postado por Funs Hunter em 15 março 2016

Resenha | A Lança do Deserto


          

– Mesmo assim, esses homens dariam belos guerreiros e suas mulheres, belas esposas que gerariam filhos fortes. É uma pena vê-los desperdiçados assim.
Abban deu de ombros.
– Pelo menos quando um deles se machuca, seus irmãos não se viram contra ele como um bando de lobos.



Contém spoilers do livro anterior


Jardir se proclama o novo Shar'dama Ka, o Salvador. Tudo acontece após ele roubar a lança protegida que Arlen encontra nas Ruínas do Sol de Anoch.
Com essa traição Arlen foi abandonado a própria sorte, sem comida e nem água, em um deserto que diminuiria ainda mais as suas chances de sobrevivência. É logo após isso que Arlen se torna o Protegido!
Seu corpo agora é repleto de tatuagens de símbolos de batalha, ele não teme os terraítas e agora possui um novo objetivo: passar adiante o conhecimento das proteções de batalha, para que nenhum povoado tenha que sofrer os ataques dos seres das profundas.

Shar'dama Ka deixa Forte Krasia com seu exército para a grande batalha contra os alagai (terraítas), para isso ele precisa reunir todas as pessoas sob seu comando. Forte Rizon é o primeiro lugar a cair...

Fim dos spoilers


– Ah, vai, sim – ralhou Selia. Ela olhou ao redor da sala, com os olhos duros como pedras. – Se vamos... assassinar essa menina, então todos vamos assistir e nos lembrar do que fizemos; homens, mulheres e crianças – rosnou ela. Lei é lei.

A Lança do Deserto é o segundo livro da série O Ciclo das Trevas, do autor Peter V. Brett. Vocês podem ler a resenha do primeiro livro, O Protegido, clicando aqui.

Logo no início algo me deixou curioso com o desenrolar da história. Um novo tipo de terraíta está prestes a dar as caras na história. Algo nunca visto antes por nenhum sobrevivente. Para manter o clima de suspense e a nossa curiosidade, as informações são liberadas ao poucos pelo autor. As passagens vão se juntando e vamos descobrindo a intenção desses novos seres.

Eu considero a primeira parte desse volume um livro dentro de um livro. São mais ou menos 250 páginas contando toda a história de Jardir. Começamos conhecendo o dia em que foi levado para treinamento, a conquista do respeito pelos demais jovens, o início e o quase fim de uma grande amizade, além, é claro, de termos a sua visão dos dias de Arlen em Krasia. Algumas partes são importantes e explica muita coisa que acontece no primeiro livro, mas outras são dispensáveis ao leitor.


Jardir olhou para ele lá embaixo e as palavras do terraverdense brilharam em sua mente: Everam está assistindo à sua traição!

A Clareira do Lenhador foi rebatizada como Clareira do Salvador após o ataque sofrido e a reconstrução que precisaram fazer. Lá as pessoas não precisam mais se esconder em casa a noite, pois Arlen, Leesha e Roger fizeram um trabalho todo especial de proteção. Eles também possuem aprendizes, de ervanária (Leesha) e de menestrel (Roger). O segundo, mesmo tentando, ainda não conseguiu que um aprendiz demonstrasse o dom de acalmar os terraítas utilizando música.

Ver os três juntos outras vez é gratificante, quem leu o primeiro livro sabe do que eles são capazes... Leesha ainda sofre com os comentários da mãe, mas até mesmo em alguns momentos do livro acaba a compreendendo. Além de ser uma respeitada ervanária, ela desenvolveu novos truques utilizando as proteções de batalha; ela é uma personagem que sabe conquistar o leitor. Além da inteligência, coragem e determinação, Leesha também se mostra uma pessoa como qualquer outra, sofrendo em determinadas partes e correndo perigo por aquilo que acredita e ama.

Roger também está diferente daquele que conhecemos no primeiro volume, o personagem está mais confiante em seu dom, mais apaixonado e menos correspondido. Apesar de todo o que sofreu e ainda sofre, ele se mostra sempre disposto a ajudar e preocupado com seus amigos.



Arlen está mudado... não só fisicamente. Algo o perturba!
Alguém do passado irá cruzar o seu caminho outra vez... Renna cresceu, mas ainda lembra do seu prometido em casamento quando ainda eram crianças. O reencontro dos dois garantirá, além de lembranças, uma grande aventura.


Falando em aventura, Peter continua cativando o leitor a cada capítulo; um melhor que o outro! A forma com que ele escreve é totalmente viciante, tão viciante que as páginas vão passando e, sem preceber, logo estamos no final do livro. E que final!
Como aconteceu em O Protegido, a conclusão do segundo ciclo é de deixar qualquer leitor louco pela continuação. O rumo seguido foi completamente o contrário do que imaginei. E eu não gostei... por enquanto.

A história é si é excelente, os acontecimentos são inacreditáveis  - perceberam que não revelei quase nada aqui né? - é que as surpresas são tantas que não quero estragar nenhuma delas.


Quanto a edição, não precisa nem comentar... Mas vou comentar! A Darkside Books nos presenteia com outro excelente trabalho. A adaptação da capa, mais uma vez, está entre as melhores que eu vi, o acabamento soft touch em capa dura embeleza ainda mais o exemplar. A diagramação segue o que já vimos no primeiro volume e os poucos erros que passaram pela revisão não atrapalham a leitura e compreensão da história.

Aventure-se por um mundo de onde você não irá mais querer sair!







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


7 comentários:

  1. cristiane dornelas17 de março de 2016 16:02

    Esses são ótimos livros pelo jeito e que vontade dá de ler! Vi muita coisa legal do primeiro e deu curiosidade, queria conferir. O segundo parece ter mantido a graça e trás outras ótima trama. E a edição está linda novamente, muitos detalhes que dão aquela beleza a mais ao livro. Queria conferir!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Ainda não conhecia essa serie e não li nada do autor, mas lendo a resenha desse livro gostei bastante parece que o autor cria um mundo bem interessante e com ótimos personagens que vão crescendo ao longo dos livro algo que gosto muito e se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  3. Vou te confessar, é um livro que eu leria só de ver a capa!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Você tem razão, esse trabalho da Darkside, assim como todos os outros, está incrível. Mas por mais que a capa seja linda, inicialmente o enredo não me atraiu (acho que porque não entendi muito bem o que acontece).Voltei na resenha do primeiro livro e achei que seria uma história incrível. Então, talvez depois de ler o primeiro, eu sinta mais interesse pela continuação. ^^

    ResponderExcluir
  5. eu estou louca para ler esse livro, li só o final da resenha quando vc fala da escrita, adorei saber q não é só a capa q é magnifica, mas tb a escrita do autor. definitivamente, vai para a minha lista de leituras

    ResponderExcluir
  6. Daniel Olhos Água28 de março de 2016 16:54

    Nossa, estou agora ainda mais curioso para ler essa saga! Parece ser eletrizante, cheia de aventura, revelações mas também parece ter uma história ótima que prende o leitor. A edição está perfeita pelo visto <3 (como sempre né).

    ResponderExcluir
  7. Fernanda Rodrigues Mendonça31 de março de 2016 00:16

    Eu acho que eu vi esse livro por ai e mesmo eu tendo visto muitas resenhas positivas tem alguma coisa que não me anima ler. Ela parece ter tudo que eu gosto: fantasia, ação, aventura...Mas parece que não rola uma química entre eu e ela. Talvez eu lendo eu mude de opinião

    ResponderExcluir