postado por Matheus em 25 dezembro 2015

O Que Passou Por Meus Fones #52

Boa noite hunters. Tudo bem?
Como prometido, vou mostrar aqui o restante dos discos que ouvi esses dias. Espero que gostem da seleção.
Quer ver um disco que vocês gostam aqui na coluna? Sugiram-o nos comentários! Regrinhas gerais para sugestão aqui.
Ah, e é claro, feliz natal para todos vocês, meus queridos hunters!

(What’s The Story) Morning Glory? | Oasis
Não é novidade pra ninguém o fato de que Oasis foi uma das maiores bandas de rock dos anos 90. Se resta alguma dúvida, é só ouvir esse álbum. Um estrondoso sucesso de vendas, esse álbum foi o propulsor da banda ao nível de estrelas do rock. Basta uma rápida ouvida para entender o motivo disso; riffs de guitarra marcantes, melodias britpop, composições apaixonantes: tudo isso e muito mais pode ser encontrado nesse disco clássico.
Melhores faixas
  • Roll With It
  • Wonderwall
  • Morning Glory
  • Champagne Supernova
Ouçam e reouçam a clássica e inesquecível “Wonderwall”.


Trova Di Danú | Tuatha de Danann
(sugestão de Fernanda Rodrigues Mendonça)
O folk não é lá um gênero muito comum no Brasil. O metal também não. Mas há quem ousa em misturar ambos em terras tupiniquins, como a banda mineira Tuatha de Danann. O som quase medieval da banda possui um quê interessante, mas difícil de digerir; talvez essa dificuldade se dê as mudanças bruscas entre o folk e o metal, tantas vezes vistas aqui. Trova di Danú é um bom, mas complicado, disco.
Melhores faixas
  • Bella Natura
  • Tir Nan Og (Land Of Youth)
  • Spellboundance
  • Trova di Danú
Conheçam o peculiar estilo da banda com a faixa-título do álbum.

Running With the Wolves | AURORA
A jovem AURORA foi uma grata surpresa pra aqueles que a conheceram em 2015. Seu “pop indie” foge do convencional à medida que sua voz ganha um ar quase mítico enquanto canta suas próprias composições. Ótimas composições, diga-se de passagem. Isso pode ser conferido facilmente neste pequeno EP, que serve mais como um aperitivo ao público do talento de AURORA, que já tem seu disco de estreia com data marcada para estrear no ano que vem.
Melhores faixas
  • Runaway
  • Running With The Wolves
Confiram o talento da artista com a fantástica faixa-título do EP.

Like a Prayer | Madonna
Para muitos, esse é o álbum definitivo da rainha do pop. E não é pra menos. Para a época, Madonna trouxe uma onda de inovação - e polêmica - ao mundo da música ao realizar diversas experimentações no seu álbum, que vai muito além do pop. O início com a contagiante faixa-título já dita o ritmo do álbum: descontraído, mas ainda assim com uma qualidade de produção incrível. Poucas vezes um clássico soou tão despretensioso.
Melhores faixas
  • Like A Prayer
  • Express Yourself
  • Till Death Do Us Apart
  • Cherish
Relembrem-se do pop dos anos 80 com a ótima “Like A Prayer”.

Parklife | Blur
Se o Oasis foi a banda definitiva do britpop nos anos 90, havia outra que estava em seu encalço: Blur, que deixou como maior legado este álbum icônico. Usando do típico estilo-britpop, todas as músicas de “Parklife” contém uma energia única, capaz de percorrer o ouvinte enquanto ouve as suas 16 faixas. O hit “Girls & Boys” continua sendo a música mais lembrada do álbum, mas na verdade ele possui outras tão brilhantemente pops quanto essa.
Melhores faixas
  • Girls & Boys
  • Tracy Jacks
  • Parklife
  • To The End
  • London Loves
Sintam toda a nostalgia do britpop com “Girls & Boys”.

Ratchet | Shamir
Shamir é um artista excêntrico. Não no sentido negativo da palavra, mas sim no seu sentido mais positivo. Seu estilo pop-eletrônico completamente retrô e com grande influência do R&B e do hip-hop é algo completamente autoral e fantástico. Algo que se espelha em tudo que é visual referente à Shamir: desde a capa de seu CD e de seus singles até seus videoclipes, tudo é regado a uma excentricidade colorida deliciosa de se ver.
Melhores faixas
  • Makes A Scene
  • On The Regular
  • Demon
  • Head In The Clouds
Vejam toda a excentricidade de Shamir no videoclipe de “On The Regular”.

Folkatrua | Terra Celta
(sugestão de Fernanda Rodrigues Mendonça)
A banda Terra Celta, vinda de Londrina, faz uma mistura interessante em suas músicas, o que pode ser notado em “Folkatrua”. Em termos de melodia, a banda faz um folk fortemente inspirado em ritmos irlandeses e escoceses; com isso, eles criam melodias próprias, além de fazerem suas versões de músicas clássicas. Mas a mistura, a princípio interessante, se torna uma cacofonia bagunçada, o que torna “Folkatrua” algo difícil de digerir.
Melhores faixas
  • Até O Último Gole
  • Scotland The Brave
  • Surdos Nós Vamos Ficar
  • Malditos Gnomos
Ouçam “Malditos Gnomos” e tirem suas próprias conclusões.

Spice | Spice Girls
Spice Girls foi um estrondoso fenômeno no cenário musical dos anos 90. O impacto da girl band foi além da música, fazendo com que elas se tornassem um fenômeno por si só. Esse primeiro registro da banda mostra o que a banda tinha de melhor: boas batidas pop, vocais bem distribuídos entre as integrantes e baladas cafonas a medida certa. Com o passar do tempo, “Spice” foi se tornando datado, o que faz dele um vislumbre nostálgico do pop dos anos 90.
Melhores faixas
  • Wannabe
  • Say You’ll Be There
  • Love Thing
  • Something Kinda Funny
Sintam toda a nostalgia do pop dos anos 90 com “Wannabe”.

Tramp | Sharon Van Etten
Talvez Sharon Van Etten tenha alcançado seu ápice em 2014, com o ilustre “Are We There”. Mas seu folk melancólico já existia há um bom tempo, e em “Tramp”, de 2012, podemos perceber que a artista não se torna cansativa mesmo não trazendo nenhuma grande mudança a seu estilo. As composições extremamente pessoais e os arranjos simples, marcas registradas de Sharon, estão aqui, conseguindo emocionar o ouvinte como só sua música consegue.
Melhores faixas
  • Give Out
  • Serpents
  • We Are Fine
  • Ask
Ouçam a ótima “Serpents” logo abaixo.

Urban Hymns | The Verve
Depois de Oasis e Blur já terem deixados seus legados ao britpop, parecia que nada mais iria causar tanto impacto quanto. Mas então, lá em 1997, The Verve lançou esse disco, outro marco na música. O começo, com a clássica “Bitter Sweet Symphony”, já prepara o ouvinte para todas as outras 12 faixas: uma mistura da animação típica do britpop com uma melancolia única. Nunca o britpop conseguiu soar tão alternativo e grandioso ao mesmo tempo.
Melhores faixas
  • Bitter Sweet Symphony
  • Sonnet
  • The Drugs Don’t Work
  • Lucky Man
  • Come On
Relembrem de The Verve com a atemporal “Bitter Sweet Symphony”.

Verde | Tei Shi
Mesmo sendo argentina, a música de Tei Shi é tipicamente norte-americana - onde reside. Seu indie repleto de batidas eletrônicas oitentistas e por vezes com uma pegada R&B é algo surreal, que parece ter sido encontrado na poeira dos anos 80; mas Tei Shi é atual, e sua música traz elementos suficientes para acreditarmos nisso. Dificilmente Tei Shi alcance sucesso, mas ela não precisa disso, seu talento é maior que qualquer número nos charts.
Melhores faixas
  • Bassically
  • Go Slow
Conheçam o interessante trabalho de Tei Shi com “Bassically”.

Visions | Grimes
Grimes pode ser considerada uma das artistas mais visionárias da atualidade. Ao produzir seus próprios álbuns, Grimes consegue fazer uma mistura de melodias e ruídos e vozes camaleônicas extremamente bem amarrada, causando uma lavagem cerebral no ouvinte. O ápice de sua experimentação é esse CD, uma obra-prima moderna que viaja entre o synthpop e o experimental com maestria. “Visions” é um álbum único e difícil de ser igualado. 
Melhores faixas
  • Oblivion
  • Circumambient
  • Be a Body (侘寂)
  • Symphonia IX (my wait is u)
  • know the way (outro)
Deixem-se levar pela mágica de Grimes com “Oblivion”.

Why Make Sense? | Hot Chip
A banda Hot Chip nunca fez um grande sucesso, mas eles têm seu fiel público. Por isso, seus trabalhos podem não ser sucessos de vendas, mas ainda assim não são desastres. Mas isso de nada importa quando temos diante de nós o melhor da música eletrônica britânica atual. Nesse disco, mais uma vez a banda trouxe aquilo que melhor sabe fazer, música eletrônica de qualidade sob suas inspirações synthpop e house. Não podíamos esperar algo melhor!
Melhores faixas
  • Huarache Lights
  • Love Is The Future
  • Dark Night
  • Need You Now
Confiram a grande qualidade do álbum com “Need You Now”.

Woman | Rhye
O começo desse álbum, com a sorrateiramente magnífica “Open”, já mostra o que veremos à frente. Vocais maravilhosamente serenos, instrumentalização incrível e composições extremamente sensuais são características recorrentes nas rápidas 10 faixas do álbum. Tudo isso e muito mais fazem de “Woman” um disco marcante, mas não clássico; um trabalho extremamente bem desenvolvido que consegue deixar sua marca sem apelar pra nada.
Melhores faixas
  • Open
  • The Fall
  • Last Dance
  • 3 Days
Conheçam o sensual trabalho do duo Rhye com “Open”.

Youth Novels | Lykke Li
A sueca Lykke Li nunca se mostrou mais à vontade cantando suas dores do que nesse disco, o primeiro de sua ótima discografia. Talvez sejam as melodias indie pop quase dançantes que tenham deixado o álbum com essa cara, mas a verdade é que, de toda forma, quem vemos aqui é Lykke Li, com sua voz acidamente tristonha, suas composições sentimentais e seu estilo unicamente melancólico. Nada mal pra o começo de uma grande carreira...
Melhores faixas
  • Dance, Dance, Dance
  • I’m Good, I’m Gone
  • Let It Fall
  • Complaint Department
  • Everybody But Me
Confiram Li no começo de sua carreira na contagiante “I’m Good, I’m Gone”.




Sobre o Autor:
Matheus
Matheus é Colaborador do blog, cinéfilo de carteirinha, leitor compulsivo e aficionado por música. Quando não está lendo, pode-se vê-lo re-assistindo Kill Bill ou então ouvindo música com os seus fones inseparáveis.


13 comentários:

  1. Alessandra Fernandes26 de dezembro de 2015 23:52

    Feliz Natal!! Que ele seja repleto de alegrias, sorrisos, presentes e muita, muita comida! Hahá ;D
    Bom, não posso negar que Oasis foi um dos maiores sucessos dos anos 90 e que Wonderwall sempre será uma música inesquecível. Maravilhosa, né? Sobre esse disco de Madonna, não sabia que ele havia causado tanta polêmica, mas ela é uma diva e sempre irá nos trazer algo que nos fará surpreender.
    Enfim, adorei suas escolhas como sempre e posso confirmar que seus fones contém ótimas músicas!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Muita coisa nova e muita coisa boa, Matheus. Gostei muito da sua coluna de hoje, descobri muitos cantores sensacionais. como AURORA, Tei Shi e Grimes, músicas sensacionais e pesquisando mais sobre eles descobri muito mais.

    ResponderExcluir
  3. HAHAHAHAH morta com spice girls na playlist <3

    E Oasis, pqp, wonderwall, aii meu coracao sangrando aqui...

    Posta mais! Posta mais! :D

    ResponderExcluir
  4. rudynalvacorreiasoares28 de dezembro de 2015 21:49

    Matheus!
    Curti muito Oasis, Blur e The Verve, além de Madona é claro.
    Não curti muito Spice Girls.
    Os demais não conhecia, mas assisti os vídeos e gostei de alguns.
    Gosto muito das seleções que faz.

    “Desejo de um feliz ano novo todos nós temos, mas fazer o ano novo
    realmente feliz depende da atitude de cada um de nós.” (João Luis Mastrângelo)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participem do nosso Top
    Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Ah,eu adoro o Tuatha de Danann,já fui em um show deles,parece que visitei o mundo das fadas.Já ouviu The Last Words deles?
    Não conhecia o Terra Celta,ouvi o Malditos Gnomos,é uma mistura bem maluca.
    Bitter Sweet Symphony me deixou nostálgica aqui..

    ResponderExcluir
  6. Bauzão, hein Matheus?! Oasis, Madonna, and and and Spice girls!!! Faltou um backstreet boys, hein?! rs Fico impressionada como vc conhece tantas bandas diferentes... sou muito careta nesse ponto, só escuto as mesmas bandas.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Conheço a maioria das musicas mas não sabia de que banda era, descobri agora e curti também as outras músicas. Gosto muito das músicas da banda Oasis, pra mim só tem musica boa.

    ResponderExcluir
  8. Wonderwall realmente é inesquecível, sempre será uma das minhas músicas favoritas!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Muito legal a playlist acho que ainda melhor e poder ver os clips de antigamente e gostei de The Verve que ainda não conhecia, spice girls e Oasis!!

    ResponderExcluir
  10. Desta vez só conhecia a Madonna e as Spice Girls. Os outros cantores não se destacaram muito, mas gostei bastante da descrição da AURORA, sua voz é bem melódia e muito boa de se ouvir. Gostei bastante!

    ResponderExcluir
  11. Muito obrigado! E que bom que você gostou das dicas! Fico feliz por isso.

    ResponderExcluir
  12. Que bom que curtiu essas artistas desconhecidas mas extremamente talentosas! :D

    ResponderExcluir
  13. cristiane dornelas12 de janeiro de 2016 17:11

    Essa musica do Oasis é meu chodó. Toda vez que ouço....e nunca canso, é tão boa!

    Madonna, muito legal.

    Wannabe! Gente, que baita nostalgia. Adorei essa playlist, tanta coisa bacana. Essa da Lykke Li não conhecia e viciei agora.

    ResponderExcluir