postado por Jorge Henrique Vieira Santos em 03 fevereiro 2016

Review | Shadowhunters - S01E01: The Mortal Cup



Desenvolvedor: Ed Decter
Lançamento: Janeiro/2016
Duração do Episódio: 42 minutos
Gênero: Fantasia, Ação e Drama
Produção: Freeform
Criadora: Cassandra Clare (Os Instrumentos Mortais)



Sinopse:
Uma jovem mulher percebe o quão sombria a cidade pode ser quando ela aprende a verdade sobre seu passado no episódio de estreia de Shadowhunters.









Eis que os fãs dos livros sobre o mundo dos Caçadores de Sombras (Shadowhunters) ganham uma segunda chance da adaptação das histórias escritas por Cassandra Clare. Na primeira vez, com o filme Cidade dos Ossos, a bilheteria foi um fracasso total, e não agradou nem um pouco os fãs. Em meados do primeiro semestre de 2015, a ABC Family (Freeform) comprou os direitos de Os Instrumentos Mortais para produzir uma série, intitulada Shadowhunters. A Netflix também comprou os direitos e toda semana um novo episódio está disponível no catálogo do serviço de streaming. E hoje eu venho apresentar a minha opinião sobre o episódio piloto, "The Mortal Cup".

Para quem não conhece a história, Clary Fray, é uma adolescente que leva uma vida supostamente normal, ao ter sua mãe sequestrada e sua casa destruída, descobre um mundo totalmente diferente do que acreditava, onde existem todo o tipo de lenda. Lobisomens, fadas, feiticeiros e vampiros, seres do submundo, e os Caçadores de Sombras (Shadowhunters), que são metade anjo e metade humano e caçam demônios.


Um grande inimigo do passado de todos estes seres retorna em busca do Cálice Mortal, um dos Instrumentos Mortais, deixados por um anjo para os Shadowhunters, que transforma quem beber deste objeto um híbrido de anjo e humano. Clary descobre que também é uma Caçadora de Sombras, e junto com seu amigo Simon e seus novos amigos do Instituto de NY, Jace, Alec e Isabelle, terão que achar e defender o Cálice do inimigo.


Vamos às considerações... Primeiramente, quando terminei o episódio, eu só pude agradecer os roteiristas por ter mantido, pelo menos, a essência da série, pois quando ainda estavam trabalhando no roteiro, seus primeiros "rascunhos" não tinham nada de parecido com a trama dos livros, isso me deixou com muito medo. Mas é claro que em uma adaptação sempre tem muitos pontos negativos e alguns positivos ...

A caracterização dos personagens principais (Alec, Isabelle, Jace, Clary, Simon e Magnus) estão boas, não fogem muito do que é descrito no livro. Já de alguns outros secundários, fogem bastante, citando aqui: Luke, que na série é um policial, e nos livros é dono de uma livraria; Dorothea que na série é tem aparência de adolescente, mas por ser feiticeira, não envelhece, bonita por sinal, nos livros, já se parece com uma mulher com um pouco mais de idade; Hodge também não é muito parecido com os livros, ele tem cara mais de badboy na série, e nos livros, eu o imaginei mais como uma pessoa culta e mais velha; a Maureen, que nos livros é parente de um integrante da banda de Simon, e é bem mais nova que ele, na série é mais velha, e faz parte da banda.

Outra coisa que me incomodou bastante, é o fato de que, o Instituto de Nova York, onde os Shadowhunters locais vivem, na série, estava cheio de pessoas, supostamente Caçadores de Sombras, mas no livro, só viviam lá, a família Lightwood, Jace Wayland, e temporariamente, Clary.

A atuação dos atores, está razoável, achei a Katerine McNamara (Clary) com um estilo de novela mexicana, sabe? Espero de coração que ela melhore, a Emeraude Toubia conseguiu dar a sensualidade para a Isabelle que a atriz do filme não conseguiu. O Magnus Bane (Harry Shum Jr.) apareceu muito pouco neste episódio, mas pelo que deu para ver, ele vai conseguir trazer toda a sofisticação e o estilo único do feiticeiro dos livros. Os efeitos especiais me incomodaram um pouco, não são muito ruins, mas poderia ser melhor, principalmente os portais criados pelos feiticeiros.

O episódio como um todo foi bom, nada mais que isso, manteve a essência dos livros, os principais personagens possuem uma caracterização parecida com a saga literária, algumas coisas realmente foram mudadas, mas que não interferem muito na história. Acredito que os produtores têm em mãos um universo repleto de coisas para serem exploradas, e que realmente façam uma coisa boa e que dê gosto de assistir.

Avaliação:






Sobre o Autor:
Jorge
Jorge é Colaborador do blog, ama o Universo dos livros, das séries de TV, dos filmes e da Matemática, seus autores preferidos são Cassandra Clare, J.K. Rowling e David Levithan, seu maior sonho é ter uma enorme biblioteca em seu próprio quarto, mas por enquanto se contenta com o que tem. 
 


12 comentários:

  1. Oi Jorge, apesar de ter interesse de ler esta série, confesso que a série televisiva não me empolga muito.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. rudynalvacorreiasoares4 de fevereiro de 2016 02:14

    Jorge!
    Todos andam comentando sobre a série, infelizmente ainda não assinei o NETFLIX, mas pretendo fazer em breve para poder acompanhar essa e outras séries que tem por lá.

    “Saber é compreendermos as coisas que mais nos convêm.” (Friedrich
    Nietzsche)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores,
    participe!

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti os 3 primeiros um dia só e....não gostei muito. Achei cheio de cenas forçadas, sabe, a atuação.... A Izzy ficou forçada demais pra mim nesses 3 episódios. Tinha seus momentos, tá fo#$na e tal, mas ainda me senti vendo uma novela mexicana. Com a Katerine então nem se fala, passou de novela mexicana ali. Mas também teve momentos bons. Só...esses 3 primeiros acabei achando forçado mesmo e até minha irmã, que viu comigo, achou bobo e queria parar no segundo porque não aguentava mais de tédio.
    Uns personagens mudados...achei legal, deu uma originalidade, sei lá. Pra não ficar idêntico ao livro. É lógico que como fã a gente quer o livro ali, mas essas mudanças nos personagens não interferem. Seria tenso é se mudassem radicalmente a personalidade que temos em mente, aí estragava.
    Engraçado é que assisti ao 4 esses dias e gostei muito, apesar de ter aquelas coisinhas que incomodam, foi bem legal. Fizeram menção a um personagem que amo, mostraram mais do Magnus e colocaram o "dilema" do Alec em questão.
    Torcendo pra que cresça com cada episódio e goste mais.
    Veja os próximos e faça mais posts pra gente!

    ResponderExcluir
  4. Eu fui assistir Shadowhunters já tirando os livros da cabeça, pois sabia que eles haviam mudado bastante coisa. Normalmente eu não gosto de adaptações muito diferentes dos livros, mas nesse caso eu simplesmente amei. Não tenho nada a reclamar, claro que existem erros, normais em séries novas sem tanto investimento quanto séries antigas e famosas, mas mesmo com algumas coisas que incomodam, a série me ganhou e espero que seja renovada.

    ResponderExcluir
  5. Eu li a série completa.
    Porem não tenho interesse de assistir a série.
    Primeiro eu não tenho tempo.
    Segundo as adaptações que já assistir simplesmente não me convencem, então não vou nem tentar com Shadowhunters.

    ResponderExcluir
  6. Bom, eu li Os Instrumentos Mortais e adorei, fiquei muito empolgada quando vi que notícia que se tornaria uma série, mas depois que divulgaram os personagens já não gostei da atriz escolhida pra interpretar a Clary, pois preferia muito mais a Lily Colins, e além disso muitas pessoas estão falando negativamente da série por ter várias coisas diferentes dos livros, quem sabe futuramente eu resolva começar assistir.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Adoro os livros, li a serie e virei fã e gostei de saber que viraria serie de tv o livro pois por ter mais tempo alguns temas poderiam mais aprofundados, e sei que quando se muda de um livro para uma serie algumas modificações tem que ocorre, mas com certeza concordo que uma adaptação tem muitos pontos negativos e alguns positivos, e no primeiro capitulo estranhei um pouco mas estava esperando acabar me acostumando, mas isso não aconteceu e a cada episodio me incomodo mais com varias coisas !!

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente não assisti ainda a série, primeiro que não tenho tempo (que é fo!@#) e segundo que não li os livro então acho que ficaria perdida, mas espero poder assistir assim que possível!

    ResponderExcluir
  9. Eu li os livros da série e pelo que li de todas as pessoas que leram a série tem nada a ver...
    Eu acho que faz parte. É baseada, pega o tema e depois o diretor e demais pessoas fazem o que querem haha.
    Eu não assino netflix, por isso ainda não vi.
    Mas confesso que não tenho tanta vontade assim

    ResponderExcluir
  10. Não li os livros, não assisti ao filme que era com a Lily Collin, não é? E pelo menos não pretendo ver a série tão cedo. De modo geral, adaptações me deixam decepcionada.. principalmente quando eles erram a mão e mudam muito os personagens, de loira vira morena... mas enfim um dia quero ler essa série.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. A série parece bem legal, apesar das diferenças, que infelizmente em alguns casos, são inevitáveis. Outro não, e não entendo porque os autores deixam mudarem tanto seus livros kkkk
    vou ler essa série logoo, tenho que ler esse ano ainda!!!
    bjos

    ResponderExcluir
  12. Quero muito acompanhar essa série, mas primeiro quero ler os livros, já que eu ainda não li nenhum :/. Ouço tanto comentários positivos sobre ela, que não sei por qual motivo ainda não li, mas pretendo mudar isso em breve.

    ResponderExcluir