postado por Funs Hunter em 07 julho 2016

Resenha | A Escola do Bem e do Mal [A Escola do Bem e do Mal #1]


                    
"Voce só está assustada", ela disse.
"Certo", Agatha riu. "E por que eu estaria assustada?"
"Porque você sabe que vem comigo."



Sophie e Agatha vivem em Gavaldon, um povoado onde a cada quatro anos dois jovens acima de 12 anos desaparecem de forma misteriosa. Demorou muito tempo, mas descobriram que essas crianças são levadas para a Escola do Bem e do Mal e aparecem um tempo depois nos livros de Contos de Fadas.
Sophie sonha com o dia em que será raptada para se tornar uma linda princesa e, quando o dia finalmente chega, ela se prepara para chegar perfeita à escola. Agatha, bem diferente da amiga, não acredita nessa história de escola. Mas quando vê Sophie sendo arrastada por uma sombra, não pensa duas vezes antes de tentar ajudá-la. O que acontece é que ambas são levadas para um local completamente desconhecido.
A criatura que as transporta sobrevoa por dois castelos, liberta Agatha sobre um castelo de vidro rosa e azul, com o dia completamente ensolarado. Já Sophie é jogada em um poço de lodo em um castelo negro e horripilante, com o dia nublado e revolto.

Sophie não acredita que faz parte da Escola para Edificação do Mal e Propagação do Pecado, acha que trocaram ela e Agatha de escola e pretende corrigir isso conversando com o Diretor da Escola. Mas não é uma tarefa tão fácil.
Agatha acreditando na hipótese da amiga, não entende o que faz no meio de princesas e príncipes. A Sala de Embelezamento é mais a cara de Sophie e não de uma garota de cabelos negros e oleosos.


"Equilíbrio!", debochou Lady Lesso. "Então por que o Mal não ganha uma fábula desde que ele assumiu? Por que o Mal não derrota o Bem há duzentos anos?"
"Talvez meus alunos estejam apenas mais bem preparados", disse Clarissa.

Já fazia um bom tempo que queria ler esse livro, mas só agora tive a oportunidade de conferir a história. A Escola do Bem e do Mal é bem parecido com o que imaginei, mas as surpresas com o enredo também me surpreenderam.

Já imaginava a troca das amigas nas escolas, mas no decorrer da leitura fica claro o motivo disso acontecer. Sophie precisará se dar bem nas aulas do Mal, que vão desde Enfeiamento até História da Vilania. Mas nenhum aluno pode receber três notas baixas durante o dia ou as consequências podem não agradar... Perdida durante as aulas de Embelezamento e Comunicação com os Animais, Agatha se mostra uma pessoa bem diferente do que ela aparenta.
A ambientação criada por Soman Chainani é incrível! Os castelos remetem perfeitamente ao Bem e ao Mal, a floresta azul é tão claramente descrita que dá até vontade de conhecê-la.


A professora Emma Anêmona, com um vestido amarelo berrante e luvas de pele de raposa, entrou assobiando em sua sala de aula cor-de-rosa, deu uma olhada para Agatha e parou de assobiar. E depois ela disse "Rapunzel também deu trabalho", e embarcou em sua primeira lição de "Tornando os sorrisos mais gentis".

Os personagens são bem diversificados, mas achei os alunos do bem um pouco arrogantes e bem mais competitivos que os alunos do mal. Ambos são filhos de personagens de contos famosos e só querem deixar seus pais orgulhosos, ou não cometer o mesmos erros, no caso dos "malvados".
Beatrix se acha superior a todas as outras princesas e deixa os príncipes loucos por ela. Hester é uma verdadeira bruxa e quer ser a melhor entre elas. Mas ambos terão uma grande concorrência neste ano!
Entre os príncipes, o destaque fica com Tedros, filho do Rei Arthur.
Os professores também pertencem a alguma história, tem até uma conhecida fada madrinha no corpo docente da Escola do Bem. Pólux é professor do Bem e Cástor do Mal, um cão de duas cabeças que precisa se revezar para ensinar, mas eles encontrar uma maneira bem engraçada para estar em duas escolas ao mesmo tempo. Lady Lesso é bem severa, não é a toa que se tornou Reitora do Mal.


"O que aconteceu?", Sophie virou-se. "O que isso significa?"
Cástor parecia petrificado. "Significa que ele prefere abrir mão do próprio poder a ter de ajudar você."
[...]
"É a coisa mais perversa que eu já presenciei", disse Cástor, baixinho.

As coisas não são fáceis para os alunos. Os que não se destacam acabam se tornando ajudantes ou Mogrifes, que nada mais são do que animais, plantas e até carruagens que aparecem nas histórias. Não é um fim que os alunos gostariam de ter.

O final deixa um pouco a desejar, por conter acontecimentos rápidos e que poderiam ter sido melhor desenvolvidos, mas ele surpreende. Cada lição aprendida foi importante até o momento. O problema é que o ciclo se fecha e não sei o que esperar do segundo livro.

A Escola do Bem e do Mal é uma releitura muito bem pensada dos Contos de Fadas. A leitura flui bem e é completamente viciante! A lição por trás da história é realmente bela!
A mudança de Sophie e Agatha fica visível a cada capítulo e isso é o que mais impressiona!

A edição está incrível! Gostei da capa, mesmo achando que a original ficaria melhor. Cada capítulo possui uma imagem relacionada ao que encontraremos no decorrer da leitura. Ainda sinto falta do travessão nos diálogos!

Gostei bastante do rumo que o autor escolheu e, com certeza, é um livro que recomendo!

1. O Mal ataca. O Bem defende.
2. O Mal pune. O Bem perdoa.
3. O Mal machuca. O Bem ajuda.
4. O Mal toma. O Bem dá.
5. O Mal odeia. O Bem ama.





Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


7 comentários:

  1. Oii Paulo!
    O livro é incrível, me lembrou um pouco Harry Potter...Gostei da forma que o autor apresenta as personagens, parece rápido e bastante convincente a história, amo livros de fantasias, esse não poderia se diferente né...
    Já tô doida pra ler e saber como as duas amigas vão se sair em lados opostos ás suas personalidades!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li um livro da Editora Gutenberg, não sei se porque não são tão 'famosos' ou eu mesmo que to por fora hahah
    Até agora estou gostando muito dos livros da editora, mais nesse caminho fantasioso, em um mundo diferente. Logo no início da leitura da resenha, eu imaginei que talvez a Agatha fosse para a Escola mas a Sophie não, (porque até em um mundo de fantasia a pessoa que quer muito se ferra, e a outra que ta nem ai se da bem haha) mass pelo menos a Sophie foi pra uma das Escolas não é?
    A parte em que os alunos que não se destacam viram plantas, carruagens etc me lembrou Divergente, aonde quem não se destacava virava sem-facção.
    Mas enfim, agora tenho mais um mundo fictício que eu quero explorar!

    ResponderExcluir
  3. apesar de todo nanequismo eu estou louca para ler esse livro.
    é bom saber que um ciclo se fecha, as vezes mesmo numa série não necessariamente o livro não precisa não ter final.
    adorei os desenhos a diagramação está linda!
    deve ser cheios de lições e te surpreende que os do "bem" são mais arrogantes?
    definitivamente eu tenho q ler =)

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Nunca tinha visto esse livro, mas ele me encantou! A capa não me chamou muito a atenção mas os detalhes no livro são lindos! Além disso a estória mistura duas coisas que eu amo, mistérios e contos de fadas. Com certeza já está na minha lista.

    ResponderExcluir
  5. Li algumas resenhas e vários comentários sobre esse livro e parece-me que tem muita gente criticando o livro, assim como tem aqueles que gostaram muito também. Quando acontece isso, fico com a pulga atrás da orelha e enquanto não leio o livro e tiro minhas próprias conclusões eu não sossego. É o caso desse livro. Vou procurar para ler e ver o porque disso tudo.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com vontade de ler quando vi pela temática dele. Parecia bom.
    E ele é bom, uma releitura legal e interessante de ler. Não sei se acharia o final meio chatinho por ter mais livros, talvez pensasse mais em uma forma de gancho para o próximo ou coisa assim. Ele parece ser bem viciante de ler, então deve valer a pena qualquer errinho.

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto muito de releituras de contos de fadas ou histórias que falam sobre os contos de fadas em geral. Estou louca pra ler esse livro a um tempo, desde que o vi em uma livraria e logo me interessei, só pela capa. Tenho certeza que vou gostar da história e sua resenha só me deixou com mais vontade de ler.

    Abraços :)

    ResponderExcluir