postado por Tamiris Leitão em 06 janeiro 2016

Resenha | Em Busca de Abrigo


          
O tipo de amor sobre o qual  as pessoas liam em grandes livros, que inspirava canções e deixava os amantes leves como pássaros, e, no entanto, os mantinha sólidos como monólitos, vastos, abrangentes e resistentes.



Em Busca de Abrigo é um romance escrito pela Jojo Moyes e publicado pela Bertrand Brasil. Nele somos apresentados a três gerações de mulheres de uma família: Joy, a matriarca. Ela conheceu o amor da sua vida na noite da coroação da Rainha, e noivou um dia depois,  casou um ano após e como fruto desse amor nasceu Kate. Kate fugiu de casa aos 17 anos para viver um grande amor, e hoje ela mora com sua filha Sabine e o segundo marido. Sabine é uma adolescente rebelde que tem uma visão muito machista da mãe, que resolveu terminar o segundo casamento para se entregar a mais uma paixão. Kate manda Sabine para passar umas férias na Irlanda com a sua avó Joy, que é extremamente rigorosa e que não é nada afetuosa. São três relações desgastadas e afastadas devido aos comportamentos e visões do mundo diferentes.


Quando a Bertrand avisou que iria lançar essa obra eu fiquei saltando de felicidade e expectativas. Mais um livro da Jojo Moyes. Pelo menos foi isso que eu achei até começar a obra. Levei muito tempo para concluir a obra devido a sua narrativa que dificultava a leitura. Mas ao mesmo tempo encontrei um drama que falava muito mais sobre amor, e sim sobre as dificuldades que se encontra ao ser mãe e ter filhos tão diferentes de você, seja com relação as escolhas de vida ou qualquer coisa.

O livro tem 434, divididos em 15 capítulos, alguns deles sendo MUITO LONGOS. A narrativa é feita em terceira pessoa, focando em cada personagem durante um tempo. Em alguns momentos o foco é em Sabine, e DO NADA pula para a visão de Joy, aí volta DO NADA para Sabine e depois pula para Kate. Até quase metade do livro eu estava completamente perdida na narrativa e perdia o timming da história. 
O tipo de amor sobre o qual  as pessoas liam em grandes livros, que inspirava canções e deixava os amantes leves como pássaros, e, no entanto, os mantinha sólidos como monólitos, vastos, abrangentes e resistentes.
O que eu mais gostei nesse livro foi a questão dos problemas familiares envolvidos na trama. São três gerações, com três pensamentos diferentes e tendo que conviver durante algum tempo. Enquanto Joy era extremamente rigorosa (me fazendo entender porque Kate fugiu de casa), Kate era uma romântica incorrigível e estava sempre vivendo um novo amor, o que fazia Sabine viver em conflito com a mãe. Sabine era um pouco rebelde e mimada em diversos momentos, mas parecia ser a mais legal entre todos os personagens. Além de todo o problema familiar, fomos apresentados a problemas de personagens secundários que brilharam durante a obra e a deixaram mais rica.
Será que ele era assim tão atraente? Ou será que os vendavais da vida e as ondas de dor e sofrimento haviam lançado novas linhas em seu semblante?
Jojo conseguiu dar um gás nas ultimas páginas do livro, nos enchendo de lições de vida e de assuntos para pensarmos na conclusão do livro. Ela deu um desfecho merecido à obra, e mereceu meus aplausos quando terminei. Em resumo: O livro não começou muito bem, mas se você der uma chance irá encontrar um belo livro.


A edição da Bertrand Brasil está LINDA ! A ilustração da capa ficou ótima, adorei o trabalho na capa e gostei muito da tradução que fizeram. Não encontrei erros na tradução, nem da coerência. Estão de parabéns mesmo. Só para terminar, aconselho esse livro para quem já acompanha os livros da Jojo Moyes, mas espero que não comecem por esse, pode dar a impressão errada sobre a autora.






Sobre a Autora: 
Tamiris
Tamiris é blogueira do Pausa Para Um Livro e depois de fã do Fun's Hunter, veio acrescentar um toque feminino no blog favorito. Lê tudo que o Paulo indica, mas também tem uma séria paixão por romances. Quando não está lendo, está cozinhando. Então não se assuste se ver um pouco de comida nas fotos.


14 comentários:

  1. Oi, Tamiris. Sinto que me identificarei bastante com a escrita da Jojo Moyes, leio várias resenhas de livros da autora e me apaixono com cada um, com Em Busca de Abrigo não foi diferente. Gostei muito das relações entre as três gerações de mulheres de uma família, percebemos que elas possuem um vínculo, mas também personalidades distintas. Só não curti muito a mudança drástica de ponto de vista da narração.

    ResponderExcluir
  2. Alessandra Fernandes6 de janeiro de 2016 23:00

    Oi, Tamiris! Ainda não conheço o trabalho de Jojo, mas quero começar em breve por um dos seus grandes sucessos; Como Eu Era Antes de Você. Já sei que vou amar!
    Voltando á resenha de Em Busca de Abrigo, a narrativa apesar de ter sido um pouco confusa, acredito que é bem interessante a proposta da autora contar a história de três gerações tão diferentes. Uma trama que vale a pena ser lida.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Tamiris, eu tenho este livro, mas ainda não o li. Já separei para ler ainda este mês, vamos ver se consigo. Espero gostar, pois o outro livro que li da autora eu gostei muito, mas é bom saber que o início não é assim tão bom.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. rudynalvacorreiasoares10 de janeiro de 2016 00:03

    Tamiris!
    Gosto também quando os problemas familiares tomam o livro, principalmente porque aborda 3 gerações e cada uma tem uma visão de mundo diferente.
    A Jojo gosta de mexer com o emocional e por causa disso os livros dela são ótimos.

    “A dúvida é o princípio da sabedoria.” (Aristóteles)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3
    ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Gente, eu amo os livros da Jojo <3
    Esse livro é um dos que pretendo ler esse ano, gostei de saber que ele envolve três gerações que pensam de maneira diferente e de envolver dramas familiares. As personagens parecem ser bem fortes. Ah, também não gosto de capítulos longos :(

    ResponderExcluir
  6. cristiane dornelas12 de janeiro de 2016 15:12

    Gosto muito dos livros dela e também fiquei feliz quando a editora anunciou a publicação. Não sabia desses detalhes de capítulos longos e é meio chato quando a gente arrasta a leitura né? Mas a trama vale a pena e é legal a coisa das gerações e visões diferentes. Pode ter aquelas partes meio confusas, mas mesmo assim é um bom livro, acho.

    ResponderExcluir
  7. Que livro lindo!! Eu li Como eu era antes de você da autora, e vou ler mais um ou dois dela antes de ler esse!!

    ResponderExcluir
  8. Como fã da Jojo Moyes confesso que eu esperava um pouco mais desta obra também, mas não foi por isso que ela não tem o seu valor, consegui tirar valores dela assim como você. Essas gerações de mulheres são bem representas e a "rivalidade" entre elas poderia render uma história bem melhor de confiança, amor e amizade nos laços familiares. Avaliei-o com 4 estrelas.

    ResponderExcluir
  9. Eu sou fascinado pela Jojo Moyes, mas confesso que este não
    é um dos melhores livros dela. Na verdade, o livro é muito bom, 4 estrelas, mas
    o que o fez diminuir a nota foi o começo lento. Em contrapartida, a história
    possui tudo de bom e uma "guerra" entre gerações de famílias é bem
    intrigante para a leitura. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Já ouvi vários comentários positivos sobre os livro da Jojo Moyes e já tenho alguns dela na minha lista de leitura mais esse não foi um livro que me conquistou, acho que o livro não me envolveu !!

    ResponderExcluir
  11. Daniel Olhos Água28 de janeiro de 2016 16:04

    Sempre ouço falar bem dos livros da Jojo, mas nunca li nenhum. É meio difícil eu continuar a ler quando o começo não me prende, mas peguei essa sua dica e vou aplicar quando for ler, já que me interessei bastante pela obra. Abraços ^^

    ResponderExcluir
  12. marlene conceiçao28 de janeiro de 2016 17:03

    Boa tarde.
    Digamos que ainda estou me recurando, do livro Como eu era entes de você, então vai demorar um pouco, para eu me aventurar nas estorias de Jojo moyes, faz tempo que quero ler outro livro seu, mas ainda não obtive coragem, gostei muito da resenha, então quando a coragem me voltar com certeza lerei esse livro.

    ResponderExcluir
  13. Primeiro livro que li da autora foi Em Busca de Abrigo e gostei bastante, achei interessante intercalar a história focando em cada personagem de cada vez e no final juntar a histórias das 3 gerações.

    ResponderExcluir
  14. Li Em Busca de Abrigo sem muitas expectativas mas no decorrer da leitura me peguei muito curiosa e o fato de a narrativa ser intercalada entre as histórias das 3 personagens femininas só me agradou ainda mais.

    ResponderExcluir