postado por Funs Hunter em 20 junho 2016

Resenha | 1 + 1 - A Matemática do Amor


               
— Mãe! Estou de férias, esqueceu? – resmunguei, enterrando a cabeça no travesseiro.
— Isso não é justificativa! Não é porque você está de férias que vou deixar que hiberne o mês inteiro!

Lucas e Bernardo estão com 16 anos e se conhecem desde pequenos, seus pais sempre foram amigos e vizinhos. A diferença de idade deles é pequena, apenas alguns meses, e sempre se consideraram melhores amigos.
Bernardo é o popular na escola, já Lucas é o ignorado... Mas isso nunca abalou o que eles possuem, a amizade deles é mais forte que qualquer coisa.
O mundo dos dois começa a ruir com a notícia de que Bernardo irá se mudar... De país! Seu pai recebeu uma proposta de emprego irrecusável em Portugal e esses dias de férias serão os últimos dos dois amigos juntos.
Pesando nisso e tentando deixar esses dias inesquecíveis, Lucas faz um cronograma de atividades para eles, que não acaba dando muito certo. A possível separação faz com que algo novo e "estranho" aos dois comece a nascer!

Cortesia da editora

O Lucas continuou me encarando, chocado. Até que se levantou, sem dizer nada, e se fastou. Escutei a porta da casa dele batendo forte.

Botei mais uma jabuticaba na boca.
Mais uma lágrima correu pelo meu rosto.
Eu não era muito de chorar.
Mas as coisas estavam mudando.

Como já li O Garoto Quase Atropelado, do autor Vinicius Grossos, tinha uma ideia do que esperar em 1+1 - A Matemática do amor. Eu só não imaginava que a carga emocional seria tanta quanto ao do primeiro livro.
Os capítulos são intercalados entre os dois amigos, o que nos possibilita ver e entender um pouco do que os dois estão passando devido essa separação. Os dias vão passando e, sem que o outro saiba, vão experimentando novas sensações. Me senti como guardando um segredo, tanto de Lucas quanto de Bernardo.
Lucas quer fazer desses dias os melhores, mas algo acaba dando errado e causando um breve desentendimento entre os dois. Bernardo não aceita muito bem a mudança e encontra a força que necessita para passar por isso nos dias passados com o amigo.
Toda essa situação leva os meninos a experimentarem um sentimento novo, que os assusta até que compreendam o que acontece. É aí que toda a trama te conquista!


— Vou ficar longe da minha cidade, dos seus pais, da escola, de tudo que eu sempre conheci. De você. Lembra como você dizia que às vezes 1 + 1 pode ser 1? Eu te entendo agora. Mas somos menos que um. Somos uma equação de divisões e saldos negativos.

Um não revela ao outro o que está acontecendo, seja por receio, medo ou qualquer outra coisa, mas ambos começam a refletir sobre isso. Nessa parte acho que o Lucas já compreende melhor o que seria seu primeiro amor, até relembrando acontecimentos passados e dividindo com o amigo. Já Bernardo é um pouco mais complicado descrever, fiquei com a impressão de que ele não aceitou muito bem o que estava acontecendo. É aí que uma personagem muito cativante entra em cena. Sarah é tia de Lucas, uma quarentona que passou por alguns divórcios e possui muito o que ensinar!


Naquele momento, meu celular me trouxe de volta de toda aquela ira. Peguei o aparelho e vi a foto do Lucas no visor. Recusei a chamada e tentei dormir. Mas tudo o que eu conseguia fazer era chorar.
Agora não era apenas o meu joelho ralado que doía. Meu coração doía também.

Sarah é quela tia liberal, os meninos passaram um tempo com ela na cidade grande (acho que esqueci de dizer que eles eram do interior), lá eles passeiam, vão ao cinema e veem que as coisas são bem diferentes do que na cidade deles. Para ajudá-los, dois amigos de Sarah fazem companhia a eles em uma noite, Pedro e Jorge.

As páginas foram passando de uma forma que eu nem percebi de tão preso que fiquei à história. Tudo o que eu queria era saber como ela terminaria. Eu só não estava preparado para o que iria acontecer...
Os autores não se preocuparam em passar ao leitor uma simples história, em 1 + 1 - A Matemática do amor o leitor acompanha o processo de descoberta e aceitação dos jovens. Não que ser homossexual seja errado na cabeça deles, mas eles se preocuparam bastante com o que os "outros" irão pensar. Com o que vão fofocar... A diferença de realidades fica bastante clara em uma cidade grande ou do interior ( o livro não revela as cidades) para os dois. Isso até assusta, pois é exatamente o que vivemos atualmente. A intolerância e a violência crescem a cada dia.


— Acho que precisamos de brigadeiro. – O Bernardo soltou o meu pulso e saltou da cama.
Eu não precisava de brigadeiro.
O toque dele era doce o bastante.


Como eu disse, o livro te passa uma carga emocional muito grande e os acontecimentos finais acabam com qualquer leitor!

Eu nunca me cansarei de elogiar o trabalho, o cuidado que a Faro Editorial possui com seus livros. Começando pela capa, que possui uma referência muito forte com a história e um acabamento lindíssimo. A aplicação utilizada sobre as partes em relevo deixa uma sensibilidade maior ao toque. Algumas ilustrações estão presentes em alguns dos capítulos e embelezam ainda mais o trabalho. Alguns erros passaram despercebidos durante a revisão, mas nada que atrapalhe a leitura.

Augusto e Vinícius nos presenteiam com uma bela reflexão da vida! A história é apaixonante e te vicia do início ao fim. São páginas que te levam a refletir sobre a história dos dois, sobre os acontecimentos reais e sobre o que realmente importa... Ser feliz!



DESCULPA!
PULA COMIGO?







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


18 comentários:

  1. amei sua resenha, acabei me apaixonando pelo livro!!
    a diagramação pelas fotos está muito linda e a história parece ser daquelas que vc se apaixona pelos personagens e torce o tempo todo para eles serem felizes.
    ainda não li nada do autor, mas se pega pela emoção acho que vou dá uma chance =)

    ResponderExcluir
  2. Eu me interessei pelo lançamento desde que vi a capa, realmente bem trabalhada! gostei dos assuntos que são retratados na obra, como mudança de casa e amizade que resultar em um romance com dificuldades, gostei das narrativas serem intercaladas, amo esse aspecto em alguns livros, o livro parece nos prender até o final, espero ler a obra em breve

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu amei de paixão essa capa, gosto bastante dessa temática, achei clichê a separação dos amigos e tudo mais, mas irei ler com certeza.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Ainda não li nada dos autores, mas quando vi esse livro no lançamento fiquei bem interessada nessa historia, mas não achei que fosse ter uma carga emocional tão grande, estou muito curiosa para poder ler esse livro, achei bem interessante os personagens principalmente a Sarah e se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  5. Estava esperando ver uma resenha dele e que boa essa foi. Deu uma curiosidade enorme pra conferir o livro, ainda mais porque adoro historias com carga emocional forte e aquele drama da separação também rende muita coisa boa de ler. Adoraria conferir, acho que iria gostar muito.

    ResponderExcluir
  6. Esse é um livro que quero muito ler! Ainda não li O garoto quase atropelado, mas a sinopse e a capa me conquistaram. O Vinícius parece ter uma escrita maravilhosa, o outro autor eu não conheço.
    Fiquei curiosa pra saber como vai ser o final do livro, os dois amigos vão mesmo se separar? A emoção a cada página deve ser forte mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Isso pode parecer um livro simples ou chato para muitos, mas eu entendo o personagem e a situação pelo qual está passando. Não digo que já mudei de país mas já mudei de estado duas vezes, além de ter 16 anos também hahaha, a última vez foi no início do ano passado e foi muito difícil ter que se separar dos meus amigos, principalmente da minha melhor amiga porém não nasceu nada estranho, apenas a saudade.
    Poxa, não imaginava que eles fossem homossexuais, esperava descobrir pelo livro mas tem nada não né, já imaginava haha. Não li esse livro mas ele me tocou muitooo e acabei me apaixonando por ele, sério. Colocarei na minha lista de leituras, lendo a resenha me senti como Bernardo e Lucas, realmente gostei muito da resenha e não esperava muita coisa do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paola
      A sinopse e a capa já passam essa informação.

      Excluir
  8. Ainda não li nada desses autores e confesso que gostei muito da trama e espero vir a ler o livro. Adolescentes de 16 anos, sempre se apegam a seus amigos e quando há separação descobre-se se é só amizade mesmo ou não. Ainda é uma fase de dificil aceitação dos momentos que a vida nos dá. Amei sua resenha.

    ResponderExcluir
  9. Parece ser um livro bastante juvenil e não sei se iria gostar devido à minha 'maior idade'. Mas é claro que livros que abordam este tipo de tema sempre são bem vindos em uma sociedade tão injusta e preconceituosa quanto a nossa. Parabéns a editora pela publicação!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum livro que abordasse alguns desses temas, mas tenho muita vontade de ler principalmente por falar sobre essa descoberta e como os personagens vão lidar com toda essa situação, da para perceber pela sua resenha que a escrita do autor e totalmente envolvente, e que a leitura flui de maneira cativante, super me interessei por esse livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi Paulo! Ainda não consegui ler essa lindezura de livro, acredita! Desde que venho acompanhando resenhas dele tenho me surpreendido com as positividades que flam dle, qro mto conferir e descobrir o que vai acontecer com os personagens que me agradaram mto!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Achei a história muito interessante. Já havia visto o livro nas livrarias mas nunca li a sinopse dele. Gostei dos seus comentários e trechos do livro. Fiquei curiosa com o enredo e personagens. Vou ver se consigo ler também. Quero saber como vai ser o desenrolar dessa história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história que parece ser ótima.

    ResponderExcluir
  14. 1+1 A Matemática do Amor, além da editora ter feito um trabalho maravilhoso com a capa, suas páginas possui uma história linda! O fato dos personagens nos contar suas novas descobertas e sentimentos, nos transformando de certa forma, confidentes de seus segredos, torna a leitura muito mais agradável e intrigante.
    Adoraria ter a oportunidade de ler toda esta obra e finalmente me surpreender.
    Bjs, Paulo!

    ResponderExcluir
  15. É muito bonita a mensagem que esse livro passa. Essa aceitação, descobrimento e tudo mais.. Muitos jovens passam por isso e com certeza vão se identificar com o livro.

    ResponderExcluir
  16. Olá Paulo,
    Já li dois livros nesse estilo, Aristóteles e Dante Descobrem Os Segredos do Universo e Simon vs. a agenda Homo Sapiens (muito amor por Simon), mas fiquei muito curiosa para ler esse, especialmente por ser escrito por autores nacionais. Tem tudo para ser uma história gostosa de acompanhar, principalmente pela mensagem de reflexão que traz. Estou ansiosa para ler e conhecer esse romance puro e encantador do Lucas e o Bernardo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Adorei sua resenha, muito bem elaborada e clara com as palavras. Ainda não li esse livro, mas quero muito! A capa está linda e a premissa é encantadora. Com certeza reserva uma mensagem bem bonita. Na lista de desejados. Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir