postado por Funs Hunter em 08 abril 2016

Resenha | A Garota sem Passado


          
[...] Chegando ao estacionamento, avistei Allison mais à frente, guardando suas sacolas no automóvel. Meg continuava no carrinho, balançando as pernas. Cogitei me aproximar para dizer algo amigável, mas a luz do sol poente emoldurava mãe e filha de um modo tão especial que acabei me decidindo por não arruinar a beleza da cena.
Não voltaria a ver nenhuma delas.


Melanie Denison é como agora é conhecida Meg Miller, filha do inescrupuloso assassino Ramsey Miller.
Aos três anos de idade seu pai matou Allison, sua mãe, e desapareceu. Muitos acham que a garota também está morta e não escondida pela polícia federal junto aos tios, Wayne e Kendra; boa parte de sua vida foi sem poder ir à escola, fazer amigos ou até mesmo acessar a internet.
Os tios, chegando ao fim de seus conhecimentos para ensiná-la em casa, permitem que a jovem continue os estudos em uma escola e, após, até frequentar uma faculdade comunitária.
A internet é algo novo e a jovem aproveita para acompanhar notícias sobre o caso que a assola a quinze anos. A dúvida de todos é "O que aconteceu com Ramsey?" e Melanie e os tios só se preocupam em não ser encontrados.
Com um namoro as escondidas, ela acaba ficando grávida de Phillip, um jovem professor de seu antigo colégio, e precisa tomar uma difícil decisão. Isso mudará sua vida completamente!

Não querendo que seu filho leve a mesma vida que ela, com medo e se escondido de tudo, ela decide descobrir por conta própria o que nem a polícia conseguiu. Deixando apenas um bilhete, Melanie parte em busca da verdade.

Cortesia da editora

– Desculpe - disse ela ao professor. Estava chamando atenção para si, e da pior maneira possível, de um jeito que dificilmente seria esquecido: a esquisitona da turma, que nunca dava um pio, enfim estava abrindo a boca para falar algo. Alguns dos colegas davam risadas nervosas. - Preciso... - Correndo os olhos pelas vinte pessoas à sua volta, ela pensou no bebê que trazia no ventre, na possibilidade de que ele, uma miniaturinha sua, viesse ao mundo para ter que se esconder também, camada sobre camada sobre camada. Não. Ela não permitiria isso.

A Garota sem Passado é um livro que deixa o leitor envolto em tamanha curiosidade que é difícil não querer saber o seu final, mas o grande problema é a forma que os capítulos são divididos. O autor intercala o passado com o presente, mas a história de Ramsey ganha tanto destaque que acabei desanimando pelo tão pouco espaço da busca de Meg pela verdade. Isso me incomodou bastante, pois esperava uma história diferente.
Achei o presente algo corrido, colocado entre um capítulo e outro, apenas para que soubéssemos o que estava acontecendo antes da grande descoberta.

Meg viveu muito tempo escondida e, não sei se de propósito, o autor a fez não muito inteligente para determinados assuntos. Ela age por impulso e, por não pensar nas coisas, acaba se colocando em um risco maior que o anterior, mesmo a busca por um assassino já sendo algo completamente insano e perigoso.


No entanto, o jornalista Arthur Goodale estava vivo, pelo menos por ora, e ela precisava vê-lo o quanto antes para descobrir tudo o que ele sabia a repeito do assassinato. Depois faria aquilo que até então ninguém conseguira fazer: encontraria seu pai antes que ele a encontrasse.

Claro que o passado e o presente acabam se encontrando, Meg vai em busca de alguns antigos amigos de seu pai para descobrir alguma coisa sobre ele, mas nem todos são de grande ajuda. Um antigo repórter é o seu grande trunfo e fonte de informações, sem ele ela não conseguiria muita coisa.

Demorei mais do que o esperado para concluir a leitura, mas o final é realmente surpreendente! Foi algo que eu não esperava e que me fez perdoar o autor pelos momentos em que arrastei a leitura. Claro que a complexidade dos acontecimentos e descobertas foi me deixando apreensivo e gostei do rumo que o autor deu para a história

A edição da editora Arqueiro está belíssima com essa capa, quando a vi já fui logo desejando ter na estante, passa muito bem o sentido da história. Os capítulos não são muito longos e iniciam junto ao término do anterior, o espaçamento entre linhas e das margens está bom, não atrapalhando nada durante a leitura.

No mais, A Garota sem Passado é um bom livro, que vale a pena ler quando se está com um tempinho livre.







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


7 comentários:

  1. Fiquei com muita vontade de ler esse livro, parece bem instigante. Me fez lembrar um pouco do livro "É melhor não saber" da autora Chevy Stevens, mas por algum motivo fiquei mais interessada nesse. Com certeza vai para minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  2. Maria Fernanda Pinheiro9 de abril de 2016 21:36

    Gosto do assunto do livro, uma pessoa que não teve um bom passado mas não quer um mal futuro, um livro que deve ser excelente, de uma escrita suave, gostaria de ler

    ResponderExcluir
  3. eu estou meio dividida em relação a esse livro;
    eu achei a história interessante, mas não gostei muito da motivação da personagem, ou melhor da impulsividade dela (ou as duas coisas) : ah tô grávida, e agora eu vou atrás do pai assassino... é meio
    decidir ainda

    ResponderExcluir
  4. cristiane dornelas11 de abril de 2016 21:07

    Não sei se leio porque vi umas coisas bem desanimadoras dele. E tem cara de ser leitura arrastada mesmo, acho que iria empacar com ele se fosse pegar pra ler. A sinopse é legal, por ela eu leria. Mas ver resenhas me desanimou mesmo =/

    Mas pelo menos o final compensa né? Já é alguma coisa. Tá difícil é ter coragem de pegar....

    ResponderExcluir
  5. Sou apaixonada por livros assim: Te dão uma curiosidade tão grande que mesmo não envolvendo tanto ele te faz continuar, só para saber o final.
    Tive a sensação de que a protagonista é aquele tipo de personagem irritante. É óbvio que aquilo não dará certo, mas ela vai lá e faz.
    Tomara que não seja assim. Já basta a Ever de personagem estressante.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Esse é um livro que ainda não sei se irei ler, vi alguns pontos do livro que gostei mas tem outros que me deixaram com o pé atras em relação a essa historia principalmente por essa leitura mais demorada !!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, sei bem que tipo de livro é. Voce fica super preso no livro, curioso. Querendo saber o que vai acontecer, tem que ler sem parar. hahaha Por mais que nao seja aqueeeelas coisas, gosto de livros que cativam sua curiosidade desse jeito, vou dar uma chance!

    ResponderExcluir