postado por Funs Hunter em 12 janeiro 2016

Resenha | Uma Curva no Tempo


          

– Ele perdeu o controle! Aquele carro vai bater! Saiam da janela! AGORA!

Rachel Wiltshire e seus amigos de colégio estão prestes a iniciar a faculdade e, como uma maneira de despedida, marcam um jantar. Tudo corria tranquilamente, mas a noite estava prestes a mudar. Um carro desgovernado vinha em direção a janela em que estava a mesa reservada pelos amigos. Desesperados, todos fogem, mas Rachel acaba ficando presa. Ao contrário do que se espera, seu namorado Matt não volta para resgatá-la. Sabendo que não terá tempo de fugir, ela se surpreende com a ajuda recebida de seu melhor amigo, Jimmy.
O jovem paga um preço alto por ajudar sua amiga, em um ato de heroísmo ele fez o que achava ser o correto. Rachel fica com uma cicatriz enorme em seu rosto como resultado dessa noite.

Cinco anos depois Rachel, que agora vive uma vida distante dos demais colegas, precisa voltar de Londres para sua antiga cidade para o casamento de sua melhor amiga, Sarah. Com dores de cabeça constantes, ela resolve procurar seu médico apenas quando voltar. Essa decisão fará a sua história mudar completamente!

Cortesia da editora

Ainda parecia forte e bronzeado, como havia poucos minutos, quando encontrara força para me puxar para longe do perigo. Só que agora ele não estava se mexendo. Muito antes das ambulâncias chegarem até nós, eu me dei conta de que ele jamais voltaria a se mexer.

Durante um passeio após reencontrar seus antigos amigos, Rachel sofre um desmaio enquanto visitava o tumulo de seu melhor amigo. Quando acorda no hospital ela não entende nada do que está acontecendo, sua vida está completamente diferente do que era. Não há cicatriz em seu rosto, Matt ainda é seu noivo, tem o emprego que sempre sonhou... Mas as lembranças do acidente fatal e o que aconteceu nos cinco anos seguintes ainda a perseguem. É tão real que ela tentará, com a ajuda de Jimmy, descobrir a verdade e entender o que realmente está acontecendo com ela.


Foi a sinopse que aguçou a minha curiosidade em relação a história de Dani Atkins, a curiosidade em saber e descobrir como uma mudança radical pode acontecer, principalmente quando um terrível acidente está envolvido.
Acho que por manter uma expectativa tão grande em relação ao livro, eu acabei não me animando muito quando os fatos eram narrados.
Rachel mudou completamente após o acidente, de uma garota amiga e alegre, ela se isolou e vivia uma vida amargurada, se culpando pela morte de seu melhor amigo. Até aí tudo corria tranquilamente!
Já na nova realidade ela é completamente irritante. Não me senti nenhum pouco interessado pela personagem. Os fatos e o rumo da história ajudam a melhorá-la um pouco, mas isso acontece gradativamente.



Durante a leitura o livro nos transmite diversas mensagens. Vemos um amor não correspondido, a espera por esse grande amor, a força da amizade, a superação e a reconciliação. Tudo isso nos preparando para o que ainda está por vir.
E se prepare, pois mesmo o final podendo ser descoberto no início da leitura (Eu já imaginava), a autora também deixa algumas pistas do que realmente está acontecendo com Rachel.
O final foi um pouco corrido, mas dentro do esperado para o livro e da forma que imaginei. Bem, quase da forma que imaginei. A autora me surpreendeu com o final da história e não vou negar que é completamente emotivo.

A capa é linda, mostrando o cuidado que a Editora Arqueiro teve com a obra ao utilizar a original,  dei uma olhada nas outras capas e essa é a mais bonita entre elas. A diagramação está como a de costume e percebi alguns capítulos um pouco extensos. Até estranhei, já que a maioria dos livros da editora possui capítulos super curtos.

Uma Curva no Tempo é um livro que, apesar dos pesares, chega a emocionar e diversos pontos. Ele é capaz de despertar diversos sentimentos ao leitor. Sim, vocês sentirão ódio de um determinado personagem!







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


13 comentários:

  1. E aí, Paulo?! Eu estou com tamanha ansiedade por Uma Curva no Tempo e preciso lê-lo brevemente. O livro começa nos dando um choque com o possível acidente a acontecer, e as atitudes dos jovens nos mostram, em uma maioria, a realidade. Mas, Jimmy prova o contrário. Gostei dessa transição de 5 anos e da narrativa dos fatos e acontecimentos, Fiquei totalmente curioso sobre os dramas que cada um carrega e os destinos dos personagens.

    ➸ Participe do nosso Top Comentarista ❤! | arafaelagodoy.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gente, acredita que essa foi minha 2ª leitura desse ano? Desde o ano passado estava com o livro, mas não tive tempo de lê-lo e quando comecei semana passada, em apenas dois dias terminei :)
    Me envolvi muito com a história, com a vida de Rachel e sua amizade com Jimmy. Antes de ele morrer eu já queria que acontecesse um romance entre eles, era tão nítido o quanto ele a amava. A história muda após o acidente do cemitério e eu (ao contrário de você que descobriu tudo no início) comecei a criar teorias sobre a mudança em sua vida. E fiquei tipo :o quando descobri o que estava acontecendo, na verdade, eu já imaginava, mas não queria que fosse verdade. Enfim, o livro é muito bom, é uma leitura rápida e eu me apaixonei por Jimmy desde o início do livro <3

    ResponderExcluir
  3. Alessandra Fernandes13 de janeiro de 2016 00:07

    Uma Curva no Tempo foi uma grande surpresa e uma das melhores leituras de 2015.
    Peguei o livro sem ao menos ler sua sinopse e fui surpreendida desde seu primeiro capitulo e soube naquele momento que amaria sua história. Nunca chorei tanto lendo um livro e quando chegou no final, desmoronei, pois ao contrário de você eu não esperava nada daquilo.
    Resumindo: Ainda não tenho palavras para descrevê-lo. <3

    ResponderExcluir
  4. rudynalvacorreiasoares14 de janeiro de 2016 00:47

    Paulo!
    Estou com o livro aqui para leitura e bem curiosa por saber como é essa tal curva no tempo que deixa a protagonista atordoada...
    Gosto de livros que ficam com o mistério no ar sobre os fatos.

    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora
    Coralina)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3
    ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Quero muito esse livro desde que vi ele na FLIP, parece ser uma história linda e emocionante!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Paulo. Uma Curva no Tempo aparenta ser um daqueles livros de derramar muitas lágimas. Fiquei muito curiosa com a mensagem do acidente, das perdas e das dificuldades do livro e fiquei com uma enorme vontade de lê-lo. Bom, é uma trama muito envolvente e um acidente sempre pode movimentá-la ainda mais.

    ResponderExcluir
  7. Em questão de carga emocional lembrei um pouco de como Eu
    Era Antes de Você com A Curva no Tempo, mas é uma história bem diferente e, ao
    mesmo tempo, super emocionante. Rachel perde tudo o que ama e todos os seus
    sonhos parecem ser diminuídos, anos
    depois o acontecimento ainda o perturba e tudo pode mudar ainda mais.
    Interessante!

    ResponderExcluir
  8. Porque sempre tem que ter uma personagem para odiarmos? Eu não li ainda, mas alguns amigos já leram e adoraram.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. cristiane dornelas18 de janeiro de 2016 20:50

    Eu chorei como um bebê abandonado.
    Simples assim. Tinha ideia do que aconteceria, já dá pra perceber onde a trama vai parar e eu fui lendo e torcendo pra ser só ideia minha. Não era. Chorei. Há.
    Achei um livro muito bom, a narrativa é legal e envolvente, você quer saber o que acontece, conhecer os personagens e etc. Não achei a nova "eu" dela irritante, acho que era o que ela poderia ter se tornado, realizando os sonhos dela e tal. Seria completamente diferente e mais feliz, mais tranquila, sei lá....
    Achei o final meio corrido também, mas penso que ao não se arrastar muito a autora criou o clima perfeito de "choque" por assim dizer, intercalando as descobertas do que realmente estava ocorrendo com a garota. Foi cru, foi emocional de um jeito sem muito blá blá blá. É isso e pronto. Ao menos pra mim foi um belo final. Vale a pena.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Assim que vi o lançamento desse livro fiquei muito curiosa mais acabou que não li, vi muitos comentários positivos sobre esse livro e pessoas falando que é uma historia muito emocionante e gostei das mensagens que o livro nos trás e se tiver oportunidade quero muito ler e achei a capa linda !!

    ResponderExcluir
  11. marlene conceiçao28 de janeiro de 2016 16:00

    Adorei essa capa.
    Não conheço o livro nem a autora, não é a primeira resenha que leio sobre ele, mas apesar de fazer meu gênero, estou com o pé atrás em ler ele, primeiro com medo de ser chato, e segundo de ter um final trágico, a vontade é muito grande de pedir spoiler kk mas se eu fizer sei que vou me arrepender, ele continua na minha lista de leitura, só vai demorar um pouco mais, para eu tomar coragem.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  12. Daniel Olhos Água28 de janeiro de 2016 16:10

    A capa é realmente linda, foi a primeira coisa que me atraiu. Depois, a sinopse e a resenha me deixaram ainda mais com vontade de apreciar a obra, a história parece linda e cheia de mensagens. Abraços

    ResponderExcluir
  13. Li o livro assim que lançou e o que mais me chamou atenção foi a capa, a história em si nãp é ruim, mas devo confessar que não gostei muito do final, não consegui me convencer que aquilo era uma segunda chance.

    ResponderExcluir