postado por Funs Hunter em 05 outubro 2016

Resenha | Magia [Trilogia Mística #1]


                   

[...] Meus olhos tinham um tom lilás, quase roxos. Algo muito estranho: doença genética, talvez, ou alguma mutação, quem sabe! A verdade é que isso sempre fez de mim diferente, um diferente ruim.


Annabelle Hendrix só queria ser "normal", como qualquer outra garota da sua escola, mas os seus olhos as diferenciavam. Seu tom de olho lilás a fez sofrer bullying desde criança, ser chamada de aberração diariamente era o que mais a garota ouvia. Para ajudar, coisas estranhas aconteciam a sua volta e sempre ela levava a culpa.
Tudo muda quando, em uma de suas ocasionais visitas, seu pai lhe conta a verdade: ela é uma bruxa. August Hendrix lhe revela o motivo do tom lilás dos olhos e a leva para conhecer a dimensão mágica, onde os demais bruxos vivem. O motivo de tal revelação foi necessária para que a jovem aprenda a controlar seus poderes, contando com a ajuda de uma mentora.
Parece fácil, mas Annabelle não imagina o que o seu treinamento lhe reserva!

Cortesia da editora

Dei a mão para o meu pai, mais confiante do que nunca, e saltei junto com ele dentro do portal, rumo ao desconhecido, à dimensão de aberrações de onde eu vim. O único lugar no universo onde eu era normal.

Antes de mais nada, quero dizer que ri muito lendo esse livro, seja por causa de Annabelle ou de Liza, sua mentora do tamanho de um inseto. Mas o livro também ensina muita coisa importante nos dias de hoje, como a hora de parar e ouvir o que a outra pessoa tem a nos dizer.

Magia é o primeiro livro da Trilogia Mística, da autora Jessica Macedo, e a Mundo Uno Editora foi a responsável por nos proporcionar a nova edição da história.

Annabelle nutre uma paixão não correspondida por seu melhor amigo, Richard, e precisa aguentar o namoro dele com Linda, a garota que mais a provoca e lhe faz mal. O preconceito reina entre a garota e suas amigas, mas Richard não a abandona e é, praticamente, a única pessoa da sala de aula que conversa com ela. Não sei como ele não percebe o que Annabelle sente, pois está na cara, ou melhor, nos gestos e demonstrações, que ela tem uma queda por ele.
Richard é um personagem que tem uma história bem triste, mas que não deixa de ser a realidade de muitos jovens hoje em dia. A abordagem da autora sobre o tema leva o leitor a refletir sobre o que está acontecendo com ele. Queria poder falar mais sobre a família dele, mas considero a situação um grande spoiler.


Onde estavam os chapéus pontudos? Os narizes enrugados e catarrentos? As caras amassadas e enrugadas? Cadê as verrugas pretas cheias de cabelo? Aqueles bruxos e bruxas eram pessoas normais, a não ser pela coisa que também fazia de mim anormal: os olhos! Aqueles olhos de cores estranhas.

Liza Ueiny será a mentora de Annabelle durante seus três anos de treinamento, ela é uma bruxa, mas de tamanho reduzido. Isso faz com que a jovem bruxa a compare a insetos, palitos e tantas outras coisas. Ela é aquele personagem bom em conselhos, ou deveria ser, já que alguns desses conselhos deixam Annabelle dividida em seus sentimentos.
August, além de não ser o pai do ano, é o bruxo protetor da dimensão mágica. Ele é responsável pela segurança da rainha e demais moradores do local, desempenhou um papel importante a muito tempo e isso o faz ser muito respeitado e até reverenciado por todos.
Glória é a mãe de Annabelle e nem suspeita da existência da dimensão mágica. Os bruxos não devem revelara a verdade aos "humanos". Tanto filha quanto pai precisam inventar várias desculpas para ela.

Achei interessante a ideia da autora das cores nos olhos para a afinidade com o elemento ou poder dos bruxos, são várias cores e cada um com seu significado. A história também flui muito bem, principalmente quando se quer saber o que acontecerá com Linda, e olha, ela mereceu.

Jéssica escreveu algo gostoso de ler e que passa muita coisa importante para refletirmos, não se trata apenas de um livro sobre a descoberta da magia, os problemas também são reais e isso foi o que deu um toque todo especial para a história!



A capa dessa edição está linda! Ela lembra muito a primeira, mas gostei mais dessa. A diagramação está bem caprichada também, todas as páginas com detalhes nas laterais e uma diferente na abertura dos capítulos. O que não me agradou um pouco foi a margem, pois em várias páginas tive que força-las para ler melhor o que estava escrito, e a revisão. São erros que não atrapalham a leitura, mas são facilmente percebidos.







Sobre o Autor:
Paulo Cezar
Paulo Cezar é Administrador e Cofundador do blog, descobriu o fantástico mundo dos livros quando leu, pela primeira vez, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além dos livros, também é apaixonado por filmes e séries.


5 comentários:

  1. eu adoro livros de fantasia e fiquei super curiosa para conhecer essa série
    apesar de alguns dos clichês da pessoa querer ser normal e descobrir que é mágica.
    a capa está linda, mas lembra um pouco a da trilogia das joias negras da anne bishop

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser bem legal. Faz até rir! E refletir, o que adoro quando leio uma história seja lá de qual gênero for. Ele tem uma sinopse interessante e acho que leria numa boa. Gostei. Queria ver falando da escrita e pelo jeito é boa também, flui e tem umas coisas bem reais, não só magia e tal. Acho que seria gostoso de ler.

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Apesar de ainda envolver escola parece não ser tão adolescente assim, pela foto do primeiro capítulo dá pra ver que a autora escreve bem e, pelo menos no que eu consegui ler, não força pra ser "teen", pelo contrário, puxa mais pra comédia (começar com a Annabelle pendurada no parapeito pra espiar o Richard é prova disso); então eu gostei bastante.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei com muita vontade de ler. Achei a história diferente, e parece ser um livro bem levinho e gostoso de ler. Achei interessante isso da cor do olho mostrar o poder do bruxo. E já fiquei com dó da Annabelle por ter uma paixão não correspondida. Espero ler esse livro logo :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Achei a sinopse bem divertida e cativante. Parece uma leitura leve e que flui bem. Não conheço a escrita da autora, mas já li muitos comentários positivos sobre esse livro, então, estou mais motivada. Espero poder ler em breve. Ótima resenha!
    Abraços.

    ResponderExcluir