os vocais poderosos de Brittany faz de cada música uma obra única. “Sound & Color” é um álbum diferente do comum no cenário do rock. Uma ótima novidade pra quem não os conhece.
Melhores faixas

  • Don’t Wanna Fight
  • Dunes
  • The Greatest
  • Shoegaze
Assistam ao videoclipe da arrasadora “Don’t Wanna Fight”.

Fast Food | Nadine Shah
Nadine Shah está longe de qualquer holofote. Ela não está nos charts e também não está em alta no meio alternativo. Mas de toda forma ela continua com seu trabalho, lançando neste ano “Fast Food” seu segundo (e maravilhoso) disco de estúdio. Entre meio a melodias fortes e guitarras sutis sua voz consegue se sobressair: uma força misteriosa marcante e fortemente emocional quando necessário. Um disco contido, mas arrebatador.
Melhores faixas

  • Fast Food
  • Divided
  • Nothing Else To Do
  • Stealing Cars
Conheçam o ótimo trabalho de Shah com “Stealing Cars”.




Sobre o Autor:
Matheus
Matheus é Colaborador do blog, cinéfilo de carteirinha, leitor compulsivo e aficionado por música. Quando não está lendo, pode-se vê-lo re-assistindo Kill Bill ou então ouvindo música com os seus fones inseparáveis.


14 comentários:

  1. Oi, Matheus!

    Me identifiquei com bastante coisa do seu gosto musical. Adoooro a Lana! Também gostei mais dos álbuns anteriores...

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Alessandra Fernandes6 de dezembro de 2015 20:41

    Matheus, você tem um gosto musical incrível. Eu curti bastante alguns que citou, pois eles são de um estilo que sempre ouço como Selena Gomes, Miley Cyrus e Lana Del Rey. Já esses clássicos eu raramente os ouço, mas sempre que posso procuro algo novo na esperança de achar um que me agrade.
    Amei!!

    ResponderExcluir
  3. Adorooo Lana Del Rey. Concordo com você. Por enquanto, Ultraviolence se mostrou insuperável, mas acho que ela continua com aquela essência e não abandonou suas referências.
    Blondie é demais. Realmente atemporal.
    Não conhecia Elastica. Adorei conhecer. Me lembrou Sex Pistols.
    Também não conhecia Lykke Li. Esse vídeo clipe com esses atores incríveis é viciante.

    Arcade Fire, assim como Lana, é recorrente na minha playlist.
    Eu não costumo ouvir Selena Gomes, mas, essa música, Good For You é realmente muito boa. Essa nova fase dela me agrada.
    Nossa! Falei demais. Enfim, adorei tudo! Conheci músicas novas, relembrei músicas antigas.... kkkk'
    Beijossss!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Matheus! Muitos cantores que você citou no post eram desconhecidos para mim, logo muitos entraram na minha playlist. Entre os conhecidos, os favoritos vão para Lana Del Rey, Selena Gomez e Melanie Marinez. Dentre os outros, curti bastante The xx e Nadine Shah.

    ResponderExcluir
  5. Fico feliz em saber que gostou!! E sempre que quiser sugestões de clássicos pode dar uma passadinha aqui nessa coluna, sempre estou resenhando discos antigos hahaha

    ResponderExcluir
  6. Pode falar o quanto quiser, Priscila!!! HAHAHAHAHA
    Adoro saber o que vocês, leitores do blog, acharam das sugestões.


    Acredita que nunca ouvi Sex Pistols? hahahaha
    Tenho que ouvir o quanto antes!!!

    ResponderExcluir
  7. Alguns cantores eu já conheço e teve outros que adorei conhecer, vi os videos e as musicas são bem legais, as outras eu vou procurar na net.

    ResponderExcluir
  8. rudynalvacorreiasoares22 de dezembro de 2015 17:54

    Matheus!
    Como assim? Não conhecia nenhuma das bandas e cantoras.
    Alguns gostei, outros não fizeram muito minha cabeça.
    Mas adorei as indicações.

    Rudynalva Correia Soares

    rudynalva@yahoo.com.br

    Participo e mais tarde
    sairá divulgação no blog.

    “E que não somente o Papai Noel esteja presente, mas principalmente o
    motivo pelo qual o Natal existe: JESUS!” (Tamy Henrique Reis Gomes)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participem do nosso Top
    Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Gostei muito da playlist tem varias bandas e cantores que não conhecia como o The xx que só tinha escutado uma musica deles e gostado muito mas adorei essa novos e Lana Del Rey que gosto muito e Selena Gomes que ainda não conhecia essa musica Good For You mas gostei !!

    ResponderExcluir
  10. Eu viajo todo semana, entao to sempre precisando de musicas novas pro trajeto. Adorei conhecer essa parte do blog, ta sendo muito helpful o/ haha
    Nao conhecia a maior parte dessas musicas, pra ser sincera.

    ResponderExcluir
  11. A maioria das bandas da lista não conhecia,é bom conhecer diferentes sons.
    Gosto da Lana del Rey,o Honeymoon ainda não ouvi,na verdade costumo pegar músicas soltas do que um disco inteiro.

    ResponderExcluir
  12. Várias bandas que não conhecia... bom as que conheço é Lana, Selena Gomez gosto das que estão tocando agora Good for u e Same old love; Miley não curto. A Lykke Li não lembrava dela, mas o google me ajudou ... i follow rivers, sabia que já tinha visto o nome dela. As outras são novas pra mim, mas é bom conhecer sons novos.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Aí eu vejo que a pessoa tem um ótimo gosto musical quando vejo que ouve Lana *--* a voz dessa mulher é maravilhosa!!!

    ResponderExcluir
  14. Esses álbuns são ótimas recomendações para ouvir ao longo do ano. Gostei muito de conhecer seu gosto musical, Matheus, muito bom por sinal. Lana Del Rey e Miley Cyrus são as minhas favoritas. Mas, adorei conhecer a Elastica e Blondie, vozes incríveis, músicas muito boas.

    ResponderExcluir