postado por Funs Hunter em 22 agosto 2016

Resenha | Guerra do Velho


                    
No meu aniversário de 75 anos eu fiz duas coisas, visitei o túmulo da minha mulher, e então entrei para o exército.



Guerra do Velho nos traz um enredo pós-apocalíptico de tirar o fôlego, começando pelo personagem principal, o nosso velho, John Perry, um senhor de 75 anos, viúvo, sarcástico e sempre com uma resposta pra tudo na ponta da língua. John perdeu a mulher Kathy a alguns anos, porém ambos tinham decidido juntos que quando fizessem 75 anos entrariam para as Forças Coloniais de Defesa, ou FCD, mas ela não aguentou a espera, e John partiu nessa sozinho, declarado morto na terra, agora ele tem a missão de trazer a paz pra nossa agitada galáxia.

Cortesia da editora

O livro é dividido em 3 partes, sendo a primeira focada mais no alistamento de John, no que leva a sua decisão e como isso acontece, muitos questionamentos e nenhuma resposta, e também somos apresentados aos “velharias”, um grupo de amigos de 75 anos que são os velhinhos mais simpáticos que eu já vi em um livro, faz-nos realmente querer fazer parte desse seleto grupo. Na segunda parte temos um enfoque maior no treinamento militar, que acontece de uma maneira surpreendente ( fica a pergunta, como um senhor de 75 anos aguenta um treinamento militar severo? Leiam o livro e vocês vão saber haha =D ), passando também por alguns questionamentos sobre a vida militar, sobre a moral, sobre a sua consciência humana, levando nós, leitores, a repensar a própria vida. Já a terceira parte vem cheia de surpresas, surpresas envolvendo uma aventura singular e reencontros que eu queria muito escrever aqui porque são realmente de mais, porém seriam spoilers gigantescos.


Muitas vezes em meio a leitura me peguei rindo, o livro parece mais uma comédia de situação (sitcom), onde no meio de uma ação completamente chata, como esperar para se alistar nas FCD, uma frase simples, bem de vovô, me fazia rir.
John Scalzi, autor do livro, conseguiu criar um personagem cativante, engraçado, facilmente identificável com o leitor, o que faz com que a leitura seja fácil, fluida, tratando de temas chave como o militarismo, o envelhecimento e o amor.

A Humanidade finalmente chegou à era das viagens interestelares. A má noticia é que há poucos planetas habitáveis disponíveis - e muitos alienígenas lutando por eles. Para proteger a Terra e também conquistar novos territórios, os humanos precisarão de tecnologias inovadoras, capazes de criar supersoldados com habilidades jamais vistas, e um exército disposto a arriscar tudo


Eu quero me alistar nas FCD, e você?
Ah, e quero meu BrainPal.






Sobre o Autor:
Caique
Caique é estudante de engenharia e aspirante a escritor nas horas vagas, gosta principalmente de livros clássicos, de guerra, ficção científica, fantasia, ou qualquer livro que seja recomendado pelas pessoas que gosta. É apaixonado por filmes e séries, além de viajar.


1 comentários:

  1. Tenho uma lista enorme de livros para ler no kindle e este é um deles. O enredo parece bem interessante e sua resenha me deu ainda mais vontade de ler. ^^

    ResponderExcluir