postado por Tamiris Leitão em 09 fevereiro 2016

Resenha | O Visconde que me Amava


          



O Visconde que me Amava é o segundo livro da série Os Bridgertons, e conta a história de Anthony Bridgerton, filho mais velho dessa família. Por outro lado existe Kate Sheffield, irmã mais velha e cuidadosa de Edwina Sheffield. Edwina é considerada a debutante mais linda da estação, por isso Kate está tão apreensiva: Ela quer arrumar um bom casamento para a irmã mais nova, e para isso vai afastar a todo custo os homens que ela acha inapropriados para Edwina.

É aí que entra o problema: Anthony quer casar com Edwina, e Kate acha que não existe ex-libertinos. Para que Anthony case com Edwina, ele vai tentar convencer essa irmã casca grossa. E a partir disso começa uma relação de amor e ódio, onde Kate descobre que Anthony é um homem gentil, e ele por sua vez vê que mesmo Kate sendo irritante, habita a maior parte dos seus sonhos.


Quando eu li a primeira vez esse livro , eu surtei. E após fazer a releitura aqui pro Fun's eu descobri porque eu amei tanto esse livro: O Anthony. Eu havia gostado muito do primeiro livro, mas nesse eu encontro muito mais. Encontro um homem adulto e cheio de feridas e responsabilidades. Encontro uma mulher cheia de força de vontade, amor com sua irmã e um altruísmo forte. Ter o encontro de dois personagens incríveis, bem trabalhados e fazer com que eles curem as feridas e ultrapassem obstáculos foi lindo de se ver.

"(...) não tinha dúvida de que encontraria uma mulher atraente e inteligente por quem nunca se apaixonaria."

Anthony é a perfeição em qualquer homem: Forte, carinhoso, atencioso, cuidadoso, dedicado a família, gentil e aaaa... só em livros para existir um homem desse. É fácil de se apegar a ele e  querer todo o bem do mundo para sua história de amor. Kate é muito dedicada a família e cuida muito bem de sua madrasta e irmã para que sejam felizes. A felicidade de Edwina vem sempre a frente da felicidade da personagem.

O romance acontece de forma espontânea e no tempo certo, e o desenrolar de como eles lidam com isso é belo. É isso que eu acho lindo nos romances de época: essa coisa de se guardar e se entregar completamente para a pessoa certa. Dos romances tão diferentes dos atuais, das festas e temporadas. Da linguagem desse pessoal. É tudo tão incrível.

Eu conheci o amor verdadeiro - continuou ele - Eu não era o sujeito cínico que a sociedade me fazia parecer.

A escrita da Julia Quinn está ainda melhor nesse livro. Ela conseguiu dar uma fluidez na história que nos deixa impressionados a cada minuto. A leitura desse livro foi muito mais voraz que a do primeiro, e agradeci por cada capítulo lido.

A edição da Editora Arqueiro ficou linda! Esse verde combina muito, e amei como tudo foi colocado no lugar certinho. Não encontrei erros de diagramação ou tradução, porém estava envolvida demais na história. Incentivo a todos a lerem essa série, é divina.






Sobre a Autora: 
Tamiris
Tamiris é blogueira do Pausa Para Um Livro e depois de fã do Fun's Hunter, veio acrescentar um toque feminino no blog favorito. Lê tudo que o Paulo indica, mas também tem uma séria paixão por romances. Quando não está lendo, está cozinhando. Então não se assuste se ver um pouco de comida nas fotos.


0 comentários:

Postar um comentário