postado por Funs Hunter em 31 maio 2016

Resenha | A Garota de Treze


               
— Tsc, tsc, tsc... Como poder dizer isso, se acabou de completar treze? – Continuei emburrada. Ela emendou. – Tá, mas estou curiosa. Por que quer atropelar as fases da sua vida, Lucinda? Precisa viver intensamente seus treze anos. É uma idade tão bonita e interessante filha!


Lucinda acaba de completar treze anos e, como muitas outras garota da idade, queria ser mais velha. Sua mãe, dona Bete, vive lhe dizendo que ela deve viver suas fases da vida e não atropelá-las. Já Rafa, sua melhor amiga, lhe dá a maior força nas maluquices do dia-a-dia.
Bruno é seu melhor amigo, e também apaixonado por Lucelinda (apelido que ele deu pra ela), mas Luce não quer saber de garotos da sua idade, quer mesmo é ficar com alguém mais velho.
Foi em uma de suas saídas que viu alguém que despertou o seu interesse, o vocalista de uma banda. Claro que ela imaginou que seria difícil vê-lo novamente... O que ela não imaginava é que estava completamente enganada.

O caminho dos dois volta a se cruzar logo na escola onde Luce fará aulas de violão. Noah - demorou pra ela descobrir esse nome -  é o seu professor, Coincidência? Destino? Ou simplesmente uma louca perseguição?

Cortesia da editora.

Sentei na cama. Aquela conversa seria tensa, mas eu estava muito a fim de me abrir com ela. Abaixei os olhos, a coragem me escapando.
— Ei, olha pra mim! – Olhei. – É um menino?
Ela devia ter mesmo a tal bola de cristal.


Sabem quando você pega um livro já com uma grande dúvida se vai gostar ou não? Não é segredo pra ninguém que meus gêneros favoritos passam por fantasia, terror e suspense, mas uma vez ou outra eu me arrisco a sair da zona de conforto com alguma indicação ou história que a sinopse acaba despertando o meu interesse. Alguns autores romances nunca despertarão o meu interesse em seus livros, isso é fato! Mas quando vi a divulgação de A Garota de Treze, da autora Lilian Reis e publicado pela Mundo Uno Editora, eu gostei da sinopse mas não muito da capa e do que talvez poderia acontecer com a personagem. Resolvi arriscar quando a editora me ofereceu um exemplar para resenha. Foi uma história que me surpreendeu bastante!

Luce é completamente neurótica com a ideia de ter apenas treze anos, já que sua mãe só vai liberar o namoro aos dezesseis, mas ela insiste em colocar na cabeça que seu primeiro amor tem que ser alguém mais velho e por isso acaba ignorando as investidas do Bruno. Essa caracterização da personagem acabou me irritando em alguns momentos pela insensibilidade da garota para certos atos.
Bruno é um coitado... Fiquei com tanta pena dele. Fica explicito desde o primeiro momento o que ele sente por ela, mas mesmo não sendo correspondido ele nunca desanima e faz questão de manter a amizade, pelo menos por enquanto!
Rafa me garantiu um pouco de diversão... Os conselhos dela são péssimos, mas está sempre presente e consolando Luce quando ela faz algo que não deveria.
Claro que não podemos esquecer de Noah, a paixonite adolescente de Luce. Para se aproximar do garoto ela acaba contando uma pequena mentira, que vai levando a outra, mais outra e outra... Até para a família as mentiras se tornaram algo constante e que não está sendo nada legal. O garoto acaba se interessando por ela. Mas onde é que isso vai parar, hein? Luce não tem jeito mesmo!

Corei com o olhar que me lançou. Meu amigo era bonitinho e tudo, mas não consegui vê-lo... daquele jeito.

O desenrolar dos acontecimentos é viciante, a leitura flui muito bem, o que sempre me levou a querer saber qual seria a "mentirinha da vez".
É o primeiro livro que leio da autora e não poderia ter conhecido o seu trabalho com uma história tão surpreendente! Assusta o fato da personagem ter apenas treze anos, querer se relacionar com garotos mais velhos, a questão do primeiro beijo... Mas Lilian Reis foi tão certeira nas suas colocações, nos fatos e desdobramentos dos mesmos que isso te surpreende e acabou me fazendo perder aquele receio se deveria ter lido ou não o livro.

O final, que a autora mais uma vez acerta em cheio, é repleto de emoção a todo instante, a cada página virada. Luce realmente nos leva a se solidarizar com o que ela está passando. Não é fácil para nenhum deles, mas foi algo que realmente precisou acontecer!


A Garota de Treze fez um enorme sucesso durante a Bienal do Livro de Minas Gerais e está praticamente esgota na editora, mas ainda dá pra garantir seu kit promocional no link logo acima. Ele é curtinho e dá pra ler bem rápido, quando se está com bastante tempo disponível. No início, antes de conhecer a história, estranhei a capa, estava achando um pouco "adulta" demais. Ms ela se encaixa perfeitamente na história! A diagramação está ótima! Espaçamento adequado e ilustrações nos capítulos, sem falar que até tela do celular temos para ler.

Com uma escrita cativante e fluida, A Garota de Treze tem tudo para repetir o sucesso durante a Bienal do Livro de São Paulo!






Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


16 comentários:

  1. Me identifiquei e muito com a personagem, também tenho 13 anos e as opiniões sobre essa idade são bem distintas, também amo livros de fantasia e com grandes ações, mas sempre bom arriscar em livro leve como esse, a diagramação está linda e lerei em breve, gostei da indicação, o livro está mesmo fazendo um grande sucesso

    ResponderExcluir
  2. AMO nacionais e romances! rs mas gosto de uma boa fantasia também. Ultimamente ando me desafiando a ler livros que não estou acostumada também e tenho me surpreendido com as descobertas :)
    Não gostei da capa e se não tivesse lido sua resenha eu não teria nenhum interesse no livro, mas sua opinião me deixou bem curiosa!

    beijos
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Paulo !
    Quanto tempo kkkk Você pediu pra eu dar uma olhada na resenha, e aqui estou eu.
    Adoro livrinhos adolescentes !
    Eles sempre encantam e tudo mais, porém esse parece ter uma carga emocional maior que os livros que leio.

    Adorei a resenha, de verdade, e principalmente por ter saído da sua zona de conforto. Gostei tanto da resenha que já adquiri o livro pra mim (o kit, claro kkkk). Enfim, é sempre bom ler algumas obras diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeeeee \o/
      Você sabe que não sou de sair muito dos meus livros de fantasia. Depois de ler me diz o que achou =D

      Excluir
  4. Vi mesmo que esse livro deu o que falar na Bienal. Foram muitas divulgações ou comentários legais que vi sobre ele. E não é um livro que tinha pensado em ler, mas é tanta gente falando bem que deu aquela curiosidade pra saber se é uma boa história mesmo. Ele surpreende. A escrita parece ser muito boa e história flui, é gostosa de ler. Não sei se vou conseguir ler, mas deu vontade de conferir.

    ResponderExcluir
  5. oie,
    que legal que o livro foi sucesso na bienal de minas.
    apesar de eu ter achado interessante a ideia do livro, mas o meu problema não é q o livro sai da minha zona de conforto é mais pq a sensação de eu já passei da idade e nem qd eu tinha treze eu não era desse jeito? e por isso vou deixar passar

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Gostei desse livro, acho que é uma historia simples, mas aquele tipo que acabamos nos identificando ao longo da leitura, parece que ao longo do livro os personagens vão crescendo e também achei legal temos personagens secundários interessante principalmente a Rafa com seus péssimos conselhos, que achei bem engraçado !!

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Achei interessante essa premissa, essa é a nova geração, ao invés de aproveitar a infância já pensa em namoros e tudo mais, também não gostei da capa, confesso que fiquei com pena do melhor amigo dela também coitado esse vai sofrer se ela não mudar o jeito de pensar.
    Irei ler com toda certeza...
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  8. De vez em quando vale a pena sair da zona de conforto. Gostei da sinopse, da resenha e da capa também. Concordo com você acho 13 anos super novinha, mas acredito pra quem tem 13 anos nos dias de hoje seja um porre ter essa idade. Fiquei curiosa para saber das mentiras de Luce e como isso vai afetar sua vida.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Olá!!
    Gostei mto da sinopse do livro, me identifiquei com a personagem em vários pontos da história...
    Qro mto ler esse livro, namorando ele há algum tempinho...
    Bjs!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Paulo! Tudo bem?
    Sou apaixonada por um bom chick-lit, e A Garota de Treze mostra ter uma história incrível por nos apresentar uma personagem de treze anos em busca de seu primeiro amor. Narrativas que envolvem a vida de adolescentes são leituras agradáveis e sempre nos cativam com suas aventuras. Amei a resenha e espero ter a oportunidade de ler o livro em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. É tão bom quando saímos da nossa zona de conforto literário e damos uma chance para outros gêneros, tenho feito isso bastante esse ano, e confesso que tenho até gostado. Bom, esse livro aborda um dos temas que eu mais amo que e adolescência, principalmente porque mesmo não tendo mais essa idade sempre acabo me identificando com os personagens, amei a estória desse livro, e por isso já inclui ele na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  12. A história que você me apresentou aqui parece ser bem interessante. Tem uma jovialidade e encanto que me deixaram curiosa. A personagem mesmo sendo nova tem cara de saber o que quer. Mesmo que dê errado. Legal. Gostei de conhecer e vou ver se leio também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Meu Deus a Luce querendo ficar adulta logo e eu querendo de volta meus treze anos!! Brincadeirinha!! Acho que o ela está sentindo é normal para a idade dela, mas fiquei curiosa para saber se ela tem alguma coisa com o Noah!!

    ResponderExcluir
  14. Ah meus 13 anos...essa idade é tão deliciosa né, com certeza Luce não acha,rsrs! Fiquei empolgada com a sua empolgação sobre o livro na resenha, e quero saber mais sobre as mentiras e consequencias da Luce, e que bom que a autora conseguiu fazer uma história que flui e nos deixa vidrados nas paginas do início ao fim,não vejo a hora de ler também!

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    Acho a capa desse livro muito fofa! Gosto de gêneros mais voltados para o público jovem, pois normalmente é uma leitura leve e divertida. Adorei a resenha e fiquei muito curiosa para saber mais do livro. Beijos.

    ResponderExcluir